segunda-feira, 24 de maio de 2021

Datafolha: 54% dos brasileiros são contra militares em postos do governo

No grupo de empresários, a aprovação é de 64% e, no de evangélicos, de 48%

O presidente da República, Jair Bolsonaro, em cerimônia de militares. 
Foto: Marcos Corrêa/PR

A nomeação de militares para cargos no governo federal é rejeitada por 54% dos brasileiros, aponta pesquisa do Datafolha publicada no sábado (22/05)

O levantamento do instituto indicou ainda que 41% da população são favoráveis à presença de oficiais em postos do executivo, enquanto 5% não souberam opinar.

A pesquisa foi realizada presencialmente, nos dias 11 e 12 de maio, com 2.071 pessoas. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais e para menos.

Em pesquisa semelhante realizada um ano atrás, a opinião também era majoritariamente contra as nomeações, aponta a Folha de S.Paulo. Na ocasião, 52% se disseram contrários, ante 43% favoráveis.

O Datafolha segmentou as respostas e, entre quem avalia o atual governo como ótimo ou bom, a aprovação aos militares no governo é de 75%. Dentre os participantes homens, os favoráveis são 46%. Já na divisão por região, o Sul é que mais apoia a presença (44%), seguido pelo Nordeste (39%).

No grupo daqueles que sempre confiam nas declarações de Bolsonaro, a aprovação aos militares em cargos do governo federal tem a maior aceitação, de 83%. No grupo de empresários, a aprovação é de 64% e, no de evangélicos, de 48%.

Entre os entrevistados com ensino superior, 58% rejeitam a presença militar. O porcentual pula para 62% entre os funcionários públicos e para 69% entre os eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Dos que reprovam o governo Bolsonaro, 75% também rejeitam os militares nos postos de comando do governo federal. Já entre os que defendem o impeachment do presidente a taxa de desaprovação é de 74% e entre os desempregados, de 66%.


Por Estadão
Via Carta Capital, 23 de maio de 2021
Blog SNP, 24/05/2021


Nenhum comentário:

Postar um comentário