quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

CGU identifica 346 mil cadastros fraudados no Bolsa Família

Fraudes geraram prejuízo da ordem de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos em pagamentos irregulares no programa durante dois anos

Por Da Redação da VEJA
04.01.2018

O Bolsa Família (Alina Souza/Especial Palácio Piratini/Fotos Públicas)

Uma auditoria da Controladoria-geral da União (CGU) localizou 346 mil cadastros fraudados no Programa Bolsa Família. Segundo o relatório divulgado nesta quinta-feira (4), mais de 2,5 milhões de famílias recebiam o benefício mesmo com indícios deinconsistência cadastral”, o que teria gerado prejuízo de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos em pagamentos irregulares.


Nenhum comentário:

Postar um comentário