PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

domingo, 5 de agosto de 2018

UM BEBÊ NASCEU DENTRO DE UM ÔNIBUS: O pai ajudou a fazer o parto de um dos filhos gêmeos dentro de ônibus em Goiânia-GO

Outro gêmeo nasceu momentos depois, no Hospital Materno Infantil. Unidade informou que mãe e bebês passam bem.

Por Sílvio Túlio, G1 GO
04/08/2018 

Veja o vídeo no momento do parto de Davi, (o primeiro bebê a nascer) ainda no ônibus 



O vigilante Ranier Custódio França, de 44 anos, que ajudou no parto de um dos filhos gêmeos dentro de um ônibus, em Goiânia, visitou os bebês e a esposa, a dona de casa Luciene Ferreira Guedes, de 26. A outra criança nasceu já no hospital. Refeito do susto, ele filmou a mulher segurando os recém-nascidos (veja vídeo) e ainda brincou com a situação:
"Oi menino sapeca, apressadinho. Dando susto no papai", disse.
O primeiro bebê, que se chama Davi, tem 2,3 kg. Já o irmão, Ravi, pesa 2,1 kg. A mãe e eles estão internados no Hospital Materno Infantil (HMI). Segundo a assessoria de imprensa, todos passam bem, mas não tem previsão de alta.

Os partos ocorreram na tarde de sexta-feira (03.08), dentro de um ônibus da linha 015 do transporte coletivo no Terminal da Praça A. Um vídeo feito por celular, assim como as câmeras de segurança do veículo, mostram o momento do o nascimento de Davi. Além do pai, policiais militares e servidores da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) ajudaram no procedimento.

O socorro foi acionado e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levou a família até o hospital, onde Ravi nasceu 40 minutos depois.




Após ajudar a fazer parto de um dos filhos gêmeos dentro de ônibus em Goiânia, pai brinca: 'Apressadinho' (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)


Saga por hospitais

Luciene esteve na Maternidade Dona Iris pela manhã para uma consulta médica. Eles ficaram no local para aguardar o resultado de exames. Cerca de 8h, ela voltou a passar mal e foi atendida por outro médico.

Segundo o marido da mulher, ela foi examinada pelo profissional, que apenas olhou os exames feitos pela manhã e encaminhou Luciene para fazer uma ultrassom no HMI, que fica distante 10 km. No trajeto, ela teve contrações e não pôde esperar.

"É errado, né? Que eu falei pra ele que ela estava sentindo dor, que a bolsa estava vazando, ele falou que era normal", disse Ranier.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que no segundo atendimento na Maternidade Dona Iris "não foram constatadas anormalidades que indicassem a necessidade de internação com urgência".

No entanto, mesmo assim, a diretoria da maternidade começou uma apuração interna para verificar se houve alguma ato falho no atendimento prestado à paciente.

Luciene Ferreira Guedes, de 26 anos, deu à luz a um dos gêmeos dentro do ônibus (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)


_________

"PONTO DO BEM" - Petrolândia-PE




Nenhum comentário:

Postar um comentário