PAULINELLY CHALÉS

PAULINELLY CHALÉS
CLICK NA IMAGEM E VEJA DETALHES

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES
BAIRRO NOVA ESPERANÇA, Avenida Padre Cícero, nº 90

PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

CLICK NA IMAGEM

CLICK NA IMAGEM
ACESSE .... CONTRIBUA... COMPARTILHE

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Secretário de Cultura posta vídeo de inspiração nazista ao propor nova arte para o Brasil


Roberto Alvim, que se notabilizou por insultar Fernanda Montenegro, apresentou em vídeo o prêmio nacional de Cultura citando Goebbels, um dos ideólogos do nazismo, e com música de Richard Wagner ao fundo, compositor preferido dos nazistas; ou seja: o nazismo é a nova ameaça que ronda o Brasil sob Bolsonaro; vídeo

Por Brasil 247
17/01/2020


Roberto Alvim
Roberto Alvim (Foto: DIVULGAÇÃO/SEC. ESPECIAL DA CULTURA)

O secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, copiou a proposta nazista ao propor uma nova arte para o Brasil. Reproduzindo uma fala de Joseph Goebbels, ideólogo da propaganda nazista, ele propôs uma nova arte para o Brasil. "A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada", disse ele.

Goebbels já havia dito coisa bem parecida no auge do nazismo. "A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada", afirmou.

Para completar o quadro grotesto, Alvim postou seu vídeo com a ópera de Richard Wagner, compositor preferido dos nazistas ao fundo. Confira:




Acesse: 

Secretaria Especial da Cultura
@CulturaGovBr







Bolsonaro manda imprensa tomar "vergonha na cara" após a descoberta de novos escândalos de corrupção em seu governo

Descontrolado após a descoberta de que seu secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten dá dinheiro para grupos de mídia, ao mesmo tempo em que é pago por essas organizações, como Band e Record, ele postou vídeo em que pede para a imprensa "tomar vergonha na cara"

Jair Bolsonaro deu novas demonstrações de desespero e descontrole emocional na noite de ontem, ao mandar a imprensa brasielira "tomar vergonha na cara", depois que seu secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, foi flagrado num evidente caso de conflito de interesses, ao liberar recursos governamentais para grupos de comunicação, como Band e Record, sendo também remunerado por essas empresas. 


11,2 mil pessoas estão falando sobre isso

Confira o vídeo em que Jair Bolsonaro manda a imprensa "tomar vergonha na cara". 




Por Brasil 247
Blog SNP, 17/01/2020




Comissão de desaparecidos políticos tem novas regras e gera polêmica

Comissão perde o poder de emitir atestados de óbito. Ex-presidente do grupo diz que busca e localização de corpos ficará prejudicada.

Por Jornal Nacional
Via G1
17/01/2020

Comissão de desaparecidos políticos tem novas regras e gera polêmica

O governo publicou nesta quinta-feira (16/01) novas regras de funcionamento da Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos. Entre outras medidas, retirou dela o poder de emitir atestados de óbito.

O texto determina que “só serão iniciados procedimentos administrativos de busca e localização de mortos e desaparecidos políticos mediante solicitação expressa de pessoas legitimadas pela lei como cônjuges e parentes até o quarto grau, observados os prazos legais”.

A ex-presidente da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos Políticos Eugênia Augusta Gonzaga Fávero disse que sempre foi dever do Estado tomar a iniciativa de procurar e entregar os corpos de desaparecidos políticos. Ela afirmou que, se aplicado o novo regimento, não há mais como as famílias fazerem novos pedidos de busca do corpo.
“Essa outra interpretação no sentido de que a comissão só deve atuar naqueles casos requeridos nesse prazo exíguo de 120 dias, extintos há 15 anos, essa interpretação mais uma vez vai fazer com que se esvazie completamente o objeto dessa comissão, coisa que só poderia acontecer quando o governo tivesse dado respostas razoáveis para os familiares sobre o destino dos corpos dessas pessoas todas”.
A comissão também revogou resolução que obrigava a emissão dos atestados de óbito de mortos e desaparecidos políticos, inclusive reconhecendo os casos de repressão do Estado no período da ditadura militar.

O atual presidente da comissão, Marcos Vinicius Pereira, nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro, disse que o novo regimento está “corrigindo irregularidades que vinham sendo praticadas com base no regimento anterior, mas que não estavam previstas na lei de regência”. Afirmou também que o texto “deu fim aos procedimentos adotados erroneamente pela comissão, como emitir atestado de óbito, o que não é uma atribuição do colegiado”.

Em julho de 2019, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, conseguiu a emissão do atestado de óbitos do pai, Fernando Santa Cruz, “em razão de morte não natural, violenta, causada pelo estado brasileiro”.

Cinco dias depois, o presidente Jair Bolsonaro disse que Fernando Santa Cruz não foi morto por militares, mas por uma organização de esquerda que ele classificou como grupo terrorista. A declaração provocou forte repúdio na época.

O formato de escolha de três dos sete membros da comissão também mudou. Antes, o presidente da República tinha que escolher três pessoas de reconhecida atuação na área. Agora, não existe mais essa obrigação.

As outras quatro vagas não mudaram - são de representantes da Câmara dos Deputados, do Ministério Público Federal, do Ministério da Defesa e de Familiares dos Desaparecidos.




Governo divulga aumento do piso salarial de professores do ensino básico, já previsto em lei de 2008

Aumento anunciado por Weintraub em live com o presidente já estava previsto na Lei do piso. A Lei prevê um reajuste automático a partir do valor mínimo por aluno pago pelo Fundeb, que neste ano teve crescimento.

Por Marcelo Valadares e Mateus Ferreira, G1
17/01/2020 



O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Abraham Weintraub anunciaram, nesta quinta-feira (16), em uma Live o aumento do piso salarial dos professores da educação básica em início de carreira, de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24.

Este reajuste já estava previsto na Lei do Piso (Lei 11.738), de 2008, que estabelece aumento anual no mês de janeiro.


Na prática, o governo apenas aplicou um reajuste automático e previsto na legislação. A lei determina o cálculo base do reajuste na variação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Como, neste ano, Estados e municípios tiveram uma receita maior, o valor mínimo repassado para alunos foi reajustado em 12, 84% -- porcentagem de aumento nos salários base dos professores (entenda o cálculo abaixo).

Entenda o cálculo

O Fundeb, criado em 2007 por uma lei que expira em 2020, reúne parte dos impostos arrecadados pelos estados e pelo Distrito Federal ao longo do ano. A União participa com 10% adicionais sobre esse somatório. Em 2019, o Fundeb reuniu R$ 166,61 bilhões.

Esse montante, uma vez reunido, é repassado para as unidades da Federação que tiveram a menor arrecadação (e com isso, o menor investimento) por aluno. Em 2019, nove estados do Norte e do Nordeste receberam essa complementação.

A previsão do governo era de que, com esse repasse, os alunos desses nove estados receberiam um investimento mínimo de R$ 3.238,52 por ano – valor 6,22% maior que o de 2018.

Com a melhora na arrecadação dos estados, no fim do ano, esse valor subiu para R$ 3.440,29 – alta de 12,84%. Isso significa que, no ano passado, esse foi o investimento mínimo por aluno nos estados que investiram menos.

A Lei do Piso prevê que esses mesmos 12,84%, referentes à alta no Fundeb por aluno, devem incidir sobre o piso dos professores. É por isso que, em 2020, o piso do magistério subirá de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24.



quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

JOVEM NAMOROU UMA BARATA UM ANO: E revelou, 'Era melhor do que qualquer garota'


Yuta Shinohara, um japonês de 25 anos que veio a público contar sua história. Ele namorou uma chamada barata Lisa por cerca de um ano. com sua parceira de alguns centímetros.



O rapaz diz que comprou o invertebrado, que é de origem africana, em uma fazenda de insetos.

De acordo com o jornal Daily Mirror, Yuta revelou que acha a barata mais sexy e melhor que qualquer garota que ele já conheceu, incluindo o primeiro amor de sua vida. Depois de sua parceria morrer, ele pode comer ela, seguindo com suas crenças e seus ideais.

Ele se alimenta de animais por defensores e adeptos da entomofagia, que é prática de comer nas primeiras refeições, sendo um substituto das carnes permitidas, como soja bovina, suína, frango ou peixe. Como uma forma de preservação do meio ambiente, pois é uma área muito menor para manter a criação desses animais.


Ainda segundo o tabloide britânico, o jovem é um dos principais organizadores de um evento de entomofagia em sua cidade.

Para o rapaz, a decisão de comer sua parceira foi natural: “Eu fiz com reverência”. curta.


Fonte: Jornal Daily Mirror
Via; Blog José leite Filho
16/01/2020


Entomofagia é o consumo humano de insetos como fonte alimentar. Entretanto, utiliza-se também para fazer alusão ao consumo de artrópodes, como aracnídeos e miriápodes.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre


quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Governo anuncia reajuste, e salário mínimo passará de R$ 1.039 para R$ 1.045 em fevereiro

Presidente se reuniu com Guedes antes do anúncio; aumento evita perda inflacionária. Governo definiu R$ 1.039 baseado na projeção do mercado para INPC, mas índice ficou acima do previsto.

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília
14/01/2020 

Governo anuncia salário mínimo a R$ 1.045 a partir de fevereiro

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (14) que o governo reajustará o valor do salário mínimo de R$ 1.039 para R$ 1.045. Segundo Bolsonaro, o valor valerá partir de 1º de fevereiro.

O anúncio foi feito em uma entrevista coletiva na sede do Ministério da Economia, onde o presidente se reuniu com o ministro Paulo Guedes. Segundo Bolsonaro, o reajuste será feito via medida provisória, ato que tem força de lei imediatamente (leia detalhes mais abaixo).

"Uma reunião tranquila, coordenada pelo Paulo Guedes. Tivemos uma inflação atípica em dezembro. Não esperávamos que ela fosse tão alta assim. Foi basicamente da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido. Então, ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045 a partir de 1º de fevereiro", afirmou o presidente.


Bolsonaro diz que salário mínimo passará de R$ 1.039 para R$ 1.045 em fevereiro

O objetivo com a medida é evitar perdas inflacionárias. Isso porque, ao fixar o valor do salário mínimo em R$ 1.039, o governo se baseou na projeção do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor do ano passado. O INPC serve de base para o cálculo do salário mínimo.


AÇÃO POLICIAL EM PETROLÂNDIA - PE: POLICIAIS DA 4ª CIPM ATENDEM OCORRÊNCIA DE AMEAÇA CONTRA IDOSO



Terça-feira (14/01) a GT local de Petrolândia, sertão de pernambuco, foi solicitada pela Central de Operações para verificar uma ocorrência de ameaça na Rua princesa Isabel, quadra 01, em Petrolândia. No local, a vítima M.B.N. 67 anos. Relatou que por diversas vezes a sua filha A.P.N.L. 35 anos. Chega alcoolizada e o ameaçando, dizendo que vai matar seus pais e atear fogo na sua residência e utilizando palavras de calão. Após o relato dos fatos, a mesma foi localizada e detida nas proximidades da sua residência e encaminhada à delegacia de polícia local para as medidas legais cabíveis. 



EFETIVO: GTI 4011 (Petrolândia)
SDS - PMPE - DPO - DINTER II - 4ª CIPM


Fonte: SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO - 4ª CIPM - Companhia Ten PM Cirilo de Souza Araújo 
Blog SNP, 15/01/2020




terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Bolsonaro critica 'Democracia em Vertigem', mas diz que nunca assistiu

"Democracia em vertigem" é um documentário da diretora brasileira Petra Costa que relata o o fim do governo de Dilma Rousseff

Por Folhapress
14/01/2020

© Roberto Stuckert Filho/PR

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro classificou nesta terça-feira (14) como uma "ficção" a produção brasileira "Democracia em Vertigem", indicada na categoria de melhor documentário longa-metragem do Oscar deste ano.

Na entrada do Palácio da Alvorada, onde cumprimentou um grupo de eleitores, ele disse que o filme dirigido por Petra Costa, que relata o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), é considerado de qualidade por aqueles que gostam de lixo.
"Ah, não, pera. Ficção. Para quem gosta do que o urubu come, é um bom filme", afirmou o presidente.
Perguntado pela reportagem se havia assistido ao documentário para fazer a crítica, ele disse que não vai "perder tempo com uma porcaria dessas"

Além da saída da petista, o documentário aborda o impacto dos protestos de junho de 2013, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a vitória de Bolsonaro na disputa eleitoral de 2018. 

O presidente, inclusive, concedeu uma entrevista para a equipe do filme quando era deputado federal, que foi incluída no trabalho final. A estatueta será entregue em cerimônia no dia 9 de fevereiro.

A produção da Netflix, que acompanha o acontecimento histórico a partir de uma visão particular da diretora, chegou à plataforma de streaming em junho.

Não é a primeira vez que o presidente critica um filme sem tê-lo assistido. Em junho, após atacar o longa-metragem "Bruna Surfistinha", ele reconheceu que não o viu.

"Eu não [assisti], pô. Vou perder tempo com Bruna Surfistinha? Eu estou com 64 anos de idade. Se bem que eu tenho uma filha de oito anos, sem aditivo", disse.

Em cerimônia de comemoração dos 200 dias do governo, Bolsonaro havia afirmado que não pode admitir que dinheiro público seja destinado a filmes como a produção do diretor Marcus Baldini e que teve a atriz Deborah Secco como protagonista. 

Em conversa com a Folha de S.Paulo, a empresária e escritora Raquel Pacheco, cuja história inspira o filme, disse na época que a declaração do presidente foi "infeliz" e afirmou que, antes de ele fazer juízo de valor, deveria "cuidar da moral de sua própria família".



SAÚDE: Beber pouca água faz mal à saúde, mas muita também. Quando é demais?

Bebe água com frequência ou quase nunca?

Por Notícias ao Minuto
Blog SNP, 14/01/2020

© DR

Oinvestigador Asher Rosinger detectou que a ingestão desequilibrada de água afeta sobretudo a função cognitiva das mulheres mais idosas, segundo informações divulgadas pela publicação Mega Curioso.
Rosinger foi o líder de um estudo realizado com o intuito de medir a velocidade motora, foco e memória no trabalho. Durante a experiência as pontuações mais diminutas foram positivamente correlacionadas com níveis mais reduzidos de hidratação – ou seja, a mulheres que tendiam a beber pouca água.
Paradoxalmente, não se registrou o mesmo impacto entre os voluntários homens, sendo que não se detectaram grandes variações na sua capacidade de execução de tarefas.

E beber muita água faz bem à saúde?

Não por isso – aponta o mesmo estudo. Foram igualmente apurados resultados negativos quanto ao desempenho do cérebro entre indivíduos excessivamente hidratados.

Desequilíbrio esse que de acordo com Rosinger acomete tanto indivíduos jovens quanto idosos. Sendo que no caso das pessoas mais velhas estes dados são mais preocupantes, isto por que o funcionamento do organismo já não é assim tão eficiente. As reservas de água diminuem e os rins não retêm os líquidos como deveriam.

Como posso melhorar a minha cognição?

O investigador salienta que deve consultar um médico de modo a que este possa discernir qual é o nível ideal de hidratação para o seu caso individual. É ainda recomendada a prática diária de exercícios mentais que exijam um pouco de pensamento complexo, ingerir uma alimentação saudável, dormir entre sete a oito horas de sono, controlar os níveis de glicose no sangue e praticar algum tipo de atividade física.




Bolsonaro consentiu com estratégia que adiou depoimento de Queiroz

Segundo o livro-reportagem de Thaís Oyama, Bolsonaro e o advogado Frederick Wasseff atuaram para não fazer caso do depoimento de Queiroz

Por Estadão
Via Notícias ao Minuto
14/01/2020

© Reprodução / SBT

A ausência do ex-policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), em depoimentos convocados pelo Ministério Público (MP-RJ) teria contado com o consentimento do presidente Jair Bolsonaro, segundo um livro-reportagem que será lançado na próxima semana.

Na obra, a jornalista Thaís Oyama afirma que Bolsonaro e o advogado Frederick Wasseff atuaram para postergar o depoimento de Queiroz e levar o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF), contrariando orientação dos advogados.

O relato está em Tormenta - O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos, com lançamento marcado para a próxima segunda-feira, 20, pela Companhia das Letras. Thaís Oyama é atualmente comentarista da rádio Jovem Pan e foi redatora-chefe da revista Veja. Na manhã desta terça-feira, 07/01, Bolsonaro se negou a comentar a publicação. "O livro é fake news, um livro mentiroso, não vou responder sobre o livro."

De acordo com a autora, a estratégia inicial da defesa de Fabrício Queiroz seria o comparecimento na data em que o depoimento foi marcado. Ainda segundo a publicação, Queiroz diria que não poderia prestar esclarecimentos até que seus advogados tivessem acesso à investigação, e assumiria total responsabilidade pelas transferências financeiras - um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) havia identificado transações incompatíveis com sua renda, e depósitos feitos por outros funcionários do gabinete de Flávio na Alerj, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo.

O plano da defesa, no entanto, teria sido abortado por ordem de Bolsonaro, após ele ser convencido de que deveria levar o caso ao STF. "O presidente eleito fora convencido por um advogado amigo que a melhor estratégia para abafar a história era tirar Queiroz e o Ministério Público Estadual do cenário e, por meio do foro privilegiado de Flávio, jogar o caso para o STF - onde poderiam resolvê-lo 'de outra maneira'", escreve Thaís.

Ela atribui a estratégia a Frederick Wassef, atual advogado de Flávio e do presidente. Procurado, o advogado não retornou as ligações.

Um detalhe que teria surpreendido a cúpula ao redor do então presidente eleito, segundo a autora, foi um depósito de Fabrício Queiroz à futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, identificado pelo Coaf. A informação sobre a transferência consta em reportagem publicada pelo Estado em dezembro de 2018. O presidente já havia sido informado sobre a existência do relatório, de acordo com o livro, mas não sobre o repasse.

Sérgio Moro

Com base em um pedido da defesa de Flávio, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, decidiu suspender ano passado todas as investigações que utilizavam relatórios do Coaf - decisão depois revertida no fim de 2019.

O livro afirma que uma articulação pela derrubada da liminar quase custou o cargo do ministro da Justiça, Sérgio Moro. Segundo a autora, Moro procurou Toffoli para argumentar contra a suspensão, que prejudicava centenas de investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Bolsonaro teria ficado furioso, diz a autora, e dissuadido da demissão pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

"O general Heleno, que já tinha gastado seu arsenal de argumentos em defesa do ministro, ao notar a determinação do presidente, descarregou a última bala: 'Se demitir o Moro, o seu governo acaba', disse", escreve Thaís Oyama em Tormenta. Procurado, o Palácio do Planalto disse que não comentaria as afirmações no livro oficialmente. A defesa de Fabrício Queiroz não foi localizada pela reportagem. O espaço está aberto para manifestações.


“Democracia em Vertigem” é indicado ao Oscar de Melhor Documentário, Petra Costa esperar que documentário ajude a 'entender como é crucial proteger democracias'

Petra Costa diz esperar que documentário indicado ao Oscar ajude a 'entender como é crucial proteger democracias'

Por G1
Blog SNP, 14/01/2020

Petra Costa, nos bastidores de 'Democracia em vertigem' — Foto: Divulgação

'Estamos absolutamente emocionados e extasiados', afirma diretora em texto publicado nas redes sociais.

Petra Costa usou as redes sociais para celebrar a indicação de “Democracia em Vertigem” ao Oscar de Melhor Documentário. O anúncio dos nomes dos concorrentes ao prêmio foi feito na manhã desta segunda-feira (13/01).

"Estamos absolutamente emocionados e extasiados por nossos colegas terem reconhecido a urgência deste filme, e honrados por estarmos na companhia de documentários tão importantes. Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias", escreveu a diretora do documentário.
Petra, que escreveu o texto também em inglês, seguiu: "Está se tornando cada vez mais evidente o quanto o pessoal é político para tantos ao redor do mundo, e acredito que é por meio de histórias, linguagem e documentários que as civilizações começam a se curar."


Sarampo em Pernambuco: Aumenta para 268 número de casos confirmados em 31 municípios do estado

Secretaria de Saúde aponta que foram notificados 1.226 casos da doença até 28 de dezembro de 2019. Ao longo de 2018, foram quatro confirmações de sarampo.

Por G1 PE
Blog SNP, 13/01/2020 

Vacina contra sarampo deve ser tomada por adultos e crianças — Foto: Reprodução/EPTV

Pernambuco chegou ao final de 2019 com 268 casos confirmados de sarampo em 31 municípios, segundo boletim da Secretaria de Saúde do estado, divulgado nesta segunda-feira (13/01). Ao longo de todo o ano de 2018, foram quatro confirmações no estado, todas relacionadas a um paciente com histórico de viagem para Manaus, área com circulação do vírus na época.

Os dados apontam que, até 28 de dezembro de 2019 - última semana epidemiológica do ano -, foram registrados 1.226 pessoas com suspeita da doença no estado, com 620 desses casos já descartados e os outros 338 em investigação.


Uma morte foi confirmada no ano pelo estado, a de um bebê de 7 meses, em Taquaritinga do Norte, no Agreste do estado. O município recebeu ações preventivas de vacinação após o caso.

No boletim divulgado em 3 de dezembro de 2019, eram 159 casos confirmados no estado em 12 municípios. No período, eram 1.119 notificações de suspeita da doença.

Veja as cidades e o número de casos confirmados

Abreu e Lima (1)
Arcoverde (1)
Bezerros (2)
Bonito (1)
Brejo da Madre de Deus (12)
Cabo de Santo Agostinho (4)
Camaragibe (3)
Carpina (2)
Caruaru (23)
Cupira (2)
Custódia (3)
Frei Miguelinho (1)
Glória do Goitá (2)
Gravatá (3)
Ipojuca (1)
Itaíba (1)
Jaboatão dos Guararapes (9)
Jataúba (2)
Lagoa do Carro (7)
Limoeiro (1)
Olinda (5)
Paulista (7)
Recife (31)
Riacho das Almas (1)
Santa Cruz do Capibaribe (60)
Santa Maria do Cambucá (1)
Sertânia (2)
Tacaimbó (1)
Taquaritinga do Norte (37)
Toritama (24)
Vertentes (18)

Ação

Sarampo é uma doença altamente transmissível

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Marcações de Consultas e Exames na Secretaria Municipal de Saúde, Petrolândia - PE: 13/01/2020 à 17/01/2020

LOCAL DE MARCAÇÃO

Secretaria Municipal  de Saúde de Petrolândia, 
Rua Cecília Delgado, nº 87, quadra CS, no centro da cidade

CALENDÁRIO SEMANAL DE MARCAÇÕES 
DE CONSULTAS E EXAMES 






Blog SNP, 13/01/2020
Informações: Central de Marcações de Consultas e Exames da Secretária Municipal de Saúde




domingo, 12 de janeiro de 2020

AÇÃO DA 4ª CIPM (Petrolândia - PE) Cumprimento de Ordem de Serviço - Revista em Estabelecimento Prisional do município



Foto: 4ª CIPM Petrolândia 


No sábado, 11/01/2020, em cumprimento à Ordem de Serviço número 03/2020 da 4ª CIPM, sob supervisão do chefe da guarda da Cadeia de Petrolândia, no Sertão de itaparica, procedeu-se uma revista naquele estabelecimento prisional, localizado na quadra 13, das 17h30 às 19h. 

E lá foram encontrados objetos impróprios de estarem no local: Várias partes de objetos de metal; uma lâmina de faca; uma tampa de panela de ferro; uma lata vazia de fiambre. Instrumentos fabricados com arame, cordões, e cerca de 60 (sessenta) sementes que aparentam ser de maconha

O efetivo empregado apreendeu o material e apresentou na delegacia local.

Efetivo:
GTI-4800
GGI-4050
GTI-4011

SDS - PMPE - DPO - DINTER II - 4ª CIPM 



Fonte: SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO 4ª CIPM - Companhia Ten PM Cirilo de Souza Araújo 
Blog SNP, 12/01/2020


sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Carne foi o principal componente que influenciou o IPCA

No acumulado do ano alta foi de 32,40%


Marcello Casal JrAgência Brasil

O principal componente que influenciou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2019 foi a carne, com impacto 0,86% no índice, que representou, também, o maior efeito individual no ano. No acumulado do ano, a alta ficou em 32,40%, sendo que a maior parte, 27,61%, se concentrou no último bimestre de 2019, o que foi o suficiente para que o IPCA fechasse o ano passado em 4,31%, a maior taxa desde 2016, e superior ao centro da meta de inflação de 4,25% fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Em dezembro, o indicador registrou a maior alta para o mês, desde 2002, de 1,15%, enquanto em novembro tinha sido de 0,51%.

Como a carne têm um peso grande no indicador, a influência é maior no índice. Somente em dezembro, os preços tiveram alta de 18,06%, que acabam refletindo em outros componentes do IPCA.

“Ela [carne] tem um efeito grande na parte de alimentação fora do domicílio, porque gera uma inflação de custos para bares e restaurantes, assim como, tem efeito também em outras proteínas e alimentos, como no caso dos pescados e frangos. As pessoas buscam substituir a carne por outros produtos e isso acaba encarecendo os preços também [dos outros produtos]”, explicou o gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pedro Kislanov da Costa.

Lei do juiz das garantias põe em xeque poder de Bretas na Lava Jato

A implantação prática da medida, que deveria acontecer um mês após a sanção da norma, ainda é incerta

Por Folhapress
10/10/2020

© Fernando Frazão/Agência Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A criação da figura do juiz das garantias pode retirar poderes do hoje mais conhecido magistrado da Lava Jato, o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela operação no Rio de Janeiro.

Bretas atua na operação desde que desdobramentos da investigação com origem no Paraná foram enviados para o estado, em 2015. Tanto despacha em inquéritos e pedidos de prisão como em ações penais em andamento.

Com a figura dos juízes das garantias, prevista no pacote anticrime sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, será estabelecida uma separação: o magistrado que atua nas fases anteriores aos processos, como o que determina diligências e quebras de sigilo, não poderá ser o mesmo que conduz as ações abertas.

A implantação prática dessa medida, que deveria acontecer um mês após a sanção da norma, é incerta.O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) criou um grupo de trabalho que vai entregar no próximo dia 15 suas conclusões sobre como aplicar as normas do pacote.

Segundo o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, a novidade não resultará em mais custos para o Judiciário nem aumentará o trabalho dos tribunais.

Para advogados e especialistas, porém, é certo que haverá impacto tanto na Lava Jato do Rio quanto no Paraná. Pelo texto da nova lei, Bretas pode ficar impedido de despachar em pedidos de prisão e em procedimentos relativos à deflagração de novas fases da Lava Jato fluminense.

Ataques aéreos na Síria fazem oito mortos entre forças pró-iranianas

"Aviões não identificados atacaram veículos e depósitos de armas do Hachd", disse Rami Abdel Rahmane

Por Notícias ao Minuto
10/01/2020

© DR

Pelo menos oito combatentes do Hashd al-Chaabi, uma coligação de paramilitares iraquianos liderados por forças pró-iranianas, foram mortos nesta sexta-feira (10/01) em ataques aéreos no leste da Síria, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Aviões não identificados atacaram veículos e depósitos de armas do Hachd na região de Boukamal", disse o diretor da OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Nesta região da província de Deir Ezzor, na fronteira com o Iraque, "oito combatentes iraquianos do Hashd foram mortos", acrescentou.

Um porta-voz da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, posicionada no Iraque, mas também na Síria, negou qualquer envolvimento.

Desde quarta-feira, três aldeias na região de Boukamal, onde estão posicionadas forças pró-iranianas, foram alvo de ataques não identificados de 'drones' [aparelhos aéreos não tripulados] que não deixaram vítimas, segundo Abdel Rahmane.

Este ataque noturno mais recente tem como pano de fundo as crescentes tensões no Médio Oriente entre os Estados Unidos e o Irã, uma semana após a morte do general iraniano Qassem Soleimani num ataque norte-americano a 03 de janeiro, no Iraque.

O tiroteio também matou Abu Mehdi al-Mouhandis, o 'número dois' do Hachd, que integrava as forças de segurança iraquianas.

No final de 2019, um ataque aéreo norte-americano no Iraque matou 25 combatentes do Hachd, da facção Brigadas do movimento extremista islâmico Hezbollah. Os partidários do Hachd invadiram, de seguida, a embaixada norte-americana em Bagdade.

No passado, Israel foi responsabilizado por ataques semelhantes na província síria de Deir Ezzor. Mas a coaligação internacional liderada por Washington também admitiu ter bombardeado as forças pró-regime.

Desencadeado em março de 2011 pela supressão de protestos pró-democracia, o conflito sírio envolve uma série de potências estrangeiras e grupos armados.

O conflito causou mais de 380.000 mortos e milhões de deslocados.




TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM JATOBÁ - PE FOI EVITADA PELO GATI



Quinta-feira, 09/01, por volta das 14h20, a GGI- 4050 (GATI), foi acionada por populares, informando que o Imputado J..S. 32 anos. estava tentando matar sua companheira: A.S.S. 29 anos. com uma foice. No Bairro Rocinha, Jatobá - PE. No local foi confirmado a veracidade da ocorrência, 

O imputado havia se evadido de moto. Em diligências nos bares na beira do rio, a guarnição avistou um indivíduo dentro do rio se escondendo dentro da vegetação que fica à margem e, ao se aproximar, notou que era o imputado. Foi dada voz de prisão e imputado conduzido junto com a vítima para Delegacia de Polícia de Petrolândia, a fim de serem adotadas as medidas legais cabíveis. 


EFETIVO: GGI 4050 (GATI)
SDS - PMPE - DPO - DINTER II - 4ª CIPM 


Fonte: SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO 4ª CIPM - Companhia Ten PM Cirilo de Souza Araújo 
Blog SNP, 10/01/2020