segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Em reunião no Planalto, Temer articula votações no Congresso

Plano discutido com Maia, Eunício e Meirelles é votar Refis e reforma da Previdência


POR CATARINA ALENCASTRO / BÁRBARA NASCIMENTO 07/08/2017
Fonte: O GLOBO 
Temer, Maia, Eunício e ministros durante reunião neste domingo - MARCOS CORREA / Agência O Globo

BRASÍLIA - Passado o furacão da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, arquivada pela Câmara na última quarta-feira, o governo tenta agora retomar a normalidade e quer dar andamento à agenda econômica no Congresso. 

Na primeira reunião após a votação da Câmara, Temer juntou na tarde de domingo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para traçar um cronograma de projetos. 

Nos planos do Palácio do Planalto, o primeiro passo é aprovar a Medida Provisória (MP) do Refis, que cria um parcelamento de dívidas para empresas e pessoas físicas e precisa apenas de maioria simples para ser aprovada. A MP tem de ser votada até o dia 30 de setembro e pode servir como uma forma de reorganizar a base governista.

Depois de amanhã, Maia, Eunício e Meirelles voltam a se encontrar para tentar chegar a um meio-termo, um texto que não seja tão benéfico para os empresários como queria o relator da matéria, deputado Newton Cardoso Jr (PMDB-MG). 

O deputado desfigurou a MP do governo e ampliou os benefícios, incluindo descontos de até 99% em multas e juros. A equipe econômica já mandou diversos recados de que não vai aceitar os novos termos e que vai trabalhar para reverter as mudanças. Em última análise, será recomendado o veto ao presidente Michel Temer.




Nenhum comentário:

Postar um comentário