terça-feira, 7 de novembro de 2017

FUTEBOL NACIONAL: Ansioso, Roger diz que nem dormiu e se emociona: "Começo uma nova carreira"

Quase 4 quilos mais magro após retirar tumor do rim, atacante recomeça rotina de treinos no Botafogo, diz que está se sentindo um menino e revela que aguarda resposta por renovação

Por Marcelo Baltar, Rio de Janeiro (G1)
07/11/2017

Roger correu em volta do gramado com o preparador físico Alex Rites (Foto: Divulgação / Botafogo)

Exatamente 30 dias após a cirurgia para a retirada de um tumor no rim, Roger voltou ao Botafogo. Na manhã desta terça, o atacante foi ao Estádio Nilton Santos, trabalhou na academia, deu voltas no gramado e reencontrou os companheiros. Alegria difícil de descrever em palavras.

- A gente ganha título, faz grandes jogos... Mas hoje é com certeza o dia mais especial da minha carreira. É um recomeço. Estou curado, saudável e muito feliz... Não dormi nessa noite. Não consegui. Um dia muito especial. 7 de novembro. Começo uma nova carreira - disse o atacante, após treinar na academia e correr em campo.

Quase 4 quilos mais magro, Roger recebeu alta médica nesta segunda e corre contra o tempo para jogar as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, que termina no dia 3 de dezembro. A última partida do atacante foi em 24 de setembro, contra o Coritiba. A cirurgia foi realizada em 8 de outubro.




- Não tenho mais nenhum tipo de restrição ou acompanhamento diário. É claro que vou ter que voltar ao médico daqui a sete meses por prevenção. Mas já voltei a treinar e tenho que evoluiu. Tive uma perda de massa considerável. Vou fazer dois treinos por dia, para fazer até 12 treinos até segunda. Tenho desejo de voltara jogar e ficar à disposição do Jair. Mas também não crio muita expectativa. Sei como as coisas funcionam. Vamos ver o que acontece no dia a dia.

Como sempre, Roger falou sobre tudo em ótima entrevista coletiva (Foto: Marcelo Baltar)


Por ter descoberto o tumor ainda em fase inicial e por ele ser benigno, Roger não precisou fazer quimioterapia e nem radioterapia. O tamanho pequeno do cisto, entre 3 e 4 cm, e a localização, no polo inferior, perto da extremidade do rim, facilitaram a cirurgia.

Outros trechos da entrevista

Recomeço

Estou como um menino. Quando saí da consulta com alta, ontem, a Guilia, minha filha, falou como era bom me ver alegre. É uma sensação de começo, tudo novo. Eu estava ansioso para reencontrar a rapaziada. Dormi muito pouco à noite e não via a hora de correr, abraçar o pessoal no vestiário.

Volta aos gramados

Não estou projetando nada para agora. Quero fazer o máximo de treinos possíveis até a próxima semana, para que eu me sinta melhor. A partir da próxima semana a gente projeta o retorno. A minha maior alegria é saber que estou curado e recuperado. Não tenho nenhuma restrição, nenhum remédio. Estou livre e tranquilo. Preciso de 15 dias. É o mínimo que preciso para treinar. Perdi massa e emagreci um pouco. Vamos com calma, sem queimar etapas.

Prazo

Tenho esse desejo de jogar esses dois últimos jogos, depois de 20 dias de treinamentos. Quero estar à disposição. Não estou dizendo que vou jogar, até porque o Brenner está muito bem e hoje é o titular.

Tempo em casa

Ficar em casa não é tão bom como eu achei que era. Não gostei (risos). No início até foi bom, mas depois... Estamos acostumados com essa rotina de treinos, viagens e jogos. Parecia que me tiraram alguma coisa, perdeu o sentido.

Aproveitei meus filhos, jantei com a minha esposa, fui à igreja. Aproveitei, mas queria estar aqui. Minha volta foi só alegria, conversei com todo mundo, abracei todos. Amo estar aqui. Estou muito feliz, como um menino. Hoje é realmente um dia muito especial para mim”.

Atacante fez exercícios no Kineo, aparelho de última geração do clube (Foto: Divulgação / Botafogo)

Renovação

A diretoria do Botafogo nos procurou, foi feita uma proposta da nossa parte e estamos esperando uma resposta do clube. Acredito que na próxima semana teremos uma resposta. Sempre respeitando o clube e seu planejamento. Mas está caminhando. O Botafogo tem a prioridade

Outros clubes interessados

Muita gente me pergunta sobre outros clubes. Mas na verdade eu tenho primeiro que resolver a minha situação com o Botafogo. Depois, se for o caso, a gente pensa em outros clubes.

Protestos e Libertadores

O campeonato está muito difícil. Entendo parte da torcida reclamar, protestar. A gente sabe que o torcedor quer principalmente vencer os jogos em casa. Achei injusto com o Jair. O time tem feito um grande trabalho no ano.

A coisa ainda está na nossa mão. Se vencermos em casa vamos para a Pré-Libertadores, isso é fato. Protestos acontecem, no sábado foi com a a gente, mas não é para tanto. Roger: “Esse grupo merece esse voto de confiança. A gente quer a Libertadores e tenho certeza que vamos conseguir. Vamos juntos com a torcida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário