PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Pernambuco pode ganhar comissão estadual de combate ao trabalho escravo

Assunto vai ser discutido, na próxima sexta-feira durante uma reunião convocada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco

A criação de uma comissão estadual de combate ao trabalho escravo vai ser discutida, na próxima sexta-feira durante uma reunião convocada pelo  Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco a pedido da Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania. O encontro será coordenado pela procuradora Débora Tito.

O tema faz parte das articulações feitas em torno do 2º Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, a ser lançado em dezembro com o objetivo de promover a articulação entre os entes federados nas ações de erradicação do trabalho escravo. O pacto será articulado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos e aberto à adesão de todos os estados, por meio de suas respectivas Secretarias ligadas à promoção e defesa de direitos humanos.

Confirmaram presença no encontro a Associação dos Magistrados do Trabalho (Amatra6), Ministério do Trabalho, Governo de Pernambuco (diversas secretarias), Força Sindical, Nova Central.Também foram chamados Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Fetape, Federação de Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Federação das Empresas de Transportes e Cargas do Nordeste (Fetracan),  Federação das Associações das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Femicro), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomercio), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rotary, Conselho de Economia Popular e Solidária, Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Demais interessados também pode comparecer.

fONTE: Diário de Pernambuco 

Nenhum comentário:

Postar um comentário