PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Projeto de Poesia: "MEUS VERSOS"- LANÇAMENTO: 14 de Outubro de 2016

Projeto de Poesia: MEUS VERSOS  

A partir de hoje o Blog Sertão News Petrolândia Lança a 1ª Matéria do Projeto de Poesia: "MEUS VERSOS", com o objetivo de levar aos nossos leitores: Mensagens, poesias, poemas e várias outras expressões poéticas; palavra de amor, incentivo, críticas, saudades e todo sentimento que a palavra desperta; o leitor também poderá conhecer além da obra (a poesia), o criador (o poeta), 
Deleite-se sobre os versos, e viva sonhos reais, através das rimas, do enredo, do ritmo da palavra, conheça a cultura, a arte, o talento dos nossos poetas,- "Professores ensinando o Amor, e Alunos aprendendo a Amar".

Alexandre Sertão.



POETAS: 


Hoje conheceremos três poetas petrolandenses, de uma linha romântica, Liduina Silva, Antônio Cruz e Rose Lima, breve vocês conheceram a histórias dessas senhoras e senhor da poesia. 

Boa Leitura: 


LIDUINA SILVA 




PECADO E MAGIA

Meus olhos encontram os seus
Se misturam, se confundem e desesperam
Por que a ilusão?
Se o pecado é real e a vida incerta!

Meus olhos encontram os seus
E confessam sentimentos proibidos
Que me envolve e desespera
Quando aparecerão olhos
Que só para mim irão olhar?

Nossos olhos sorrindo
Nossa mãos se tocando
Por acaso querendo...

Precisamos desfazer o encanto
Acabar com a magia
E não se vê nenhum dia.



Liduina Silva





ANTÔNIO CRUZ





QUANDO ENTENDER O AMOR

Só quando o homem conseguir entender 
E aceitar as leis do amor, 
Dai sim, ele passa a entender o tamanho do seu sofrimento!
Pois servir ao amor, nada mais é, de que se doa ao sofrimento
Carregar em seu ser, o dom de suportar as suas dores 
E com os espinhos cravados na alma glorificar a Deus, Sabendo que para tudo e para todos 
No tempo certo as respostas serão lançadas.
Cada um deve permanecer firmes na fé 
Para poder viver os dias melhores 
E provar da boa nova, pois as promessas de Deus já mais falharão.
Só quando o homem passa a entender 
E aceitar o as cartas do amor 
É que ele terá ciência de seu verdadeiro sofrimento!


Antônio Cruz



ROSE LIMA





AMAR-TE-EI

Amo-te em segredo, em silêncio, em sussurros, em palavras.
Amo-te sem motivos, enquanto tenho tantos pra te odiar.
Amo-te nas minhas madrugadas de insônia, em orações velo por teu sono.
Amo-te com um amor irremediavelmente intenso, sem controle, em excessos.
És o meu céu e o meu inferno, meu anjo, meu doce anjo, 
Minha musa inspiradora, meu pecado sem perdão, minha eterna obsessão.
Terei eu feito mal a ti por te amar demais?
Amar-te-ei mesmo que minha alma esteja condenada, 
No mais perverso dos castigos, viver sem teu amor.
Amar-te-ei no casulo do meu silêncio, 
Na esperança que minhas palavras tornem borboletas e, te visitem, 
Te fazendo companhia, tua única companhia na tua velhice.
Amar-te-ei na certeza que amanhã te amarei, 
Mesmo que a morte sele os meus lábios com um beijo frio do seu silêncio eterno, 
Ainda assim, as minhas palavras escritas gritarão: amo-te!

Rose Lima



fONTE: Blog Cultura de Petrolândia (Amanhecer com Poesia / Entardecer com Poesia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário