Pesquisar este blog

CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL

CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL
CLICK NA IMAGEM E ACESSE O NOSSO CANAL

MIL GRAUS 1000°, sua loja Moda Praia em Petrolândia, no sertão de Pernambuco

MIL GRAUS 1000°, sua loja Moda Praia em Petrolândia, no sertão de Pernambuco
CLICK NA IMAGEM E TENHA ACESSO AOS DETALHES A LOJA

CLICK NA IMAGEM E VEJA COMO VOCÊ PODE CONCORRER AOS SORTEIOS DE SETEMBRO

Aurinézio

Aurinézio

RC SERVIÇOS TOPOGRÁFICOS

LAR & CIA

LAR & CIA
LAR & CIA + AGÊNCIA ATIVOS (Juntos para o seu bem estar) CLICK NA IMAGEM E VEJA DETALHES

AGÊNCIA ATIVOS - CLICK NA IMAGEM

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

VIDRAÇARIA TICO VIDROS, em Petrolândia - PE

FARMÁCIA ESPERANÇA

FARMÁCIA ESPERANÇA

ELETROLÉO

ELETROLÉO

domingo, 10 de novembro de 2019

Chamado de 'canalha' por Lula, Moro diz que não responde a 'criminosos, presos ou soltos'

Ministro da Justiça afirmou, sem citar o ex-presidente, que 'algumas pessoas só merecem ser ignoradas'. Mais cedo, Lula disse duvidar que Moro 'durma com a consciência tranquila'.

Por G1 — Brasília
09/11/2019 

Do G1

Criticado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante discurso em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou na tarde deste sábado (09/11) que não responderá a "ofensas" de "criminosos, presos ou soltos".

Lula foi solto nesta sexta-feira (08/11) após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e 580 dias na Superintendência da Polícia Federal. Ele foi preso depois de ser condenado em duas instâncias da Justiça por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A primeira sentença condenatória foi proferida por Moro, quando este ainda era juiz federal em Curitiba – a sentença foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal.

"Aos que me pedem respostas a ofensas, esclareço: não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas", afirmou Moro neste sábado em uma rede social.

A publicação foi feita pouco depois do discurso de Lula em São Bernardo do Campo. Na ocasião, o ex-presidente fez uma fala agressiva, e chamou o atual ministro da Justiça de "canalha".

Em outro momento da fala, o ex-presidente disse duvidar que Moro "durma com a consciência tranquila".

"Eu poderia ter ido a uma embaixada, eu poderia ter ido a um outro país, mas eu tomei a decisão de ir lá. Porque eu preciso provar que o juiz Moro não era juiz, era um canalha que estava me julgando", disse Lula no discurso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário