PAULINELLY CHALÉS

PAULINELLY CHALÉS
CLICK NA IMAGEM E VEJA DETALHES

PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

CLICK NA IMAGEM

CLICK NA IMAGEM
ACESSE .... CONTRIBUA... COMPARTILHE

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES
BAIRRO NOVA ESPERANÇA, Avenida Padre Cícero, nº 90

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

40 dias do Desaparecimento de NAYARA EMANUELA, Petrolândia - PE





Hoje, quinta-feira, 19 de setembro de 2019, já são 40 dias que Nayara Emanuela, de 22 anos, está desaparecida de Petrolândia, no sertão pernambucano. Foi no dia 10/08 (sábado), que começou toda uma aflição, e uma mudança na rotina de uma família, de amigos, de uma cidade, e porquê não dizer, de uma região.

Independe do que tenha acontecido, se foi mais uma vítima de feminicídio; ou, se está em cárcere privado, ou se, decidiu ir embora, e não dar notícias a ninguém.  Nayara já faz parte de uma estatística de mulheres vítimas de violência doméstica. 

A jovem Nayara tem três filhos: Uma menina de 6 anos um menino de 4 anos e uma menina de 2 anos. E já passaram-se 40 (quarenta dias), que mesmo com toda informação disponibilizada pela família as autoridades competentes; mesmo com todo empenho da Polícia Civil de Petrolândia, do envolvimento de departamentos de polícias de outras cidades; do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e da Coordenadoria Municipal da Mulher de Petrolândia; da Secretaria Estadual de Direitos da Mulher; de outros órgão; grupos de mulheres e de pessoas que muito tem contribuído com Informações; com protesto popular; moção;  com compartilhamentos em redes sociais, rádios, blogs, sites e outros meios de comunicação. Nada  indica o norte que esta jovem pegou, ou até mesmo, o porque disso tudo. 

Tudo citado a cima, é de grande relevância e importante, para este processo, que mesmo, diante do quadro que se apresenta, não pode parar.  A polícia civil de Petrolândia, que está com o caso, está agindo. Várias pessoas prestaram depoimentos, outros procedimentos foram realizados. 

Um suspeito, depois de, em um dos seus depoimentos, entrar em contradições, fez com que o delegado do caso, Doutor Roberto, solicitasse a prisão temporário de 30 dias, que pode ser prorrogada por mais 30 dias. O suspeito  foi preso na quinta-feira (12.09). A polícia segue com as investigações. E relata que está buscando, dentro das possibilidades que tem, solucionar o caso. A mesma precisa de maiores condições, em diversos sentidos. E a família, todos os envolvidos  e a sociedade, precisam de respostas. 

É preciso que mais órgãos responsáveis por fazer valer a lei e os direitos, envolvam-se e ajam, para que de repente, Nayara Emanuela, não se torne, somente mais uma mulher, classificada como um número a mais, nos alarmantes números de mulheres que desaparecem, ou são assassinadas neste país. "No qual a impunidade reina, e a justiça se silencia". 

Pedimos a quem tiver alguma informação que leve ao paradeiro de Nayara, ligar para os NÚMEROS


  • (87) 9 9630-7729. Alexandre Sertão


  • (87) 3851-0710
  • (87) 99611-5538. Polícia Civil


*Atualizado às 22:18h

Por Alexandre Sertão
Blog Sertão News Petrolândia 
19 de setembro de 2019

  



Nenhum comentário:

Postar um comentário