CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL

CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL
CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL

LOJA FRANCKELETRO

LOJA FRANCKELETRO

AGÊNCIA ATIVOS

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

Aurinézio

Aurinézio

FARMÁCIA ESPERANÇA

FARMÁCIA ESPERANÇA

ELETROLÉO

ELETROLÉO

quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Juros básicos: veja como a alta da Selic afeta o seu bolso

O Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou pela sétima vez seguida a Selic, com efeitos diretos sobre o bolso do consumidor

SupermercadoFelipe Menezes/Metrópoles

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu nesta quarta-feira (8/12) aumentar a taxa Selic (tarifa básica da economia e que regula os juros) em 1,5 ponto percentual, elevando o índice de 7,75% para 9,25% ao ano. A medida busca controlar a inflação, que já chegou no acumulado dos últimos 12 meses a 10,67%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de outubro.

A sétima alta consecutiva eleva o indicador ao maior patamar em pouco mais de quatro anos – em julho de 2017, a Selic estava em 10,25%.

O resultado era esperado pelo mercado financeiro, que se beneficia com o aumento: os juros mais altos tornam o mercado de renda fixa mais atraente, o que também contribui para valorizar o real em relação ao dólar. Para o bolso das famílias, no entanto, a combinação de inflação e juros altos é desvantajosa.

Confira abaixo os principais pontos em que a alta da taxa pode afetar o seu orçamento:

Contas do mês e crediário

O aumento na Selic afeta diretamente os preços. Altas nos valores de compras no supermercado, mensalidades de escola e no preço de remédios podem ser esperadas nos próximos dias.

CLICK e veja - Entenda direitinho como são calculados os juros

Com esse aumento, famílias tendem a recorrer ao crediário. O efeito no orçamento, no entanto, pode ser ainda pior. Quando a inflação sobe, a taxa de juros do rotativo do cartão de crédito é afetada diretamente. Em outubro, por exemplo, esse número chegou a 343% ao ano.

Fonte: Metropoles 
Por Júlia Portela , 08/12/2021


Nenhum comentário:

Postar um comentário