VENDE-SE UMA CHÁCARA (Petrolândia - PE)

VENDE-SE UMA CHÁCARA (Petrolândia - PE)
CLICK NA IMAGEM E VEJA TODOS OS DETALHES


AGÊNCIA ATIVOS

Farmácia Esperança - BNE (Petrolândia - PE)

Farmácia Esperança - BNE (Petrolândia - PE)

ELETROLÉO

ELETROLÉO

Aurinézio

Aurinézio

CLICK NA IMAGEM E VEJA DETALHES

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Bolsonaro decreta luto de um dia por morte de Olavo de Carvalho

É apenas a segunda vez que o presidente publica esse tipo de decreto em seu govenro

Foto Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro decretou luto de um dia em todo o país pela morte do ideólogo Olavo de Carvalho, que morreu na madrugada desta terça-feira.

Essa é a segunda vez que o presidente publica um decreto de luto oficial em seu governo. A primeira vez ocorreu no ano passado, após a morte do ex-vice-presidente Marco Maciel.

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte do escritor. “Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi gigante na luta pela liberdade e farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre”, afirmou.

MORTE DE OLAVO CARVALHO

O escritor bolsonarista Olavo de Carvalho faleceu, aos 74 anos, na noite de 24 de janeiro. A notícia da morte foi comunicada pela família nas redes sociais do autor. Segundo a postagem no Twitter, o escritor, que foi uma influência para a família Bolsonaro nas eleições, estava hospitalizado na região de Richmond, no estado da Virgínia (EUA).

A causa da morte não foi divulgada. Olavo de Carvalho foi diagnosticado com Covid-19 em 16 de janeiro. Em julho do ano passado, o escritor – ferrenho crítico às universidades públicas brasileiras – havia sido internado às pressas no Instituto do Coração, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor), em São Paulo.

Naquela ocasião, foi submetido a uma cirurgia renal (um mês antes, Olavo tinha operado um câncer na bexiga, nos EUA). Depois de receber alta, teve novas complicações e passou mais de quatro meses internado na clínica Saint Marie, na Zona Sul da capital paulista.

No dia 9 de novembro, ainda internado, Olavo recebeu uma intimação para depor no inquérito sobre a existência de milícias digitais. No dia seguinte, ele fugiu da clínica e, no dia 13 de novembro, voltou para os Estados Unidos.

Por Folha de Pernambuco, 25.01.2022

Nenhum comentário:

Postar um comentário