quinta-feira, 10 de novembro de 2016

A SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL VENCE A ARGENTINA POR 3X0, E É LÍDER DAS ELIMINATÓRIAS DA COPA 2018




O Brasil venceu a Argentina por 3 a 0 na noite desta quinta-feira, no estádio Mineirão, pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo, e engatou a quinta vitória seguida na competição. Com a vitória da seleção brasileira, o treinador Tite mantém sua campanha 100% à frente da equipe canarinha, com cinco vitórias em cinco jogos, e o Brasil mantém também sua liderança no grupo com 24 pontos, um a mais que o segundo colocado, Uruguai. Os gols brasileiros foram marcados por Phillipe Coutinho, Neymar e Paulinho.

Se o Brasil teve uma arrancada impressionante nas últimas rodadas, a Argentina está tensa e bastante preocupada com seu futuro nas Eliminatórias. Com a derrota, o time azul e branco terminou a rodada com 16 pontos, na sexta colocação, e precisa melhorar o quanto antes se quiser se garantir na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Já são quatro jogos sem vitória (dois empates e duas derrotas), e a campanha negativa já pesa bastante nas costas do treinador Edgardo Bauza. A festa brasileira foi completa no Mineirão, com quase 54 mil espectadores. O torcedor, aliás, não ficava satisfeito assim há tempos: gritou “o campeão voltou” e o nome de Tite em alto e bom som pelo estádio. Os gritos de “olé” também ecoaram pela arena, e irritaram os argentinos, que deram algumas chegadas mais fortes para tentar barrar o entusiasmo dos jogadores da seleção brasileira.


E realmente a marca do treinador Tite se faz cada vez mais presente na equipe canarinha. A defesa esteve sólida, e o resultado disso são apenas um gol sofrido desde que o Tite assumiu, há cinco rodadas. O meio funcionou como um relógio, ajudou na marcação e foi fundamental na criação de jogadas. Paulinho foi o melhor do setor: fez um gol, quase marcou outro e deixou o Neymar na cara do gol, em chance desperdiçada pelo atacante. O ataque foi muito bem também, e apenas Gabriel Jesus não marcou. Mas saiu dos pés dele a assistência para o gol de Neymar. Pelo lado da Argentina, nada funcionou. Messi realmente não conseguiu sair da forte marcação brasileira no jogo, principalmente de Fernandinho, o que mais acompanhava o 10 da seleção argentina. Di Maria, que não atravessa boa fase há meses, também não conseguiu desequilibrar. Precisando do resultado, Bauza deixou o time ainda mais ofensivo e foi presa fácil para o Brasil no segundo tempo, que matou a partida com os rápidos contra-ataques.


Fonte: Guia do Boleiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário