PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

PETROLÂNDIA-PE: Idosos esperam mais de "Cinco Horas" para serem atendidos e sacarem os seus salários na Agência do Banco do Brasil no município


Blog Sertão News Petrolândia
Redação/Fotos/Vídeo: Alexandre Sertão







Na manhã desta segunda, 10.09, estive na Agência do Banco do Brasil, em Petrolândia-PE, no Sertão de Itaparica, localizado na Rua Manoel Borba, centro do município. E pude mais uma vez presenciar, mas um momento de descaso com o direito de todos, e de forma mais triste: "Com os direitos dos idosos e de pessoas com algum outro tipo de problema, que o impeça de permanecer por muito tempo em uma fila, e que ali estavam em busca de receber os seus salários".

Na agência em Petrolândia, existem 10 caixas eletrônicos para o atendimento de forma direta. Dos quais 2 são para consultas, e não é o usado o sistema de biometria. Os outros 8 são para saque e demais operações financeiras, mas nenhum antes das 11h foiram abastecidos nesta segunda (10.09). 

IDOSOS E OUTROS CLIENTES 

Os clientes idosos, a maioria não sabem utilizar o terminal e sacar o seu dinheiro sozinho. Sobre este detalhe, sempre há um funcionário do banco, na medida do possível, auxiliando-os. Mas o mais agravante é o tempo de espera. Eu tenho 42 anos, passei três horas na fila para sacar um dinheiro, e não consegui. Mas haviam senhoras e senhores que ali, já estavam á cinco horas, de pé; idosos de mais de 80 anos; haviam idosos da área rural do nosso município, que saíram muito cedo de casa, pois são dependentes de condução, que chegam na cidade cedinho, e que breve deve voltar. 

Conversei com uma senhora na fila de atendimento prioritário, e ela me revelou que chegou às 6h, neste momento, ela já estava ali a três horas e meia, ela também revelou que já havia uma outra senhora, que chegara antes dela. Mas estava na esperança, que iria conseguir sair com o seu "direito no bolso", ou seja, "o seu salário".

O tempo foi passando, e por volta das "11h17min, um dos caixas foi abastecido; e às 11h25min o caixa de atendimento prioritário foi liberado para o saque". De imediato um dos funcionários da agência foi auxiliar os clientes prioritários, no qual, alguns já estavam na fila a seis incanceláveis horas, de pé, aguardando o momento de poder sacar, parte do valor de uma vida toda, dedicada e entregue a este país, através de seus esforços em duras décadas de trabalho, ou outras condições de vida. 



ESCLARECIMENTO DA GERÊNCIA  

Permaneci na fila, depois fui indagar ao jovem que estava atendo os clientes idosos: "Se havia a previsão de colocar dinheiro nos outros caixas? O mesmo disse: "Que não sabia informar!" Então decide procurar a gerência do banco, na parte interna do atendimento. E me indicaram falar com o gerente, o qual me recebeu de forma breve. Ao ser antedito: "Informei meu nome; e o perguntei o seu?Também o informei que sou blogueiro e conselheiro do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso, e que iria fazer uma denúncia, no citado conselho. E que iria está lançando está matéria no blog e outras mídias de comunicação". "Porquê é inaceitável que pessoas a cima de 60 anos, e outros detalhes, fiquem mais de 5h ou 6h em uma fila, sem expectativa de serem atendidas".

O indaguei: "O porquê de tanta demora no abastecimento financeiros nos terminais?" O mesmo, de forma educada, me respondeu que: "A razão, é que por conta do feriado da sexta-feira (7 de Setembro); e que neste dia de um grande fluxo de clientes, devido a ser um momento de muitos saques, pelo número maior, por ser em um período de pagamento". Um outro ponto: "É que o banco estava sem dinheiro. E que os dois caixas que foram abastecido, foi através de dinheiro de depósitos, e que eles estavam, dando prioridade a contabilizar estes valores o mais breve possível, para agilizar o abastecimentos dos terminais.  

ESCLARECIMENTO DO BLOG QUANTO A MATÉRIA

"Estamos fazendo esta denúncia, pelo fato que, todos nós, não importa a cidade, ou idade, mas de forma especial, aos com mais idade e muitas vezes menos condição de saúde, que somos clientes, não devemos pagar com o nosso precioso tempo, e sofrer muitas horas em uma fila, para podermos ter em nossas mãos, o que é nosso por direito e razões. 

Quando passamos horas em uma fila, na verdade está sendo violado o nosso direito. E em relação ao idoso, gestantes, pessoas com problemas de saúde ou alguma deficiência, isso se torna ainda mais agravante. 

"Nestas nossas colocações, não estamos duvidando do profissionalismo e da idoneidade de cada profissional que na agência atua, pelo contrário, nesta agência, há funcionários que já demostraram a sua total capacidade de permanecer atuando na mesma. Mas o que queremos é que este sistema mude, ou melhore, com o objetivo que, nós que somos clientes, além de sermos bem recebidos, possamos sair com o sentimento de poder voltar com alegria, pois saberemos, que seremos novamente bem recebidos, em um local, que existe e funciona, por conta das nossas economias ali investidas e asseguradas por leis e direitos.  Pois quando não cumprimos com os nossos deveres, diante do banco em questão pagos muitas vezes com juros altos, arbitrários e abusivos. E em alguns casos sem uma plausível e contundente explicação.   

E fica a pergunta: "E de outras vezes que na agência citada, já passamos, em vários momentos muito tempo em fila. E de igual forma, vemos as senhoras e senhores na mesma situação na fila do atendimento prioritário? "O sistema da agência, que vem de cima, é na verdade, incompetente!". "E todos nós", sofremos as consequências. 

Por Alexandre Sertão

Click  a Baixo 

VEJA AQUI RELATOS EM RELAÇÃO A TEMPO DE ESPERA EM FILA DE BANCOS E TENHA MAIS CONHECIMENTOS SOBRE O ASSUNTO


CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO (PETROLÂNDIA-PE)

Encaminhamos imagens, vídeo, relatos e o link desta matéria através de whatsapp para o Conselho Municipal dos Direitos dos Idoso. E solicitamos uma ação do mesmo, para ir em busca de maiores esclarecimentos na agência do Banco do Brasil em Petrolândia.    

















Nenhum comentário:

Postar um comentário