sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Polícia Civil de Pernambuco prende 91 pessoas em 24 horas de ação

Polícia apresentou balanço da 'Operação Esforço-Geral' (Foto: Ascom Polícia Civil)


Operação 'Esforço-Geral' foi deflagrada entre quarta (11) e quinta (12), em todo o estado. Objetivo foi cumprir mandados de prisão e efetuar flagrantes.


A primeira ‘Operação Esforço-Geral’ de 2017, deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco entre quarta-feira (11) e quinta-feira (12), prendeu 91 suspeitos em todo o estado. A ação durou 24 horas e teve como objetivo cumprir mandados e efetuar capturas em flagrante. Trinta e três prisões e detenções foram efetuadas pela Diretoria Integrada Metropolitana.

Do total de capturas, 67 foram efetuadas por meio de cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão de menores. Os suspeitos tinham, segundo a polícia, envolvimento em homicídios, tráfico de drogas, além de crimes contra o patrimônio.

De acordo com a polícia, 8,8% dos presos são mulheres. Onze pessoas detidas por homicídios tinham envolvimento com tráfico de drogas.

Durante o balanço divulgado em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (13), a Polícia Civil informou que 19 pessoas foram presas em flagrante. Vinte seis dos 91 alvos eram adolescentes, apreendidos por meio de mandados e em flagrante.

A ação contou com a participação de 152 delegados e 640 agentes e escrivães. Ao todo, foram 792 profissionais de segurança pública.
Nas ações, os policiais apreenderam nove armas, sendo seis revólveres e três de grosso calibre. Também foram recolhidos veículos e drogas.

Destaques

O delegado Joslito do Amaral destacou a prisão de um integrante da quadrilha desarticulada pela 'Operação Miami'. Em maio de 2016, a polícia deflagrou uma ação para combater crimes milionários praticados por estelionatários. Eles aplicavam golpes em bancos e chegaram a desviar pelo menos R$ 7 milhões.
Na 'Esforço-Geral' a polícia capturou um português, suspeito de participar do grupo, que estava em uma paraia de Goiana, no Litoral Norte de Pernambuco. "Ele estava foragido desde a Operação Sem Limite, que foi realizada como parte da Operação Miami", afirmou o delegado.

Outro destaque da 'Esforço-Geral' foi a prisão de um homem condenado a 49 anos de prisão por um duplo homicídio ocorrido em São Paulo, em 1998. Ele estava em lagoa dos Gatos, no Agreste pernambucano.

Estatísticas

Em 2016, a Polícia Civil realizou quatro ações denominadas “Esforço-Geral’. Cada uma durou 24 horas. Nelas, os agentes prenderam 399 suspeitos.

No ano anterior, a “Esforço-Geral’ era feita em outro formato. Foram seis ações de 48 horas cada uma. Ao todo, ocorreram 729 prisões.


Fonte: Por G1PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário