PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

COOPERTALSE - ligue (79) 99863-3435

COOPERTALSE - ligue (79) 99863-3435
CLICK NA IMAGEM E VEJA MAIS DETALHES

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Juntas deve vencer disputa contra bancada evangélica na Alepe

Na tarde dessa quarta-feira, a aposta entre os parlamentares era que as Juntas venceria por três votos a dois. Foto: Divulgação

O mandato coletivo das Juntas conseguiu reverter o placar desfavorável que até a última terça-feira que era negativo para o grupo na disputa com a deputada Clarissa Tércio (PSC) - da bancada evangélica - pela presidência da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH). Nesta quinta-feira (14), às 11 h, está marcada votação Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para escolha da presidência da comissão. Na tarde dessa quarta-feira, a aposta entre os parlamentares era que as Juntas venceria por três votos a dois.

Sem chegar a um consenso e em meio a intensos debates, o deputado Cleiton Collins, propôs o adiamento da votação para hoje. Nesse intervalo, o líder do governo, Isaltino Nascimento (PSB), fez uma articulação, considerada como uma jogada de mestre pelos parlamentares. Para fazer com que o acordo firmado pelos líderes, na semana passada, fosse cumprido e a Juntas conquistasse a presidência da Comissão, Isaltino fez com que o pastor Adauto fosse para a suplência e ele assumisse a vaga de titular para votar em favor das Juntas.

“O processo de escolha dos titulares e suplentes é feito com os líderes do governo e da oposição. No caso específico dessa comissão, a substituição foi feita na base do governo. Antes da movimentação de Isaltino, o placar seria de três a dois em favor de Clarice, mas agora o resultado será positivo para as Juntas”, comentou um deputado governista. Além de Clarissa Tercio e da Juntas, integram a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos os deputados pastor Cleiton Collins (PSC) e Adalto Santos (PSB), esses dois últimos da bancada evangélica, e o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PCdoB), que defende o mandato da Juntas para a presidência da CCDH.

Na semana passada, os líderes do governo, Isaltino Nascimento, o da oposição Marco Aurélio (PRTB) e o presidente da Assembleia, Eriberto Medeiros (PP), responsáveis por conduzir as indicações das comissões permanentes na Casa, tinham acertado que a presidência da CCDH ficaria com as Juntas. Mas após a decisão ter sido publicada, a bancada evangélica reagiu se posicionamento contrária a decisão.

Na quarta-feira, o líder da oposição ameaçou entrar com uma ação na Justiça. A estratégia é impedir a troca de lugar entre deputados titulares e suplentes para evitar que a articulação feita por Isaltino em favor das Juntas se concretize. A votação hoje promete ser acalorada na Alepe.


Por: Cláudia Eloi - Diário de Pernambuco
14.02.2019



Nenhum comentário:

Postar um comentário