PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

COOPERTALSE - ligue (79) 99863-3435

COOPERTALSE - ligue (79) 99863-3435
CLICK NA IMAGEM E VEJA MAIS DETALHES

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Homem que furtou corpo de mulher de dentro da cova tinha pacto com ela e repetia: 'Eu vim te buscar, meu amor'

Segundo a polícia, homem levou o corpo para a própria chácara e tentou enterrar a mulher ao lado da janela de seu quarto para "ficar perto dela". Antes de enterrar, ele lavou, vestiu novamente e passou horas "conversando" com o corpo da ex-namorada.

Por Graziela Rezende e Jaqueline Naujorks — Campo Grande
15/02/2019 

Coveiro encontrou a terra remexida sobre a cova da mulher no cemitério de Dois Irmãos do Buriti, e ao verificar, constatou que o caixão estava vazio. — Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena

A Polícia Civil de Dois Irmãos do Buriti elucidou o caso do corpo da mulher esfaqueada que foi roubado de dentro da cova no cemitério de Dois Irmãos do Buriti (MS), a 98 km de Campo Grande. A delegada responsável pelo caso, Nelly Macedo, disse na manhã desta sexta-feira (15) que o homem que furtou o corpo era ex-namorado de Rosilei Poltronieli, de 37 anos.

O primo de Rosilei apresentou-se à polícia na noite desta quinta-feira (15) e prestou depoimento. Ele estava junto com o suspeito de furtar o cadáver, de 57 anos. Segundo a delegada, ele relatou à polícia que o homem tinha um pacto com a mulher com quem, entre idas e vindas, teve um relacionamento de 20 anos: "Eles haviam prometido um ao outro que ficariam sempre próximos, e quem morresse primeiro, seria levado para perto. O suspeito disse que furtou o corpo para enterrá-la na própria chácara, ao lado da janela de seu quarto, para ficar perto dela", relata a delegada. O suspeito do furto não apresentou-se à polícia ainda, e deve ter a prisão preventiva decretada.

A delegada do caso explica que alguns detalhes chamam a atenção da polícia: "O cúmplice relatou em depoimento que, ao pegar o cadáver da mulher no cemitério, o homem a abraçava, beijava e repetia o tempo todo a frase Eu vim te buscar, meu amor'".

Cova de onde corpo de mulher foi furtado em MS — Foto: Buriti News

O homem foi preso um dia antes de Rosilei ser assassinada, por ter ameaçado-a. Ele saiu da prisão horas após o enterro, e segundo a polícia, estava revoltado por não ter participado do funeral da mulher. "Ele já estava com a ideia de fazer alguma coisa nesse sentido, e chamou o primo dela para participar, e teria ameaçado-o para isso. Eles foram de carro até o cemitério, o suspeito entrou, encontrou o túmulo da vítima, encontrou lá mesmo uma pá e uma carriola deteriorada e começou a desenterrar o corpo. Depois, viu que precisaria do carro, e o veículo foi levado até o lado do túmulo. Eles colocaram o corpo dela dentro do carro e foram para Campo Grande".

De acordo com a polícia, na capital a dupla foi até a chácara do suspeito, onde estavam as duas filhas do homem. Ele avisou às meninas que estava com o corpo e que o enterraria ao lado da casa. Elas não concordaram, e segundo o primo, trancaram-se dentro de casa para não acompanhar a cena.

Homem fez um funeral particular

O primo da vítima disse que, embora estivesse bêbado, lembra de algumas cenas, segundo a delegada Nelly. "Ele falou que o homem fez uma espécie de funeral particular, já que não havia participado do enterro da mulher".
"Ele lavou o corpo, vestiu novamente, colocou um travesseiro sobre a cabeça da vítima, deitou-a no pátio e ficou durante horas 'conversando' com a mulher morta. Ele dizia 'Como te prometi, vou te levar para casa', repetidas vezes.
Depois, ele tentou enterrá-la ao lado da janela do próprio quarto, mas não conseguiu cavar um buraco no local. O corpo foi enterrado em frente à casa, na entrada da chácara.

O primo de Roseli disse que procurou a polícia para entregar-se porque estava arrependido, ele foi ouvido e liberado. O homem relatou que "todo mundo tinha um pouco de medo dele", segundo a polícia. O ex-namorada da vítima é policial militar aposentado. Ele será indiciado por subtração de cadáver.

O trabalhador rural que confessou esfaquear Rosilei está preso. Ele entregou-se na polícia no dia 13, e disse que assassinou a mulher após uma briga em um bar. Ela tinha perfurações no abdômen, pernas, braços e nádegas.

O corpo de Rosilei foi encaminhado ao Instituto Médico e Odontológico (Imol) da capital e será entregue à família para um novo funeral e enterro.




Nenhum comentário:

Postar um comentário