PAULINELLY CHALÉS

PAULINELLY CHALÉS
CLICK NA IMAGEM E VEJA DETALHES

PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

CLICK NA IMAGEM

CLICK NA IMAGEM
ACESSE .... CONTRIBUA... COMPARTILHE

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES

AURINÉZIO CONSTRUÇÕES
BAIRRO NOVA ESPERANÇA, Avenida Padre Cícero, nº 90

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Homem é preso no DF por maltratar mãe idosa e irmão esquizofrênico

Apesar de viver em boas condições, acusado deixava parentes morando nos fundos de sua casa, sem comida, sem remédios e utilizando balde para necessidades fisiológicas

Por Correio Braziliense 
30 de Maio de 2019

Vítimas viviam em lote quente e
insalubre, sem banhos e sem comida
(foto: Divulgação/PCDF)
A Polícia Civil prendeu um homem de 63 anos acusado de abandonar e maltratar a própria mãe, uma idosa de 87, e o irmão dele, 62, esquizofrênico. As vítimas, segundo a Polícia Civil, viviam em condições precárias. Apesar de ter boas condições financeiras, o acusado deixava os parentes nos fundos de sua casa, sem comida, sem remédios e sem limpeza básica. A delegada responsável pelo caso encontrou até mesmo um balde que era usado para necessidades fisiológicas.

A prisão ocorreu na quarta-feira (29/05). "A visita da equipe policial comprovou as péssimas condições em que as vítimas viviam. Muita sujeira, falta de higiene e de alimentos, uso de uma geladeira enferrujada com apenas algumas cenouras, utensílios domésticos sujos e precários, ausência de remédios necessários ao tratamento dos dois e baldes sujos ao lado da cama", detalhou a delegada-chefe da Decrin, Ângela Maria dos Santos. 

Durante a operação, a polícia também verificou que as vítimas não tomavam banho há bastante tempo, o que tornava o local insalubre e fétido. As condições eram totalmente opostas ao padrão de vida do acusado. Na parte do lote em que ele morava, a polícia encontrou diversos aparelhos eletrônicos, até mesmo novos, dentro de caixas. 

Além disso, o homem frequentava uma academia paga com o cartão do irmão, que recebia benefício da Lei de Assistência Social por conta da deficiência mental. Os móveis e eletrodomésticos do acusado também comprovaram sua boa condição financeira. "O autor irá responder pelos crimes de abandono de incapaz, maus tratos e retenção dos cartões bancários das vítimas. Somadas as penas, poderão resultar em até 20 anos de reclusão", finalizou a Polícia Civil, em nota.


 Idosos moravam nos fundos da casa do acusado
(foto: Divulgação/PCDF)

______________________


Nenhum comentário:

Postar um comentário