PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Paquistão: 23 mortos depois de beberem álcool caseiro

Pelo menos 45 pessoas receberam tratamento depois de ingerirem a bebida. 
O produtor e vendedor da bebida também morreu.


As vítimas pertenciam à minoria cristã do país
FERNANDO VELUDO/NFACTOS
Uma bebida alcoólica caseira matou pelo menos 23 pessoas, quase todas pertencentes à minoria cristã do Paquistão. Dezenas de pessoas ficaram doentes, disse a polícia à Reuters, nesta terça-feira. 

Pelo menos 45 pessoas receberam tratamento por envenenamento depois de beberem uma bebida alcoólica caseira, na cidade de Toba Tek Singh, na província de Punjab, cerca de 315 quilómetros a sul de Islamabad. A bebida teria sido feita para comemorar o Natal. 

O produtor e fornecedor da bebida tóxica também morreu”, disse um alto funcionário da Polícia, Bilal Kamyana, à Reuters. “O produtor preparou a bebida em casa e vendeu-a em sacos de polietileno por 500 rupias (aproximadamente sete euros) cada um.”

Mortes causadas por álcool contaminado, frequentemente feito em casa, ocorrem periodicamente na maioria muçulmana do Paquistão, normalmente durante festas religiosas. Os muçulmanos estão proibidos de comprar e consumir álcool no país, e as minorias religiosas precisam de uma licença para o comprar, sempre em quantidades limitadas.

Em Março, pelo menos 40 pessoas (maioritariamente hindus) morreram depois de beberem um licor tóxico, dias antes do festival Holi.

Os cristãos perfazem cerca de 1,6% da população do Paquistão (que totaliza quase 190 milhões de pessoas) e vivem maioritariamente na província de Punjab.



Fonte: UOL
REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário