quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Coalizão liderada por Washington reconhece morte de 841 civis

Mortes foram provocadas nos 
territórios iraquiano e sírio

Por Notícias ao Minuto 

 Bassam Khabieh/REUETERS

A coalizão internacional encabeçada pelos Estados Unidos reconheceu que os ataques que executou podem ter causado a morte de mais de 800 civis nos territórios iraquiano e sírio. "Ao basear-se nos dados disponíveis, o comando conjunto da operação acredita que ao menos 841 civis foram não intencionalmente mortos na sequência de ataques da coalizão desde o começo da operação Resolução Inerente ['Inherent Resolve' em inglês]", lê-se no comunicado da entidade militar.

Outros 485 relatos sobre vítimas civis ainda estão sendo investigados. Nos finais de janeiro, a coalizão comunicou sobre a morte de 830 civis no âmbito da sua operação. 

Os Estados Unidos e seus aliados têm travado no Iraque e na Síria uma campanha militar contra os terroristas do Estado Islâmico, organização proibida na Rússia, desde agosto de 2014. Vale ressaltar que na Síria eles atuam sem o aval das autoridades oficiais. Com informações da Sputnik News Brasil. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário