PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Jogador morreu asfixiado por comida, diz laudo preliminar

Lucas Jesus dos Santos, de 16 anos, era zagueiro da base da Portuguesa

© Reprodução / Facebook

O laudo preliminar feito por legistas da Polícia Civil no corpo do jogador Lucas Jesus dos Santos, que era zagueiro do time sub-17 da Portuguesa, apontou que o atleta morreu por asfixia, provavelmente causada por refluxo de comida.

Lucas foi encontrado morto no fundo da piscina do clube, no Canindé, em São Paulo, na quinta-feira (20). De acordo com a Folha de S.Paulo, o atleta havia participado de um churrasco um dia antes da fatalidade, quando os meninos e membros da comissão técnica comemoravam uma vitória da equipe contra o Água Santa. Na ocasião, uns 20 jogadores mergulharam na piscina, incluindo Lucas.

Os companheiros de Lucas disseram à polícia que ele teria se queixado de dor de cabeça após sair da piscina. O delegado que investiga o caso, Eder Pereira e Silva, contou à Folha que o jogador foi visto pela última vez sentado em uma espreguiçadeira.

A ausência de Lucas foi notada, ainda segundo os companheiros de clube, quando o grupo se preparava para tirar uma fotografia e o jogador não estava presente.

Já de acordo com os legistas, que fizeram uma análise preliminar no corpo, o jogador foi vítima de asfixia por refluxo de comida. Com isso, a hipótese é que ele tenha voltado para a piscina e passado mal.

"Os garotos tinham apenas uma hora para usar a piscina e era a primeira vez. Estavam alegres e realmente podem não ter visto o corpo. Além disso, a água estava turva (escura) e suja", contou o delegado à reportagem.

A investigação já descartou a possibilidade de homicídio. Já a Portuguesa pode ser responsabilizada, pois a piscina não tinha nenhum salva-vidas no momento do ocorrido.


fONTE: Notícias ao Minuto (pag. esporte)


Nenhum comentário:

Postar um comentário