quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Ex-escravas sexuais do estado islâmico ganham o Prêmio Sakharov 2016

Nadia Murad disse que o prêmio deve ser considerado uma "potente mensagem contra a desumanidade do EI"

 Reuters

Duas iraquianas receberam hoje o Prêmio Sakharov 2016, uma das mais importantes honrarias de direitos humanos, e que é concedida pelo Parlamento Europeu.

As yazidis Nadia Murad e Lamiya Ali Bashar eram escravas sexuais do Estado Islâmico e conquistaram o prêmio pela "coragem" e "dignidade", ressaltou Martin Schulz, presidente do Parlamento.

Sua história é dolorosa, trágica”, disse Schulz. E completou: “Tinham o sentimento de precisar sobreviver para testemunhar. O combate delas não foi em vão”. Schulz disse ainda que é preciso lutar contra a "estratégia genocida do EI".

É importante que o mundo não esqueça as mulheres e as crianças detidas pelo EI e que estes crimes já não sejam cometidos por ninguém”, afirmou Lamiya Aji Bashar. Nadia Murad disse que o prêmio deve ser considerado uma "potente mensagem contra a desumanidade do EI". Atualmente, Nadia e Lamiya vivem na Alemanha.



fONTE: Notícias ao Minuto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário