sexta-feira, 30 de março de 2018

Homem se passa por 'mulher' e chantageia advogado em SP com vídeos íntimos

Homem acabou sendo preso após extorquir dinheiro de advogado em Cubatão (SP) após ter se passado por mulher em rede social.

Por G1 Santos
30/03/2018

Polícia apreendeu notebook, celular e dinheiro com o suspeito em Cubatão (SP) (Foto: Polícia Civil)


Um jovem foi preso após criar um perfil falso em uma rede social, se passando por uma mulher, para extorquir um advogado de Cubatão, no litoral de São Paulo. O suspeito exigiu dinheiro da vítima para evitar o vazamento de fotos e vídeos pornográficos que envolviam o advogado.

Segundo a polícia, o advogado já havia pagado R$ 5 mil, por conta das chantagens, no início do mês. O dinheiro foi deixado dentro de um envelope em um dos banheiros da Câmara Municipal da cidade, conforme havia sido solicitado pela suposta mulher.

Buscando identificar quem era a pessoa, o advogado, de 26 anos, ficou no local para acompanhar a movimentação. Alguns minutos depois, um homem entrou no banheiro e saiu com o envelope. O rapaz, que nas redes sociais atendia pelo nome de 'Michela Dias', era Diego da Silva, de 27 anos.

Golpe de sedução

Segundo a vítima, 'Michela' iniciou as conversas e o convenceu a enviar o material pornográfico por meio do Facebook. Poucos dias após o envio, as chantagens começaram. Após o pagamento dos R$ 5 mil, Silva passou a pedir cada vez mais dinheiro para evitar a divulgação.
Na última quarta-feira (28), quando mais uma quantia deveria ser depositada, o advogado acionou a polícia, que acompanhou toda a operação e conseguiu comprovar que 'Michela', na verdade, era Silva. Após ser preso, o suspeito confessou a chantagem.
De acordo com a polícia, Silva foi preso em flagrante por extorsão. Na casa dele, o computador utilizado durante as conversas com o advogado acabou sendo apreendido e deverá passar por perícia, já que existe a suspeita de que outros homens possam ter caído no mesmo golpe.

Caso foi encaminhado para a Delegacia Sede de Cubatão (Foto: Mariane Rossi / G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário