PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Prefeita Janielma Souza (Petrolândia-PE), diz em coletiva: "Que não dará o aumento solicitado pelos professores porquê estaria fora da lei"

A prefeita afirma: “É a primeira greve, 
eu espero que única, e última!

Por Redação do Blog Sertão News Petrolândia
Fotos: Paula (Blog PN)
Vídeo: Assis Ramalho (Blog de Assis Ramalho) 

Foto: Paula (Blog PN)

No início da tarde do dia 20.06, a Prefeita de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, a senhora Janielma Souza, concedeu uma coletiva aos meios de comunicação do município, dos quais dentre os convidados estavam presentes: O Blog de Assis Ramalho, o Blog Petrolândia Notícias e o Blog Sertão News Petrolândia. A entrevista foi no gabinete da Prefeita, e tratou sobre a “Greve dos Professores da Rede Municipal”, que foi anunciada após assembleia dos professores ocorrida no dia 19.06. 

Além dos meios de comunicação do município estavam presentes: O senhor Doutor Júlio (advogado da prefeitura) e o senhor Luiz Manoel (contador da prefeitura).

A PREFEITA AFIRMA QUE A GREVE É ILEGAL

Foto: Paula (Blog PN)

A prefeita afirma:
“É a primeira greve, eu espero que única, e última! não só do meu ponto de vista, mas do ponto de vista de toda a assessoria jurídica que nos acompanha, A GREVE É ILEGAL”! Disse a Prefeita.

Segundo a mesma: “O município não está descumprindo a lei, a lei diz que deve-se pagar o piso, e nós estamos nos propondo a pagar este piso”. A GREVE- E que não fica prejuízo para o governo, e sim o único prejudicado são os alunos, que terão que ter as aulas repostas, mas que as mesma não terão a mesma qualidade” . Complementou.

Assis Ramalho, do Blog de Assis Ramalho, deu as boas vindas a todos os presentes, e concedeu a fala a prefeita Janielma Souza, a qual durante 9 minutos falou de todo um contexto de leis, desde a questão do valor que se paga aos professores, em relação a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), e das consequencias  que o município sofreria de penalização caso desse o valor de 6,81 % proposto pelos professores.

Após as primeiras colocações da Prefeita, começaram a serem feitas as perguntas, que deu início por Assis Ramalho.



Foto: Paula (Blog PN)

VÍDEO (Arquivo do Blog de Assis Ramalho- vídeo: Assis Ramalho)


Vídeo : Assis Ramalho 

A partir deste momento vocês irão ver algumas perguntas feitas durante toda entrevistas, e alguns tópicos (resumo) de algumas colocações da Prefeita Janielma Souza.

TODAS AS PERGUNTAS E RESPOSTAS VOCÊS PODERÃO CONFERIR NO VÍDEO A CIMA, QUE FOI FEITO POR ASSIS RAMALHO (Blog de Assis Ramalho) 






Após as primeiras colocações da Prefeita, 
veja as primeiras perguntas, e logo após um resumo baseado na fala da prefeita 


Da esquerda para a direita : Assis Ramalho, Prefeita Janielma Souza, Alex Santos e Alexandre Sertão
(Foto: Paula (Blog PN) 



Blog de Assis Ramalho: No caso, não terá nenhuma contraproposta da prefeitura? Seria este mesmo o aumento? 
______

Blog Sertão News Petrolândia: Agora em agosto a senhora vai fazer um ano que está na gestão do município, e esta é a primeira greve na sua gestão. No seu ponto de vista ela é legal de fato? E se isso afeta alguma coisa no seu governo, de alguma forma? 
______ 

Blog Petrolândia Notícias: Jane a gente tem ouvido do Professor Evaldo na plenária da câmara municipal, durante sessão ordinária, nesta última que houve, agora na quarta-feira passada (13.06) Ele alegando que: Os recursos do FUNDEB vem aumentando. 2016, 2017 e 2018 no município, na fala do próprio vereador que também é representante, cabe ressaltar do SIMPRO, sindicato da categoria, ele vem alegando, digamos assim, uma má vontade do município em acatar este aumento salarial de 6,81 % aos professores. O que você tem a dizer sobre este aumento e sobre a fala do Vereador Evaldo, neste sentido?
______

Complemento da pergunta: Jane, em cima desta colocação de 0.81 %, foi o que conseguiram dá para os professores, é a proposta da prefeitura, é o plano “A” digamos assim. Existe o “B”, ou até o momento não?
______

Blog de Assis Ramalho: Nas duas últimas reuniões ordinária da câmara municipal de Petrolândia Jane, o fato dessas reivindicações dos professores, esta negociação foi muito explorada em discurso na plenária principalmente pelos vereadores de oposição. A Prefeita enxerga uma conotação política nesta greve?
______

Blog Sertão News Petrolândia: Prefeita nós obtivemos uma informação, que além desta proposta de 0.81%, que a senhora fez, e eu gostaria que a senhor afirmasse se isso é correto! Se esta informação procede, a senhora teria uma outra proposta que a partir de outubro, que Isso é verídico? E qual seria esta proposta?

-Sim! Dentro da mesma pergunta- Como a senhora colocou que esse pedido dos professores é de forma ilegal, Porquê este 0.81 % é legal, seria legal este aumento? Se hoje eles aceitassem está proposta seria de forma legal?  

Blog Petrolândia Notícias: (Em relação ao limite estabelecido pela LRF, pois a folha está a cima do teto permitido) – Quando é que se tem uma luz no fim do túnel? Desta situação, tem uma previsão disso Prefeita? 


VEJA TÓPICOS BASEADOS NA FALA DA PREFEITA, EM RESPOSTAS AS PERGUNTAS FEITA PELOS TRÊS BLOGUEIROS 

Colocações da Prefeita Janielm de Souza 

  • “Não sou contra um aumento para a classe dos professores, pelo contrario, eu sou da causa dos professores, mas o momento financeiro que o município para, não permite este reajuste”.
  • Existe uma leia federal que estabelece o piso da categoria, que estabelece aumentos anuais em percentuais, a vários anos já recebem 6% a mais do que o piso no município de Petrolândia, mas este ano a Lei de Responsabilidade fiscal impede que continue tento estes 6% a mais que o piso;
  • Muitas pessoas tem nos procurado, em busca de uma oportunidade de emprego, muitos questionamentos em relação a estes empregos, mas temos como justificar, que infelizmente o município está ultrapassando a LRF a mais de 10% neste ano. Ou seja, estamos gastando mais do que a lei federal permite, e está é a principal razão de não pudermos dá o aumento;
  • Nós não somos contra o aumento, é merecido, afinal, é a profissão que forma todas as outras profissões, e que sempre faz uma papel mais amplo, professor é pai, mãe, psicólogo, é de tudo um pouco, mas não fujo a linha do raciocínio, e não podemos no momento realizar o que é de desejo deles;
  • Não uma contraproposta, o município não teria a condição de executá-la, porquê existe uma defasagem salarial em todos as classes, em todos os tipos de profissões dentro do município.
Recomendações do Tribunal de Contas do Estado
  • O município tem recomendações do Tribunal de Contas para se adequada a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), para isso teríamos que começar demites em média de 20% uma porcentagem dos cargos comissionados (portaria), depois demitir contratados, podendo chegar até a demissões de cargos efetivos;
  • Uma outra recomendação seria que o município buscar alternativa para aumentar os recursos financeiros;

Mais detalhes 

  • (Em discurso em uma sessão ordinária na câmara de vereadores foi colocado que a prefeita desse um jeito para se adequar a lei) Ela disse: "Foi feito uma colocação onde a gestora, a prefeita deveria “se virar”, para se adequar a lei";

Ela citou duas questões em relação a esta fala de um vereador na plenária da câmara de vereadores
  • - Demissões! Foi realizadas no ano passado (2017), e isso colocou em risco os serviços base para um bom funcionamento dos serviços nos setores, e que o município hoje não pode demitir, sem que aja uma solução na continuidade, ou seja, provocaria uma paralisação em um determinado serviço;
  • - Como é que eu vou adequar o município a LRF, Exemplo: Demitindo funcionários de serviços gerais? Quando temos as escolares e o hospital que precisam de um número maior de funcionários de serviços gerais, todos os setores estão precisando de um número maior de pessoas trabalhando; Como por exemplo, vamos demitir merendeiras? Se sobre elas nós temos uma sobre carga atualmente? Ou vou começar praticar essa demissão por quem? Pelas as equipes de saúde da família e fechar os posto de saúde? O legislativo, algumas pessoas da sociedade, e principalmente os funcionários que estão nos setores, que se tivermos uma pessoa a menos, pode colocar em risco o funcionamento do serviço; Então que é que eu demito, para ficar regularizar, e assim podermos praticar o aumento dos professores?
  • Blog de Assis Ramalho: Se houvesse essas demissões, poderia ser dado o aumento dos professores? 
  • Se o município se adequasse a LRF, ficasse a baixo de 51,3% que é o “limite prudencial”, pois estamos hoje em 64%, ainda assim a gente teríamos que fazer uma demissão em massa, a qual fecharia o funcionamento de muitos serviços, ai sim, a gente poderia dá este aumento, que os mesmo não teriam um bom serviços, pois não teriam nas escolas merendeiras, serviços gerais, ficariam poucos funcionários dentro das escolas. 

MAIS DETALHES NO VÍDEO A CIMA 







Nenhum comentário:

Postar um comentário