sexta-feira, 30 de julho de 2021

TSE rebate em série 18 alegações de Bolsonaro feitas sem prova contra urna eletrônica

A lista divulgada traz questões que foram levantadas por Bolsonaro seguidas de textos publicados no portal do TSE nos últimos anos que comprovam serem falsos vídeos e boatos que circularam nas redes sociais questionando a segurança das eleições

© Shutterstock

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Além de usar o Twitter para desmentir em tempo real os relatos contra o sistema eleitoral feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a Secretaria de Comunicação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) compilou uma série de links e rebateu 18 alegações apresentadas pelo mandatário durante a live desta quinta-feira (29/07).

A lista divulgada traz questões que foram levantadas por Bolsonaro seguidas de textos publicados no portal do TSE nos últimos anos que comprovam serem falsos vídeos e boatos que circularam nas redes sociais questionando a segurança das eleições.

Em um dos links, o TSE responde a um dos vídeos transmitidos na live que buscava passar a mensagem de que é possível fraudar o código-fonte das urnas para computar o voto de um candidato para o outro candidato.

"Uma urna eletrônica real não é tão simples nem desprotegida como aquela apresentada no vídeo. Além disso, há meios de auditoria para se verificar se os softwares e firmwares executados na urna contêm algum mecanismo malicioso, como o exposto no vídeo. Há também todo um conjunto de procedimentos, que impede a recepção de resultados ilegítimos provenientes de eventuais equipamentos clonados ou gerados por softwares ilegítimos", explicou o TSE.

O tribunal também desmentiu publicações mostradas pelo presidente de que urnas autocompletavam votos a favor de Fernando Haddad, então candidato pelo PT à Presidência em 2018.

Segundo o TSE, avaliação de peritos em edição comprovou que um desses vídeos era falso. "Além disso, no momento em que o primeiro número é apertado, o teclado da urna não aparece por completo, o que sugere que outra pessoa teria digitado o restante do voto. É possível, ainda, constatar, no programa de edição, o ruído de dois cliques simultâneos, o que reforça essa tese. É importante enfatizar que não existe a possibilidade de a urna autocompletar o voto do eleitor, e isso pode ser comprovado pela auditoria de votação paralela", explicou.

Sobre uma planilha apresentada por Bolsonaro para provar que Aécio Neves (PSDB) venceu as eleições contra Dilma Rousseff (PT), em 2014, o TSE disse que ela não corresponde aos dados oficiais, minuto a minuto, e que desconhece a origem das informações divulgadas.

Bolsonaro argumentou que, na apuração do segundo turno, Aécio e Dilma apareceram intercalados na liderança de votos recebidos por mais de 200 minutos. O TSE diz que a informação é falsa e que "houve apenas uma única inversão nas colocações entre os dois candidatos, ocorrida às 19h32 e que pode ser verificada na planilha oficial".

O presidente também apresentou um vídeo que levantava suspeitas sobre as eleições municipais realizadas em Caxias (MA) em 2008. Em relação a esse caso, o tribunal compartilhou um texto no qual diz que a Polícia Federal periciou as urnas eletrônicas utilizadas naquela eleição e que, ao todo, foram verificados dez equipamentos que supostamente teriam sido violados no primeiro turno do pleito.

Porém, o laudo técnico produzido pela corporação concluiu que não foram identificados sinais de violação física dos lacres que envolviam os aparelhos.

"No documento, a PF descartou as hipóteses de instalação de softwares fraudulentos e de adulteração dos programas autenticados pelo TSE. Também não foram encontrados arquivos contaminados por vírus nas urnas eletrônicas examinadas pela instituição", diz o texto.

Outra fala de Bolsonaro rebatida pelo TSE foi a de que a contagem dos votos seria feita em uma "sala secreta". Na publicação, o tribunal explica que "em verdade, a apuração dos resultados é feita automaticamente pela urna eletrônica logo após o encerramento da votação".

O TSE ainda abordou a afirmação de que o sistema eleitoral brasileiro somente é usado no Butão e em Bangladesh.

Os textos enviados pelo tribunal, porém, tratam de alegações que circulam na internet dando conta de que o sistema brasileiro só se replicaria em Cuba e na Venezuela. E afirmam que, "de acordo com o Instituto para Democracia e Assistência Eleitoral Internacional (Idea) - uma organização intergovernamental que apoia democracias sustentáveis em todo o mundo e que conta com 34 países-membros, como Suíça, Portugal, Noruega, Austrália e Canadá, além do Brasil -, o voto eletrônico é adotado por pelo menos 46 nações. Sete agências de checagem confirmaram que essa informação é confiável."

Em junho, reportagem do jornal Folha de S.Paulo mostrou que Brasil, Bangladesh e Butão são os únicos países que adotam a votação por urna eletrônica sem registro em papel em larga escala em eleições nacionais.


Por FOLHAPRESS
Via Notícias ao Minuto, 30/07/2021


Bolsonaro usa vídeos antigos e fake news como 'prova' de fraude na urna

Bolsonaro dedicou os primeiros 40 minutos da live para atacar adversários petistas e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, com perguntas retóricas e ventilar teorias conspiratórias

© Getty

As "provas" de fraude nas urnas eletrônicas que o presidente Jair Bolsonaro prometeu apresentar, nesta quinta-feira, 29/07, foram uma mistura de fake news, vídeos descontextualizados que circulam há anos na internet e análises enviesadas sobre números oficiais da apuração dos votos.

Na transmissão semanal feita para as redes sociais, Bolsonaro e um "analista de inteligência" levado por ele para exibir vídeos e recortes não apresentaram nenhuma prova de que os resultados de 2014 ou 2018 poderiam ter sido fraudados.

Bolsonaro dedicou os primeiros 40 minutos da live para atacar adversários petistas e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, com perguntas retóricas e ventilar teorias conspiratórias.

"É justo quem tirou Lula da cadeia, quem o tornou elegível, ser o mesmo que vai contar o voto numa sala secreta no TSE?", perguntou.

Quando o analista prosseguiu à apresentação das supostas provas, a primeira "denúncia" foi um vídeo amplamente desmentido por serviços de checagem que circula na internet desde 2018.

Na gravação, um homem se apresenta como desenvolvedor de sistemas e apresenta um "simulador simplificado da urna eletrônica". O programa que ele mostra no computador não guarda qualquer relação com o sistema usado pelo TSE desde 1996 e aperfeiçoado periodicamente.

A transmissão também usa vídeos aleatórios de apoiadores, em 2018, dizendo que as urnas não aceitavam o número que identificava Jair Bolsonaro. Na live, Bolsonaro não apresentou locais em que os casos teriam acontecido, tampouco se os casos foram devidamente apurados.

Outra estratégia do presidente foi lançar dúvidas sobre o ritmo da apuração dos votos de 2018 nas diferentes regiões do País. Segundo essa teoria, o ritmo dos votos que recebeu não poderiam sofrer alterações a partir do momento em que 53% das urnas estavam apuradas.

A alegação não faz sentido. A contabilização dos votos não é distribuída de maneira uniforme durante a apuração. Na live, Bolsonaro apresentou vídeos editados de analistas comentando a apuração dos votos.

O "analista" escalado por Bolsonaro também fez menção expressa a uma denúncia protocolada no TSE ainda em outubro de 2018 segundo a qual números apresentados no mesmo horário pelo TSE e pela GloboNews seriam diferentes. A Justiça Eleitoral já reiterou inúmeras vezes que as divergências se deram apenas por causa da velocidade da distribuição dos resultados para as emissoras de TV.


Por Estadão
Via Notícias ao Minuto, 30/07/2021



quinta-feira, 29 de julho de 2021

Em vídeo, Fabiano Marques (prefeito de Petrolândia - PE) fala em melhorias no complexo esportivo na Orla do município


Aqui o trabalho não tem hora para acabar! Cuida. 

"Galera do esporte, estive agora a pouco no complexo esportivo da Orla, juntamente com a Secretária Maria Helena e o amigo Gilmar. Conversamos com os atletas, assumindo o compromisso de fazer a recuperação e adequação do complexo esportivo"

Abraço a todos e ótima noite! 

#FabianoMarques #Petrolândia #Prefeito #GestãoNota10

Fonte/texto/vídeo: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021


  • Maria Helena (secretária municipal de cultura, esporte e lazer); 
  • Gilmar (profissional responsável pela parte elétrica alguns setores da prefeitura).


Em Petrolândia - PE a VACINA CONTRA A COVID-19 É PARA VOCÊ DE '31 ANOS' OU MAIS

 Você que é da geração do MSN, chegou sua vez! 

31 ANOS DE IDADE OU MAIS! 



Nesta sexta-feira (30/07), confira o informativo completo ÁREA URBANA, PRIMEIRA DOSE, SEM AGENDAMENTO.

400 DOSES DISPONÍVEIS

Horário: 14H às 17H
Locais: Ginásio de Esportes e PSF Francisco Fernandes (Nova esperança)


#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021




Barroso: Discurso de que se perder houve fraude é de quem não aceita democracia

O magistrado, que foi homenageado na cerimônia, fez duras críticas à proposta de adoção do voto impresso como mecanismo adicional de auditagem das urnas eletrônicas

© Getty

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, discursou na manhã desta quinta-feira, 29/07, no evento de inauguração da nova sede do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC). O magistrado, que foi homenageado na cerimônia, fez duras críticas à proposta de adoção do voto impresso como mecanismo adicional de auditagem das urnas eletrônicas.

As falas ocorrem no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro prometeu fornecer as provas de que as eleições de 2014 e 2018 foram fraudadas, portanto, podendo ser a do ano que vem. Ao falar na celebração, Barroso afirmou que "o discurso de que se eu perder houve fraude, é um discurso de quem não aceita a democracia".

"Este é um sistema que consagra a democracia, porque uma das características da democracia é a alternância de poder. É reconhecer a possibilidade que o outro que pense diferente de mim possa ganhar. É isso que é a democracia. Portanto, o discurso de que se eu perder houve fraude, é um discurso de quem não aceita a democracia", afirmou. O presidente do TSE mencionou que as urnas eletrônicas elegeram tanto Jair Bolsonaro, quanto Fernando Henrique Cardoso, Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, garantindo que diferentes espectros ideológicos governassem o País.

Sem mencionar nominalmente o presidente Jair Bolsonaro, principal defensor da impressão de comprovantes do voto, Barroso afirmou que "uma causa que precise de ódio, mentira, desinformação, agressividade e grosseria não pode ser uma causa boa". O magistrado se tornou um dos alvos preferenciais dos ataques do político na tentativa de viabilizar o voto impresso.

No dia 9 deste mês, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, Bolsonaro chamou o presidente do TSE de "imbecil' e "idiota". Ele também ameaçou a realização das eleições no ano que vem caso o Congresso Nacional rejeite a Proposta de Emenda à Constituição, da deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF), que pretende incluir impressoras nas urnas eletrônicas.

"Eu não me distraio com miudezas, eu vivo para fazer o que é certo, justo é legítimo, sem ser o dono da verdade, porque numa democracia não tem donos da verdade. A democracia é o regime em que há muitas verdades possíveis, mas a mentira deliberada tem dono é essa precisa ser adequadamente denunciada", disse Barroso em seu discurso. "Os países, assim como as pessoas, passam pelo que tem que passar para se aprimorarem e amadurecerem".

O presidente do TSE elencou os pontos que, segundo ele, desabonam o projeto do voto impresso: a logística de transporte e armazenamento dos votos, o forte esquema de segurança necessário para garantir a lisura do processo eleitoral, a possibilidade de retorno de fraudes com o manuseio das cédulas e a eventual contestação judicial das apurações.


Por Estadão
Via Notícias ao Minuto, 29/07/2021


Em Petrolândia - PE o Dia "D" da Vacinação contra Gripe será nesta Sexta-fera 30 de Julho de 2021


Nesta sexta-feira (30 de Julho) será realizada a vacinação contra a gripe, em todas as Unidades de Saúde do município.

Participe! Vacinar é garantir uma vida mais segura.

ABERTO PARA O PÚBLICO: (EM TODOS OS PSFs DA CIDADE)

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos; 
  • Puérperas; 
  • Professores;
  • Idosos;
  • Pessoas com comorbidade. 


#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021




Prefeitura de Petrolândia - PE realiza manutenção na iluminação pública na Agrovila 04, do bloco 03

 Aqui tem trabalho! Todos os dias. 


Iniciamos a quinta-feira (29/07) deixando a Agrovila 4 do bloco 3, ILUMINADA. Mais um compromisso feito sendo cumprido pela Gestão Municipal.

E vem muito mais! Estamos unindo forças e parcerias, levando o desenvolvimento para todos os lugares.

#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte/texto/arte: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021




Rebeca Andrade faz história e conquista a prata na ginástica em Tóquio

Ela começou brilhando e terminou como vice-campeã olímpica nos Jogos de Tóquio na maior façanha de uma ginasta brasileira na história

© Getty Images

O sorriso de Rebeca Andrade logo após o primeiro salto que abriu sua participação na final do individual geral da ginástica artística já dizia como seria aquela disputa. Ela começou brilhando e terminou como vice-campeã olímpica nos Jogos de Tóquio na maior façanha de uma ginasta brasileira na história.

A paulista de Guarulhos, de 22 anos, pareceu não ter sentido a pressão por um bom desempenho, que aumentou depois de a favorita Simone Biles desistir de competir para cuidar de sua saúde mental. Mesmo sem a melhor ginasta da atualidade na disputa, Rebeca deu um show de talento e conquistou um resultado histórico no Centro de Ginástica de Ariake.

A brasileira, que nos Jogos do Rio tinha ficado na 11ª posição no individual geral, totalizou 57.298 pontos na soma dos quatro aparelhos, ficando na segunda posição. A medalha de ouro ficou com Sunisa Lee, dos Estados Unidos, e o bronze com Angelina Melnikova, do Comitê Olímpico Russo. Rebeca ainda vai atrás de mais dois pódios no Japão porque está nas finais de salto e do solo. E o ouro só não veio por causa de dois erros no solo, sua especialidade.

O resultado coroa uma atleta que sempre foi muito talentosa, mas teve problemas de lesão que a tiraram de eventos importantes. Mas agora, bem fisicamente, mostrou ao mundo suas qualidades e ganhou aplausos ao se apresentar no salto, barras assimétricas, trave e no solo ao som instrumental de "Baile de Favela".

Miguel e Raquel reafirmam unidade por mudança em Pernambuco


Em visita a Caruaru nesta quarta-feira (28/07), o prefeito Miguel Coelho se reuniu com a prefeita Raquel Lyra na sede do palácio municipal. Líderes das principais cidades do interior de Pernambuco, os dois gestores sentaram à mesa para discutir o cenário político estadual e projetos de comum interesse para as prefeituras.   

A reunião foi acompanhada também pelo senador Fernando Bezerra e os deputados Fernando Filho e Antonio Coelho. 

Tanto Raquel quanto os Coelho reafirmaram a necessidade de fortalecer a unidade de todos os campos políticos do Estado que defendem uma mudança nos rumos de Pernambuco, com diálogo e propostas para resgatar a esperança e o protagonismo socioeconômico.

Após a reunião, Miguel mostrou confiança e animação. O prefeito de Petrolina acrescentou que a tendência é, nos próximos meses, visitar mais lideranças pernambucanas para aprofundar o debate em cada região do Estado. 

“Raquel e eu já estamos unidos como prefeitos de duas grandes cidades e como representantes da Frente Nacional dos Prefeitos. Mas estamos também em sintonia sobre a necessidade de uma mudança em Pernambuco. É preciso conversar com a população, buscar mais forças políticas para apresentar um projeto que resgate a autoestima de nossa população e a força de Pernambuco”, ressaltou Miguel após o encontro com a prefeita.


FONTE: Nill Júnior
Via Petrolândia Notícias, 29/07/2021


 


BRASIL É MEDALHA DE BRONZE NO JUDÔ FEMININO EM TÓQUIO: Mayra Aguiar conquista o bronze no judô e é a primeira a ter 3 medalhas em Olimpíadas

A judoca gaúcha Mayra Aguiar conquista o bronze para o Brasil no nas Olimpíadas de Tóquio e é a primeira brasileira a ter três medalhas em Olimpíadas em esporte individual

Mayra Aguiar exibe a medalha de bronze conquistada na categoria até 78kg — 
Foto: REUTERS/Sergio Perez

247 - Mayra Aguiar conquistou mais uma medalha para sua carreira. Nesta quinta-feira (29), na  arena Nippon Budokan, ela derrotou a sul-coreana Hyunji Yoon, na categoria até 78kg, e subiu ao pódio das Olimpíadas de Tóquio para receber o bronze. O feito de Mayra é histórico em diversos sentidos. A judoca se torna a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual: antes de Tóquio, já havia subido ao pódio em Londres 2012 e Rio 2016. É, também, a primeira a fazer isso em três Olimpíadas em sequência, informa o G1. Hélia Rogério de Souza Pinto, mais conhecida como Fofão, conquistou três medalhas olímpicas, mas em esporte coletivo, o vôlei.

Mayra também chega ao topo do esporte que mais deu medalhas ao Brasil em Olimpíadas. O judô soma 24 pódios em Olimpíadas. Mayra tem três, mais do que qualquer outro no país.

A judoca se classificou para a repescagem do judô até 78 kg nas Olimpíadas de Tóquio-2020 após ser derrotada pela alemã Anna-Maria Wagner, atual campeã do mundo, nas quartas de final. Assim, ela deu adeus ao sonho de conquistar seu primeiro ouro. Anteriormente, nas oitavas, a brasileira havia vencido por ippon a israelense Inbar Lanir.


FONTE: Brasil 247, 29/07/2021




Modalmais/Futura: Lula tem 33,8% e Bolsonaro 25,2%; Ciro tem 6,6%

A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira

© Getty Images

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto, tanto em primeiro quanto em segundo turno, em todos os cenários pesquisados caso as eleições fossem hoje, aponta pesquisa divulgada nesta quarta-feira (28/07) pelo banco Modalmais e instituto de pesquisa Futura Inteligência.

No cenário de pesquisa estimulada que reuniu o maior número de presidenciáveis, 13 no total, Lula tem a menor vantagem sobre o atual presidente Jair Bolsonaro: 33,8% do petista contra 25,2% do atual chefe do Executivo. Na sequência aparecem Ciro Gomes (PDT) com 6,6% das intenções de voto e o ex-ministro Sérgio Moro com 6,3%.

Tecnicamente empatados em último lugar estão o ex-ministro Luiz Mandetta (DEM) com 3,4%, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) com 3,0%, o ativista Guilherme Boulos (PSOL) com 3,0%, João Doria (PSDB) com 2,3%, Eduardo Leite (PSDB) com 1,4%, Simone Tebet (MDB) com 0,8%, Flávio Dino (PSB) com 0,8%, Tasso Jereissati (PSDB), com 0,6% e Rodrigo Pacheco (DEM) com 0,6%. Brancos são 7,9% e indecisos 4,5%.

A pesquisa também mensurou outros cenários com menos candidatos, quatro ao todo, o que levaria à concentração de votos. Nestes, a vantagem de Lula cresce de 8,6 pontos percentuais para entre 12,1 p.p. e 12,7 p.p. Já na pesquisa espontânea, Lula tem 30,1% das intenções de voto e Bolsonaro 24,0%. Neste cenário, indecisos são 25,4% e brancos, 9,8%.

O levantamento ouviu 2.006 eleitores ouvidos entre 23 e 26 de julho. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

Segundo turno

Nas intenções de voto para o segundo turno, Lula também venceria todos os outros candidatos. Contra Bolsonaro, Lula teria 51,3% dos votos totais e Bolsonaro, 32,9%. O atual presidente também perderia para o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). O pedetista tem 46,6% dos votos totais e Bolsonaro, 33,1%.

Rejeição

Entre os candidatos, Bolsonaro foi o que atingiu o maior índice de rejeição. Dos entrevistados, 49,1% dos eleitores - que podiam apontar um único candidato - disseram que não votariam de jeito nenhum em Bolsonaro e 26,3% apontaram o ex-presidente Lula. A pesquisa também aferiu que 65,9% dos eleitores disseram que Bolsonaro não merece ser reeleito e 30,3% que merece. Para Lula, 48,6% dos entrevistados disseram que o ex-presidente não merece ser eleito novamente e 47,6% que sim.


Por Estadão
Via Notícias ao Minuto, 29/07/2021


Mulher é detida após trancar a filha autista em uma jaula

Está sendo acusada de um crime de abuso agravado de menores e negligência infantil

© iStock

A polícia do estado norte-americano da Flórida deteve e indiciou uma mulher depois de ela ter, alegadamente, trancado a filha menor com autismo grave numa jaula dentro de casa, em Palm Bay.

Melissa Doss, de 42 anos, foi detida, neste final de semana, depois de um vizinho ter ligado para o 911  para denunciar que uma criança tinha escapado de casa e que estava no seu quintal.

Os agentes descobriram no local que a menina não sabia falar e após questionarem a mãe esta disse que a filha tinha fugido de casa, segundo a CBS Miami. 


por Notícias ao Minuto, 29/07/2021




As autoridades perceberam, então, que a menina dormia numa "jaula feita de metal e madeira", que ficava trancada durante a noite. Além disso, os agentes denunciaram as más condições em que se encontrava a casa, com "cheiro de fezes e urina" e "lixo, insetos de toda espécie, aranhas e moscas" por toda parte. Algumas partes do teto estavam em falta, foi detectado mofo em toda a casa e os banheiros não funcionavam.

O caso foi encaminhado para o Departamento de Crianças e Famílias da Flórida. A mulher foi acusada, na segunda-feira, dos crimes de abuso agravado da menor e negligência infantil.


  


 


quarta-feira, 28 de julho de 2021

Governo de PE libera funcionamento de bares e restaurantes até meia-noite e dobra número de pessoas em eventos corporativos

Estado informou, nesta quarta (28/07), que as novas medidas entram em vigor a partir de segunda-feira (02/08). Também serão ampliados os horários das atividades esportivas e dos cinemas.

O governo de Pernambuco anunciou, nesta quarta (28/07), um novo avanço no plano de convivência com a Covid-19. A partir de segunda (02/08), bares e restaurantes terão o horário de funcionamento ampliado até a meia-noite. Além disso, o número de pessoas em eventos corporativo vai passar de 100 para 200 pessoas ou 50% da capacidade do espaço (veja vídeo acima).

Também serão ampliados os horários de atividades esportivas e o período de funcionamento e capacidade dos cinemas e teatros.

Os avanços foram anunciados em coletiva, pela internet, pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, e pela secretária-executiva do Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça.

De acordo com Ana Paula Vilaça, os bares e restaurantes poderão funcionar das 5h às 0h, em todos os dias da semana. O governo também dobrou a capacidade para a realização de eventos corporativos, que passa a ter 200 pessoas ou 50% da capacidade do espaço, o que for menor.

Além disso, as atividades esportivas podem funcionar até 0h. Os cinemas e teatros, além de funcionar até meia-noite, terão capacidade aumentada para até 300 pessoas ou 50% da capacidade do espaço, o que for menor.

Ana Paula Vilaça lembrou que Pernambuco voltou a permitir música ao vivo em bares e restaurantes no dia 19 de julho, quando foram liberadas as apresentações com até três pessoas no palco.

Em Petrolândia - PE a secretaria municipal de saúde informou na manhã desta quarta-feira (28/07) que terá coleta de sangue para pacientes na área rural (COLETA RURAL)

Mais novidade na SAÚDE! 

Em vídeo a secretária municipal de saúde Patrícia Jacques fala da importância da coleta de sangue para os pacientes da área rural do município.


O Gestor do Município anunciou na manhã de hoje (28/07), várias ações para a área rural, e a Secretária de Saúde Patrícia Jaques acompanhou de perto a COLETA RURAL (coleta de sangue), ação que vai facilitar a vida dos moradores, sem a necessidade do deslocamento até a cidade.

Aqui tem saúde, aqui tem trabalho de verdade!

#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021


Dia do Agricultor (28 de Julho), PREFEITURA DE PETROLÂNDIA - PE FAZ HOMENAGEM


Nossa homenagem a todos agricultores que impulsionam o crescimento econômico de Petrolândia.

Como anunciado anteriormente, estamos levando várias ações de melhorias para os agricultores e toda a Área Rural.

Aqui tem trabalho, uma nova história.

#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 28/07/2021




Instituto diz que o governo Bolsonaro tem postura negacionista na crise de energia e alerta para risco de apagões


247 - Especialistas do Instituto Clima e Sociedade classificaram a resposta do governo Jair Bolsonaro à crise de energia como negacionista, por minimizar risco de apagões. "A gente vê ministros e outras figuras aparecendo e negando que estamos diante de um risco de racionamento e de apagões", disse a consultora do instituto, Amanda Ohara. "Se na pandemia, em que lidavam com vidas humanas, houve negação, imagina na energia, no início de um período eleitoral", afirmou, de acordo com relato publicado no jornal Folha de S.Paulo. O Brasil passa pela pior crise hídrica em 91 anos.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) alertou na semana passada para o esgotamento da potência no atendimento aos horários de maior consumo no fim do ano. O alerta reforçou no mercado a percepção de que, sem controle da demanda, aumentará o risco de apagões nos horários de picos é elevado. "Não tem varinha de condão que faça aparecer oferta de energia", afirmou o ex-diretor do ONS Luiz Eduardo Barata.

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico do Ministério de Minas e Energia deu sinal verde, em maio, para a necessidade de acionar usinas termelétricas, mais poluentes e mais caras. No mês seguinte, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aumentou em 52% a parcela da conta que paga pelo funcionamento dessas usinas. Segundo a Agência Lupa, do jornal Folha de S.Paulo, cerca de 85,6% de toda a energia no país era gerada em hidrelétricas (298,6 TWh de um total de 348,9 TWh) em 2001. O percentual caiu para 65,2% em 2020, apontou um relatório do ministério.

Nesta semana, o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME), Christiano Vieira da Silva afirmou que a região Sudeste, responsável por 70% da capacidade de armazenamento do Brasil, está com apenas 26% de sua capacidade. 

De acordo com o físico José Goldemberg, ex-secretário de Meio Ambiente de São Paulo, "a pior coisa que o governo está fazendo no momento é não preparar os brasileiros para a situação difícil que vamos enfrentar". "Pelo contrário, está tranquilizando as pessoas", disse. 

Medidas

O governo apostará na entrada de 15 gigawatts (GW) em nova capacidade de geração entre 2021 e 2022, o equivalente a 8% da capacidade instalada atual, além de 16 mil quilômetros de novas linhas de transmissão, aumentando a malha em 10%.

Em nota divulgada nesta terça, o ministério disse que mantém  uma campanha pelo uso consciente de energia e água. "Não há indicativo de corte de carga e, portanto, de apagões nem no pior cenário utilizado [pelo ONS]", acrescentou. "Não obstante, as medidas em curso contemplam ações visando obter adicionais de geração que permitem que a operação do sistema conte com mais 'folga' entre a oferta e a demanda".

A pasta citou outras medidas adotadas para enfrentar a crise, como a revisão de regras para importação de energia e negociações com empreendedores para antecipar obras. 



    Por Brasil 247, 28/07/2021


Jornal conservador francês (Le Figaro) traça perfil de Bolsonaro: Explosivo e com "ambição financeira excessiva"

"Tenente, Bolsonaro criou confusão com a hierarquia quando se envolveu em negócios pouco compatíveis com seu status de militar", destaca o jornal Le Figaro. "O que veio depois todos sabem", completa o texto

Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

247 com RFI - Em uma série especial, o jornal Le Figaro publicou, nesta terça-feira (27/07), um perfil sobre Jair Bolsonaro enfocando, principalmente, o seu passado militar e que ainda “tenente, Bolsonaro criou confusão com a hierarquia quando se envolveu em negócios pouco compatíveis com seu status de militar". Segundo o diário francês, o coronel Carlos Alberto Pellegrino, que foi superior hierárquico de Bolsonaro, foi quem detectou precocemente sinais de imaturidade em Bolsonaro, além de "uma ambição financeira e econômica excessiva".

"Ele tinha a intenção de liderar os oficiais subalternos, no que foi sempre repelido, tanto em razão do tratamento agressivo dispensado a seus camaradas, como pela falta de lógica, racionalidade e equilíbrio na apresentação de seus argumentos”, disse Pellegrino em trecho do livro reproduzido pelo jornal francês. 

O fim da carreira militar de Bolsonaro começou quando ele publicou um artigo na revista Veja, em 1986, reclamando dos baixos salários dos cadetes. Vem dessa época a popularidade que ele ganhou na base do Exército, até hoje um elemento importante de seu eleitorado mais fiel, observa o diário. A gota d'água foi a descoberta, no ano seguinte, que ele e um amigo de farda, Fábio Passos, tinham um plano de explodir bombas em unidades militares do Rio de Janeiro para pressionar o comando.

Bombas e afastamento do Exército

O caso das bombas levou Bolsonaro a julgamento, conta o Le Figaro. Condenado inicialmente, depois absolvido pelo Superior Tribunal Militar, ele acabou sendo isolado dentro das Forças Armadas até abandonar a carreira para se aventurar na política. 

"A passagem pelo Exército revelou o Bolsonaro atual: ambicioso, polêmico, intrépido, insubordinado, um homem que mistura realidade e ficção, uma personalidade considerada imatura por seus superiores e incapaz de comandar ou, ao contrário, um carismático", sintetiza o diário francês.

"O que veio depois todos sabem", conclui em tom de ironia Le Figaro.


Por Le Figaro
Via Brasil 247, 28/07/2021



terça-feira, 27 de julho de 2021

Novo ministro da Casa Civil, o senador Ciro Nogueira responde a cinco processos criminais

O histórico judicial do parlamentar tem paralelo com o perfil que Bolsonaro prometia expurgar ao ser eleito, em 2018, sob a promessa de acabar com a velha política e de romper com fiadores do PT.

© Edilson Rodrigues/Agência Senado

Terceira aposta do presidente Jair Bolsonaro para a Casa Civil, o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) figura como alvo de duas denúncias criminais e três inquéritos que apuram suspeitas de suborno e distribuição de propinas. O histórico judicial do parlamentar tem paralelo com o perfil que Bolsonaro prometia expurgar ao ser eleito, em 2018, sob a promessa de acabar com a velha política e de romper com fiadores do PT. Nogueira é o presidente do partido que se sagrou como o mais implicado na Operação Lava Jato e ascendeu política e financeiramente durante os governos de Lula e Dilma Rousseff.

Desde que o presidente aprofundou sua ligação com o Centrão para se livrar de pedidos de impeachment e ter governabilidade, o passado de Nogueira foi considerado um mero detalhe pelo Palácio do Planalto. Com a fluidez política que lhe é característica, Nogueira foi de lulista a integrante do primeiro escalão de Bolsonaro e hoje vai se encontrar com ele, para acertar detalhes da posse.

Para evitar a completa contradição, o presidente desconversa dizendo que poderá abandonar Nogueira em caso de condenação. "Se (Ciro) for julgado e condenado, afasto do meu governo", disse Bolsonaro, ontem.

Na esfera criminal há duas denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o senador, em casos ligados à Lava Jato, ainda pendentes de julgamento. A acusação mais recente é de 10 de fevereiro do ano passado. Nogueira teria recebido R$ 7,3 milhões da Odebrecht para patrocinar interesses políticos da empreiteira, o que a defesa nega. A peça é assinada pela subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo. Designada pelo Procurador-geral Augusto Aras para conduzir os casos da Lava Jato, Lindôra é considerada próxima do bolsonarismo.

Segundo o MPF, Nogueira chefiava uma organização criminosa instalada no Progressistas. No segundo semestre de 2014, por exemplo, teria pedido R$ 1,3 milhão à Odebrecht. O pagamento foi feito em duas parcelas e registrado no sistema de contabilidade paralelo da empresa sob o codinome de Ciro, que era Cerrado.

A outra denúncia é de junho de 2018, assinada pela então PGR Raquel Dodge. Neste caso, Ciro Nogueira é acusado, junto com outros membros do partido, de tentar subornar uma testemunha para que ela alterasse o depoimento prestado à Polícia Federal no caso conhecido como "quadrilhão do PP". A testemunha, um ex-motorista, teria "observado a prática de diversos crimes" por parte do senador, segundo o MPF.

Esta denúncia está sendo analisada pela Segunda Turma do STF. São dois votos para tornar Ciro Nogueira réu, dos ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia. O julgamento está suspenso desde 2018, quando o ministro Gilmar Mendes pediu vista. O ministro devolveu o processo, mas não há data para que o julgamento seja retomado

Além destas denúncias, a Lava Jato também resultou em três inquéritos contra Nogueira no STF, ainda sem denúncia apresentada. O mais antigo diz respeito a suspeitas de propina que teriam sido pagas a ele pelo Grupo J&F, detentor do frigorífico JBS, em 2014 e em 2016. As outras duas investigações são sigilosas e foram reveladas neste domingo pelo jornal O Globo. Uma delas diz respeito a suposto pagamento de propina de R$ 1 milhão da empreiteira OAS, em troca de apoio a uma medida provisória no Senado; a outra versa sobre a possível uma influência na Caixa para liberar um financiamento à construtora Engevix. O senador nega todas as acusações.

Patrimônio

Desde que foi eleito pela primeira vez para a Câmara, em 1994, ele nunca deixou de ter cargos eletivos em Brasília. O período também marcou o seu crescimento patrimonial. Ao fim do primeiro mandato como deputado, em 1998, Nogueira acumulava R$ 746,9 mil em bens. Em valores correntes, o montante representa um patrimônio de R$ 2,9 milhões. Segundo dados registrados no TSE, eram dois automóveis, metade de um apartamento, uma casa em construção, um terreno e parte de uma empresa.

Na disputa de 2018, quando foi reeleito para o Senado, Nogueira declarou à Justiça Eleitoral ter R$ 23,3 milhões em bens. A quantia corresponde a R$ 26,4 milhões em valores atuais. A maior fatia (R$ 18 milhões) vem da sua participação na CN Motors, concessionária de motocicletas com filiais no Piauí e no Maranhão. Além de senador, Nogueira e familiares atuam no ramo automotivo e imobiliário. Em Teresina, são conhecidos por serem proprietários de diversos imóveis. Em nota, a assessoria do senador destacou que o patrimônio dele é "rigorosamente auditado pelo TCU" e, além de o senador possuir empresas, herdou bens do pai, "todos devidamente declarados". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Por Estadão
Via Notícias ao Minuto, 27/07/2021




PREFEITURA DE PETROLÂNDIA - PE: Plantão Cadastro Único (Área Rural [indígena] do município)

  • Local: Aldeia Entre Serras Pankararu
  • Data: 28/07/2021
  • Horário: 8h30

Realizando atualização de cadastros e informações.


#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 27/07/2021




PREFEITURA DE PETROLÂNDIA PE: Petrolândia beleza, cidadão na limpeza!


Manter a cidade limpa é um dever de todos os cidadãos, não jogue lixo em locais proibidos, respeite as sinalizações de proibição

As equipes de limpeza trabalham incansavelmente para limpar todos os locais, a sua colaboração ajuda a preservar limpo! 


#Prefeitura #Petrolândia #UmaNovaHistória #Pernambuco


Fonte: Prefeitura de Petrolândia, 27/07/2021