Pesquisar este blog

CLICK NA IMAGEM E VEJA COMO VOCÊ PODE CONCORRER AOS SORTEIOS DE SETEMBRO

Casa da Marmita, Bar, Restaurante e Delivery

Casa da Marmita, Bar, Restaurante e Delivery
Contato: 87 9 96414424

AGÊNCIA ATIVOS

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

FARMÁCIA ESPERANÇA

FARMÁCIA ESPERANÇA


segunda-feira, 26 de julho de 2021

Mourão vai ao Peru para posse do esquerdista Pedro Castillo

O vice-presidente embarcou para o país nesta 2ª feira (26.jul.2021)

O vice-presidente, Hamilton Mourão, viaja ao Peru para a posse de Pedro Castillo

O vice-presidente, Hamilton Mourão, embarcou nesta 2ª feira (26.jul.2021) para o Peru, onde representará o Brasil em 28 de julho na posse do presidente eleito e líder sindical do partido socialista Peru Livre, Pedro Castillo. A informação foi publicada na conta de Mourão, no Twitter.

“Levamos ao país amigo nossos votos de felicidades. Que prossigamos na amizade e cooperação que sempre uniu o Brasil e o Peru”, escreveu no post.

De acordo com a agenda da vice-presidência, o voo estava previsto para às 14h, no horário de Brasília.

O Poder360 entrou em contato com a assessoria do Planalto, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

EIS A PUBLICAÇÃO:



Em 20 de julho, o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cumprimentou Castillo. A informação foi publicada pela conta oficial da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) da Presidência da República no Twitter:

“Reafirmo a disposição do governo brasileiro em trabalhar com as autoridades peruanas para reforçar os laços de amizade e cooperação entre nossas nações”, consta na postagem.

Em 10 de junho, Bolsonaro chamou de “coisa esquisita” as eleições presidenciais no país. O chefe do Executivo falou sobre o pleito peruano enquanto defendia a implantação do voto impresso auditável no Brasil.

ELEIÇÕES PERUANAS

O Escritório Nacional de Processos Eleitorais do Peru oficializou a vitória de Pedro Castillo à presidência do país na 2ª feira (19.jul). Conquistou 50,126% dos votos.

O socialista concorria com Keiko Fujimori, do partido de extrema-direita Fuerza Popular, que somou 49.874% das células. A diferença entre os 2 foi de pouco mais de 44.000 votos.

A eleição foi realizada em 6 de junho, mas não havia sido decidida por causa da resistência de Fujimori em aceitar o resultado. A candidata entrou com 5 recursos para anular os resultados nas cidades de Huancavelica, San Román (Puno), Huamanga (Ayacucho), Chota e Cajamarca.

FORÇAS ARMADAS

A 3 dias da posse do novo presidente, o general César Astudillo renunciou ao cargo de chefe do CCFFAA (Comando Conjunto das Forças Armadas) do Peru. Alegou “motivos pessoais” para justificar a sua saída.

Fontes do jornal peruano afirmam que Astudillo deixou o cargo por outros motivos. Em uma das versões, é apontada desavença ideológica com o presidente eleito. Uma 2ª hipótese seria o anúncio de mudanças no CCFFAA que desagradaram o general. Ele teria decidido sair para evitar desentendimentos.

Por fim, também há quem diga que líderes próximos a Castillo, como o presidente da comissão de transição do Ministério da Defesa, o general Wilson Barrantes Mendoza, se opuseram à permanência de Astudillo. Eles argumentam que o general está envolvido com desvio de combustíveis do Exército e isso afeta a imagem das Forças Armadas.


Por Poder360, 26/07/2021



Nenhum comentário:

Postar um comentário