PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

NA LINHA DO TEMPO- Hilton Filho - (MEUS VERSOS)

Hilton Filho 


NA LINHA DO TEMPO

Pegando a linha do tempo,
Nos tempos da punição,
Quem vivia em pecado
Pra de Deus ter o perdão
O castigo era mortalha,
Para ter sua remissão.

A moral e os bons costumes,
Daquela gente fingida
Que precisava de emenda
E tinha a vida puída
Foi o motivo maior
Da minha triste partida.

E nos moldes da história,
O sagrado e o profano
Dividem a mesma linha
Disputando o mesmo pano
Saudando a hipocrisia
Companheira do engano.

Cada ponto desta história
É conto do meu lugar
Não aumento nem invento,
Não venha me contestar!
O que contei nestes versos
Você cansou de escutar.

Andei furando meu dedo
Por não gostar de dedal.
Eu já lambi muita linha,
Garanto que não faz mal
E seguindo o passo a passo
Cheguei ao ponto final.

Esta é mais uma história,
Que seguem na linha, os trilhos,
Fruto da minha linhagem,
Com meu passado me alinho.
E quem assina estes versos,
É simplesmente: HILTINHO!

Hilton Filho
03.11.2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário