PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

terça-feira, 13 de junho de 2017

O consumo de heroína chega a níveis de epidemia nos Estados Unidos

Em 2016, cerca de 60 mil pessoas morreram pelo consumo de drogas nos EUA, 
maior quantidade da história

Viciado em uma rua do Bronx, em Nova York. SPENCER PLATT AFP

Luis González era viciado em crack e cocaína, foi preso, se recuperou, trabalhou como guarda-costas de um cantor dos Bee Gees e tornou-se monitor de viciados em um centro de desintoxicação. Mas esse homem tarimbado de 59 anos não tinha visto nada parecido com o que está acontecendo agora. “Eles estão indo todos para o cemitério”, diz. 

A epidemia de opiáceos queima as veias dos EUA. Segundo o The New York Times, em 2016 as drogas mataram mais gente do que nunca, pelo menos 59.700 (uma projeção a partir de dados oficiais do primeiro semestre e que continua subindo desde os 47.000 de 2014 e os 52.400 de 2015). No ano passado, morreram mais norte-americanos do que nos 19 anos da Guerra do Vietnã.


por EL PAÍS - Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário