quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Artistas denunciam atrasos nos pagamentos por shows no São João de Caruaru-PE

Seis meses após as festas juninas, alguns artistas ainda não receberam cachês das apresentações. 'Fui contratado pela Prefeitura de Caruaru e não pelo governo do Estado', afirma músico.

Por G1 Caruaru
20/12/2017 16h18

São João de Caruaru atrai milhares de pessoas para o Pátio de Eventos (Foto: Rafael Lima/Divulgação)

Alguns artistas que se apresentaram no São João 2017 de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, denunciaram que estão sem receber o pagamento dos cachês das apresentações. Seis meses após as festas juninas, o cantor e compositor Junio Barreto - que mora em São Paulo -, afirmou que a Prefeitura não cumpriu o que foi combinado.

"Fui contratado pela Prefeitura de Caruaru e não pelo governo do Estado. Não sei se a prefeitura tinha ideia dessa prática comum, adotada pelo Estado, em relação a demora nos pagamentos de cachês. Espero que a prefeitura se sensibilize e que possa dialogar com o governador, para que isso possa ser resolvido", comentou.

O músico caruaruense também utilizou as redes sociais para demonstrar a insatisfação. Em uma publicação, ele questionou "Cadê o cachê do São João?".

Junio Barreto denunciou falta de pagamentos (Foto: José de Holanda/Divulgação)

O produtor cultural Rafael Amâncio afirmou que não recebeu todo o pagamento combinado. "Eu recebi uma parte do pagamento e a outra não, na promessa de que no próximo projeto eu pudesse ser ressarcido. Ao longo da nossa história a gente sabe o que aconteceu com outros artistas e sempre se repete a mesma atitude. O que importa é que realizamos um trabalho e queremos receber o nosso pagamento", disse Rafael.

O vice-presidente da Fundação de Cultura de Caruaru, Leonardo Salazar, explicou que o dinheiro para pagar os artistas que se apresentam no São João vem de quatro fontes: recursos próprios, patrocinadores, convênios com o Ministério da Cultura e com a Empetur. Salazar ainda afirmou que a Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) não cumpriu com a parte dela.

"15% dos artistas que precisam receber são aqueles estão no plano de trabalho da Empetur. São 70 artistas aproximadamente. Celebramos o convênio com a Empetur no dia 8 de junho. Fizemos o São João até o dia 29 e a promessa que recebemos é que seria pago assim que acabasse a festa. Até o momento a gente não recebeu esse dinheiro, são R$ 2,5 milhões", afirmou.

O G1 entrou em contato com a Empresa, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Em julho, 50% dos artistas que se apresentaram no São João de Caruaru ainda não tinham recebido os cachês referentes aos shows de 2017. Por meio das redes sociais, músicos se manifestaram e denunciaram a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário