sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Circuito da Poesia, no Recife, ganha quatro novas estátuas

Escritor Ariano Suassuna está entre as personalidades homenageadas. Ao todo, projeto soma 16 monumentos de pernambucanos ligados à arte e à literatura.

Estátua de Ariano Suassuna foi instalada na Rua da Aurora (Foto: Lu Streithorst/Prefeitura do Recife/Divulgação)

Uma homenagem a quatro personalidades ligadas à arte em Pernambuco foi concretizada nesta quinta-feira (5). Os escritores Ariano Suassuna e Liêdo Maranhão, o poeta Alberto da Cunha Melo e a poetisa e jornalista Celina de Holanda Cavalcanti foram eternizados por meio de esculturas em locais emblemáticos do Recife, como a Rua da Aurora e o largo do Mercado de São José. As estátuas em tamanho real passaram a integrar o Circuito da Poesia, que soma 16 monumentos de pernambucanos importantes nos cenários musical e literário.

Com 1,80 de altura, a estátua de Ariano foi instalada em frente ao Teatro do Arraial, na Rua da Aurora, inaugurado quando ele era Secretário de Cultura. A homenagem ao escritor e fotógrafo Liêdo Maranhão, por sua vez, foi instalada na Praça Dom Vital, onde ele costumava olhar e fotografar quem circulava pelo local.
O Parque 13 de Maio, no Centro do Recife, ganhou a estátua de concreto do poeta Alberto da Cunha Melo, instalada em frente à Biblioteca Central, local em que ele atuou no setor de obras Raras. Na Praça José Sales Filho, no bairro da Torre, foi instalado o monumento para homenagear a jornalista Celina de Holanda Cavalcanti de Albuquerque. Ao lado da estátua, será esculpido um banco de pedra para que os visitantes possam contemplar o local em que ela morou.

Desenvolvidas pelo artista plástico Demétrio Albuquerque, as esculturas tiveram um investimento de R$ 120 mil para instalação e são uma iniciativa da Prefeitura do Recife, executadas pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb).


Fonte: G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário