PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Em total Abandono se encontra o INSTITUTO FEDERAL SERTÃO (CAMPUS FLORESTA) em Petrolândia-PE (Veja vídeo e fotos)

Por Redação do Blog SNP
Vídeo/Fotos: Alexandre Sertão 






Mas uma matéria que o Blog Sertão News, vem a público mostrar o descanso, o abandono, e a falta de compromisso com o prédio do IF Sertão (Campus Floresta) em Petrolândia-PE. 

No mês de junho de 2018, a nossa redação, entrou em contato com a Direção Executiva, Campus Floresta-PE, não vamos mencionar o nome da pessoa que nos atendeu, a qual, fizermos várias perguntas. Mas citaremos a que julgamos a principal. Mas antes disso, queremos informar que a atendente, a qual, se apresentou como Diretora Executiva, no IF, mencionou que ficou sabendo dassituação de abandono do prédio, através de uma matéria de um blog, que suponhamos que tenha sido o Blog Sertão News Petrolândia, ela não confirmou. Pois o nosso Blog vem travando uma luta, para ver se alguém toma a responsabilidade do prédio, e inviste no mesmo, para que surjam oportunidades de ensino no local, como deveria ser, mediante a proposta inicial, quando o prédio foi doado 

Em um outro momento da conversa, perguntamos quem de fato era a responsabilidade? Se era do IF Sertão (Campus Floresta), ou seria da Prefeitura de Petrolândia? Mas a mesma disse: "Não podemos dizer que a responsabilidade é nossa, nem tão pouco da Prefeitura de Petrolândia, e que só iria se manifestar através de ofício". disse a representante da direção executiva.

CONVERSA COMA PREFEITA JANE SOUZA (Petrolândia-PE)

Conversamos com a Prefeita Jane sobre o IF, e a mesma nos informou que a total responsabilidade, e que tudo que venha acontecer com o prédio é do Campus Floresta, e nos provou, nos dando acesso a DOCUMENTAÇÃO QUE MOSTRA A DOAÇÃO DO PRÉDIO E MAIS 15 HECTARES AO IF SERTÃOem torno do prédio. Documentos estes que podem ser visto em imagens anexadas a matéria. E que o mesmo assumiria a partir do momento que usa-se, e se assim não o fizesse, em um PRAZO DE UM ANO, o prédio seria devolvido ao município. 

Em outra colocação, a prefeita mencionou: "Estou fazendo e que tivesse que ser feito, para que o IF em Petrolândia voltasse a funcionar, e assim dá oportunidade de cursos profissionalizantes aos munícipes".

Outras matérias sobre o IF aqui no Blog SNP - CLICK E VEJA

Descaso em Petrolândia-PE: IF (Instituto Federal) UM DESCASO COM O DINHEIRO PÚBLICO, O PRÉDIO EM TOTAL ABANDONO (Veja vídeo e imagens)

TENTATIVA DE ROUBO EM PETROLÂNDIA-PE: Guardas Municipais evitam roubo no 'INSTITUTO FEDERAL" localizado no município


____________


VEJA DOCUMENTOS QUE COMPROVAM A DOAÇÃO E A RESPONSABILIDADE DO CAMPUS FLORES-PE




LIMITES E CONFRONTANTES










VEJA IMAGENS E O NOVO VÍDEO QUE MOSTRA O DESCASO E O ABANDONO DO IF SERTÃO (CAMPUS FLORESTA) EM PETROLÂNDIA.  

Vídeo: Alexandre Sertão

Click a baixo e veja várias imagens do local


Prazo termina e todos os 13 candidatos se registram no TSE


Encerrado o prazo para registro das candidaturas, os partidos políticos apresentaram 13 nomes para disputar o Palácio do Planalto, sem surpresas em relação às decisões das convenções nacionais.

Segundo dados disponíveis no Sistema de Divulgação de Candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o patrimônio declarado dos presidenciáveis chega a R$ 834 milhões.

Pelas relações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral, os candidatos têm patrimônio que varia de zero a R$ 425 milhões. O candidato com maior patrimônio é João Amoêdo (Novo), que construiu sua carreira do mercado financeiro. O candidato do Patri, Cabo Daciolo, conforme o portal do TSE, não apresentou declaração de bens.

Já Amoêdo declarou casas, apartamentos, carros, joias, quadros, objetos de arte, título de clube, aplicações, embarcação, salas comerciais e depósito em conta corrente.

Henrique Meirelles (MDB) declarou R$ 377,5 milhões, incluindo depósito em conta no exterior, cotas de capital, título de clube, aplicações, apartamento e carros. Engenheiro de formação, Meirelles construiu a carreira no mercado financeiro, tendo sido presidente do BankBoston.

O terceiro candidato com maior patrimônio é João Vicente Goulart (PPL), totalizando R$ 8,6 milhões declarados. A relação de bens apresentada ao TSE inclui cotas de capital e imóveis. Na sequência, vêm o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que declarou patrimônio de R$ 8 milhões; e José Maria Eymael (DC), com R$ 6,1 milhões declarados.

Pelo calendário eleitoral, o TSE tem até o dia 17 de setembro para julgar os pedidos de registro de candidaturas. Esse também é o prazo final para que os partidos substituam nomes nas chapas, exceto em caso de morte de candidato. 

A seguir candidatos que pediram registro e o respectivo patrimônio:

  • . João Amoêdo (Novo)  -  R$ 425 milhões
  • . Henrique Meirelles (MDB) -  R$ 377,5 milhões
  • . João Goulart Filho (PPL) -  R$ 8,6 milhões
  • . Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – R$ 8 milhões
  • . José Maria Eymael (DC) – R$ 6,1 milhões
  • . Alvaro Dias (Pode) – R$ 2,9 milhões
  • . Jair Bolsonaro (PSL) – R$ 2,3 milhões
  • . Ciro Gomes (PDT) – R$ 1,7 milhão
  • . Geraldo Alckmin (PSDB) - R$ 1,4 milhão
  • . Marina Silva (Rede) – R$ 118,8 mil
  • . Vera Lúcia (PSTU) – R$ 20 mil
  • . Guilherme Boulos (PSOL) – R$ 15,4 mil
  • . Cabo Daciolo (Patri) – não declarado

Fonte: Agência Brasil 
Por Luiza Damé - Repórter 
Edição: Carolina Pimentel

Candidatos ao governo de PE nas eleições de 2018: veja quem são

O registro na Justiça Eleitoral, poderia ser feito até hoje (15 de agosto).

Por G1 PE
Matéria Publicada no 03/08/2018
Atualizado 13/08/2018

Veja nomes definidos em convenções de partidos para a disputa ao governo de Pernambuco nas eleições de 2018, em ordem alfabética. 

Ana Patrícia Alves (PCO)

O Partido da Causa Operária (PCO) confirmou a candidatura de Ana Patrícia Alves ao Governo do Estado de Pernambuco. A candidata trabalha como agente de saúde. A chapa conta também com Gilson Lopes de Oliveira como candidato a vice-governador.

Para a disputa por uma cadeira no Senado Federal, a legenda oficializou o nome de Alex Lima Rola. O PCO terá um candidato a deputado federal e um a deputado estadual. O partido não faz parte de nenhuma coligação.

Armando Monteiro (PTB)

Armando Monteiro é candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Armando Monteiro é candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press) Armando Monteiro é candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

A coligação "Pernambuco Vai Mudar" oficializou, neste sábado (4), a candidatura de Armando Monteiro Neto (PTB) ao governo de Pernambuco. O anúncio foi feito na convenção da chapa, realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Além do PTB, outros 12 partidos compõem a coligação: DEM, PSDB, PRB, Podemos, PSC, PPS, PMB, PSDC, PV, PSL, PHS e PRTB. O vereador do Recife Fred Ferreira (PSC) é o candidato a vice do grupo.

Natural do Recife, Armando Monteiro Neto tem 66 anos e é formado em administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, e em direito pela Universidade Federal de Pernambuco.

Ele exerce mandato de senador por Pernambuco desde 2011. Foi eleito deputado federal por três vezes (1998, 2002 e 2006), presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), além de ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.

Dani Portela (PSOL)

Dani Portela é candidata ao governo de Pernambuco pelo Psol (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

A coligação "A Esperança Vence o Medo" oficializou, neste sábado (4), a candidatura de Dani Portela (Psol) ao governo de Pernambuco. O anúncio foi feito na convenção da chapa, realizada na Casa Marielle Franco, sede do Partido Socialismo e Liberdade, no Centro do Recife.

Além do Psol, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) também faz parte da chapa majoritária, com a candidatura da educadora social Gerlane Simões a vice-governadora.

Natural de Olinda, Danielle Gondim Portela dos Santos é advogada e historiadora formada pela Universidade Católica de Pernambuco e tem mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atuou como professora pela Universidade Federal da Paraíba e como pesquisadora vinculada ao Departamento de Paleontologia da UFPE.

Atualmente, a candidata do Psol atua como advogada popular especializada em questões de violência contra a mulher e também atua em questões sindicais.

Julio Lossio (Rede)

Julio Lossio é candidato ao governo de Pernambuco pela Rede (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Julio Lossio é candidato ao governo de Pernambuco pela Rede (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press) Julio Lossio é candidato ao governo de Pernambuco pela Rede (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

TURISMO EM PETROLÂNDIA-PE: Reunião Extraordinária do Conselho Municipal de Turismo será realizada no dia 20.08.2018, Veja detalhes


Por Redação do Blog Sertão News Petrolândia
Informações:  Mabel Aquino (Diretora do Dep. De Turismo)




CONVITE

Convidamos V.S. a participar da Reunião Extraordinária do Con. Mul. de Turismo, onde trataremos de:

Escolha e apresentação dos novos representantes  referente a mudança na Lei de Criação do Conselho de Turismo.

Data: 20/08/18
Horário: 19h
Local: Sala de Reuniões da Prefeitura de Petrolândia


Atenciosamente,

Mabel Aquino
Dir. Dep. De Turismo



Cobrança da Taxa de Bombeiros chega a residências de Petrolândia-PE: É obrigatório ou não o pagamento? [Vídeo]


Por Blog Petrolândia Notícias (Alex Santos)
As informações são da RÁDIO JORNAL e do G1/PE
Foto: Alex Santos
Matéria Publicada em 14.08.2018

Posto Avançado de Bombeiros (Petrolândia-PE), Foto: Jair Ferraz, Arte: Alex santos

Os petrolandenses foram pegos de surpresa com uma nova conta que chegou nas suas residências nessas últimas semanas. Trata-se da TPEI - Taxa de Prevenção ou Extinção de Incêndio. O surpreendente é que a taxa está sendo cobrada apenas após 4 anos da inauguração do prédio do Posto Avançado de Bombeiros de Petrolândia que foi inaugurado no dia 20 de março de 2014 pelo saudoso ex-governador Eduardo Campos.

Vários leitores entraram em contato com a redação deste blog para se informa sobre essa nova conta (tarifa) questionando se a mesma é obrigatória ou não no estado. Fomos em busca de informações para tal esclarecimento; acompanhe abaixo:

A taxa de prevenção ou extinção de incêndio (TPEI), popularmente conhecida como taxa de bombeiros, deve acumular cerca de R$ 90 milhões em Pernambuco nesse ano. O montante estimado tem como objetivo a manutenção e compra de novos equipamentos, dando maior rapidez no atendimento de demandas da população.

Segundo o major Anderson Barros, assessor de comunicação da corporação, os custos de uma corporação de bombeiros são altos. “É uma taxa de prevenção contra incêndio e sirva para que os Bombeiros possa adquirir equipamentos, viaturas, ferramentas modernas, para atender as demandas com rapidez. Um caminhão de bombeiros custa até R$ 1 milhão, são equipamentos modernos, que custam caro, apropriados para situações de emergência”, comentou.

O não pagamento da taxa de bombeiros pode gerar implicações do imóvel. Segundo o professor de direito tributário, Bruno Josino, um posterior comércio de imóvel inadimplente pode ser prejudicado.
“A gente fica num cadastro de inadimplentes, secretaria de finanças do Estado verifica quem está inadimplente com contas do Estado. Como essa obrigação é vinculada ao imóvel, o imóvel vai ter essa dívida. Numa futura venda do imóvel, isso pode acarretar problemas. Não impede a venda, mas há essa restrição”, disse Bruno Josino. 
Segundo o decreto Nº 45.511, de 28 de dezembro de 2017, o pagamento da taxa deverá ser efetuado em cota única ou em quatro parcelas de igual valor. O Documento de Arrecadação Estadual (DAE) será enviado ao contribuinte pela Diretoria de Planejamento do Corpo de Bombeiros.

Quem deixar de quitar o tributo ou atrasar o pagamento terá como penalidade uma multa de 10% e juros simples de 1% ao mês. O Decreto entrou em vigor nesta sexta (29) e produzirá seus efeitos a partir de 1º de janeiro de 2018.

A cobrança da taxa de bombeiros, como é mais conhecida, leva em consideração o tipo de imóvel, a localização, além da área. No caso de imóveis com área construída, por exemplo, são enquadrados em residenciais ou comerciais.

No caso dos imóveis residenciais com área construída no Grande Recife, o menor valor é para casas ou apartamentos de 50,01 metros quadrados até 80 metros quadrados: R$ 95,13. Nas moradias com 300,01 metros quadrados até mil metros quadrados é cobrado o maior valor: R$ 296,25.

Imóveis com até 50 metros quadrados estão isentos. Nas moradias com mais de mil metros quadrados de construção, o proprietário deve pagar R$ 296,25, além de R$ 0,28 para cada metro quadrado que ultrapassar esse limite.

De acordo com o decreto, a cota única deverá ser paga no dia 31 de agosto de 2018. As parcelas precisam ser quitadas nessa mesma data e nos seguintes dias: 28 de setembro, 31 de outubro e 30 de novembro.

Investimentos

De acordo com o Corpo de Bombeiros, com os recursos arrecadados a partir odo pagamento da taxa anual é possível fazer investimentos na coproração. São comprados, por exemplo, equipamentos, embarcações e viaturas.

Atualmente, o Corpo de Bombeiros de Pernambuco tem um quadro de profissionais com 2.512 componentes. O ideal, segundo a corporação, era contar com, ao menos, o dobro desse efetivo.



'Sertão MAIS Criativo' será realizado em Serra Talhada, PE- Veja a etapa preparatória






Serão duas Palestras, com o tema: DIREITOS AUTORAIS NA MÚSICA.

 Será uma em Serra Talhada, no dia 17.08, às 19h, no auditório do SEBRAE e a outra será em Carnaíba, dia 18.08, às 15h, na Escola de Música 

Por Redação do Blog Sertão News Petrolândia
Informações: Departamento de Turismo de Petrolândia (Mabel Aquino)  

Prefeitura de Petrolândia-PE realizará do dia 20 a 24 de Agosto de 2018 a "Semana Municipal da Pessoa com Deficiência" VEJA A PROGRAMAÇÃO




A Semana Municipal da Pessoa com Deficiência, com o tema: Escola e Família: "Parceria Fundamental na Inclusão Social da Pessoa com Deficiência", será realizada do dia 20 a 24 de Agosto, na área Urbana e Rural do Município. 

 PROGRAMAÇÃO 




Fonte: Secretaria Municipal de Educação 

1º 'ENCONTRO DE CASAIS' da Igreja Adventista Sétimo do Dia - Jatobá -PE, faça a sua Inscrição



Faça a sua INSCRIÇÃO até o dia 20.09 pelo número: (87) 9.8128-1604 (Whatsapp) falar com Mayara Bezerra 


"Tempo de Restauração", será na Igreja de Cristo Pentecostal Internacional, em Petrolândia-PE, no 24 de Agosto


Ouça o ÁUDIO DO CONVITE






Feminicídio a Parti da Crítica Doutrinária ao Direito Penal Simbólico, por ADV. TIAGO RAFAEL (Escritório Silva e Sá)


São 4.473 homicídios dolosos em 2017, um aumento de 6,5% em relação a 2016. Isso significa que uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil. Falta de padronização e de registros atrapalham monitoramento de feminicídios no país. 


Uma das características do direito penal, adotada pelo Estado, é o controle da violência. Tipificando condutas das quais possa interferir no bom convívio social. O agente infrator dessas normas sofrerá sanções das quais, servirá como exemplo para não reincidência da prática delituosa com reflexos para que outros não venham cometer.

Diante das várias interpretações que damos ao código penal, que legitimam sua prática, também podemos perceber condutas das quais estão ali só para dar uma falsa sensação de segurança, o chamado direito penal SIMBÓLICO.

O direito penal de conteúdo simbólico tem como ponto de partida a situação de instabilidade e insegurança da sociedade. Buscam-se diante desse contexto as respostas para os problemas sociais o mais rápido possível. O legislador infraconstitucional cria algum tipo de norma incriminadora baseado no clamor popular. Atropelando fases importantes de pesquisas, debates, estudo de aprofundamento da norma incriminadora e seus impactos sociais. Com o objetivo tão somente de apresentar uma falsa pacificação social, levando o povo a crer, que o problema será resolvido com a criação desse novo tipo penal.

Algumas ocorrências contribuem para o surgimento do direito penal simbólico, tal como as mídias televisivas taxadas como sensacionalista. Cotidianamente a sociedade ouve noticias de fatos criminosos, corroborado com a postura do apresentador que é parcial sempre expondo seu ponto de vista, a favor de um novo sistema penal mais rígido. Levando a sociedade a pensar que só existirá diminuição do crime se à lei for mais rigorosa e cruel com o seu infrator.  Mesmo que essas sanções venham ferir princípios e garantias fundamentais. Fazem uma analise superficial do acorrido sem nenhuma base técnica jurídica.

Feminicídio, solução? 

As consequências trazidas pelo direito penal simbólico, é a descrença da população no nosso sistema repressor. Ou seja, no papel tudo é possível. Na prática não conseguem enxergar a redução da criminalidade, o efeito é inverso, a sensação de insegurança só aumenta. O Estado social fica em segundo plano enquanto o Estado penal é exaltado.

Foi criada em 9 de março de 2015 à lei de nº 13.104, que tipifica mais uma forma qualificada de homicídio no código penal, além de novas causas especiais de aumento de pena, bem como altera a redação da lei nº 8.072/1980(lei de crimes hediondos). Com advento dessa nova lei, foi criada uma nova forma qualificada de homicídio, tendo por vítima mulher em situação da chamada “violência de gênero ou violência doméstica e familiar”. A pena atribuída não é diferente das demais formas de homicídio qualificado, permanecendo nos limites de reclusão, de 12 a 30 anos. Também foram criadas causas especiais de aumento de pena em um novo § 7º, inciso I e III. Esse aumento apresenta variações de 1/3 até a metade. O inciso VI do § 2º do art. 121do código penal, foi incluso entre as formas qualificadas de homicídio que são consideradas crime hediondos, art. 1º, I, da lei nº 8.072/1990.

A proposta de criação dessa leia, é tentar diminuir o crescente número de mulheres que são mortas brutalmente por questões de gênero e violência domestica e familiar. Ou seja, crime de homicídio que é caracterizado por menosprezo e discriminação à condição de mulher. É, quando o agressor mata a mulher em uma atitude de um suposto direito de posse.

Será que a tipificação do feminicidio, descortinará um horizonte de consciência moral, onde os agressores por medo da hediondez do crime terão uma crise de consciência e não perpetrara o fato delituoso?  O Direito penal é a solução para todos os males sociais? É aumentando a pena que diminuirá às práticas delituosas?  

Os legisladores não trouxeram nenhuma inovação no que tange a política criminal de prevenção, para tentar combater o avanço da violência contra o sexo feminino. Sua postura foi só mente, qualificar o crime; dar a população uma falsa sensação de segurança.

Na prática a realidade parece indicar o contrário: os números de mulheres agredidas e mortas continuaram a aumentar. Onde está o problema? Na norma, que é muito branda para o agressor, que não tipificou e caracterizou a violência doméstica contra a mulher como sendo hedionda? Ou faltam condições matérias para o cumprimento da lei? Pois, quando não existem condições estruturais para a lei ser efetivada, ela nasce morta!

Os resquícios que se encontram enraizados na sociedade machista e que dão origem a condutas agressivas por parte dos homens perpetradores de violência contra a mulher tem que ser combatidos, com políticas públicas que problematizem sentimentos de posse e domínio. Não é apenas enrijecendo a lei que se observarão resultados positivos, veja o caso da lei 11.340/2006 (lei Maria da Penha), após, sua aprovação, o crescimento da violência contra a mulher só aumentou. 

É melhor conscientizar. Punir sai mais caro para o Estado. A educação é um instrumento eficaz para liberta esse sentimento de domínio ao sexo feminino. Essa cultura de posse tem que ser combatido desde a tenra idade até a mais avançada. Investir na educação é a melhor opção em longo prazo.

Bem sabemos que não é função do direito penal moralizar, e sim tipificar e reprimir condutas que lesam direitos alheios. Segundo estudos criminológicos; o combate e prevenção do crime começam com a participação efetiva do Estado garantindo as necessidades básicas do indivíduo tais como, saúde, educação, segurança e etc., combinado com uma boa qualidade de vida. Agora Quando o Estado deixa de garantir esses princípios básicos, e começa a criar leis para solucionar conflitos sociais, esperando redução da criminalidade, o ato é meramente simbólico.

Podemos perceber na atualidade o reflexo do direito penal simbólico, temos um código penal tipificando várias condutas com penas rigorosas, encontram partida não conseguimos diminuir os números de violência que assolam a população de nosso país. Nosso sistema penitenciário não consegue ressocializar e o número de presos só aumenta. Leis são criadas, porém, não conseguimos alcanças resultados práticos.

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. (Nelson Mandela)


ADV. TIAGO RAFAEL. 
Escritório Silva e Sá.
Adv. Tiago Rafael


Corpo do ator José Pimentel é velado no plenário da Alepe, no Recife

Ator faleceu nesta terça-feira (14.08) e enterro ocorrerá nesta quarta-feira (15.08), no Cemitério de Santo Amaro, no Centro da capital pernambucana.

Por G1 PE e TV Globo
14/08/2018

Ator José Pimentel morre aos 84 anos e velório ocorre na Alepe

O corpo do ator José Pimentel chegou, por volta das 16h30 desta terça (14), ao plenário do Palácio Joaquim Nabuco, antiga sede da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no Centro do Recife, onde ocorre o velório do artista, de 84 anos. (Veja vídeo acima)

José Pimentel, que se tornou um nome emblemático na cena teatral do estado após interpretar Jesus Cristo durante 40 anos, faleceu pela manhã no Hospital Esperança, onde estava internado desde quinta (09.08).

Parentes, amigos, autoridades, além de admiradores do trabalho do ator, passam pelo velório para se despedir do artista. A filha dele, Lillian Pimentel, que o acompanhou ao longo do tratamento, também foi ao local. Em entrevista ao G1 durante o velório, ela falou que vai guardar as melhores lembranças da relação com o pai.

O ator José Pimentel é velado com o figurino de Jesus que utilizou na Paixão de Cristo do Recife (Foto: Danielle Fonseca/TV Globo)

"Deus me deu um grande pai, um amigo, tudo. Um exemplo a ser seguido. E ele fez tanta coisa por Pernambuco, fez tanta coisa pela cultura... Ele realmente é imortal, ele é patrimônio, mas como exemplo de pessoa, de ser humano. Ele deixou exemplo disso", afirmou Lillian.

Agora que o pai morreu, ela declarou que passou a ter uma missão. "Ele pediu para a gente continuar [com os projetos dele], para a gente não deixar morrer nem esquecê-lo. Continuar os espetáculos dele com os atores pernambucanos. Deixou [o pedido] por escrito mesmo, eu nem sabia. E a gente vai dar continuidade a tudo dele, eu vou fazer, a gente vai continuar, sim", disse.

Segundo a família, outro pedido que Pimentel havia feito era para ser enterrado com o figurino de Jesus que usava na Paixão de Cristo.

Filha de José Pimentel, Lílian Pimentel se despede do pai no Centro do Recife (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

A secretária de Cultura do Recife, Lêda Alves, também passou pela Alepe para prestar homenagens ao ator. "Ele descansou depois de ter realizado uma tarefa muito complicada, muito difícil. Quem conviveu com ele aprendeu muita técnica de teatro, de luz, de som, de cenografia e de figurino. Eu, como secretária de Cultura do Recife, agradeço a Pimentel pelos serviços que ele prestou a esta cidade", afirmou.

Ivo Barroso, que atuou em espetáculos com o José Pimentel, foi até o local para se despedir do amigo. "São só lembranças boas. Primeiro, como pessoa, como ser humano. Mas também como amigo e como companheiro de profissão", contou.

"Ele demonstrava muito carinho por mim. Ele esteve triste por não poder exercer mais o trabalho como ator interpretando Jesus, mas, com o tempo, acabamos desenvolvendo uma amizade, e isso está guardado. Eu sou muito feliz, muito grato por isso", disse o ator Hemerson Moura, que interpretou Jesus Cristo na Paixão de Cristo do Recife neste ano.

Corpo de José Pimentel é velado no Palácio Joaquim Nabuco, no Centro do Recife (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

O velório ocorre no plenário da Alepe até 8h de quarta (15), quando o corpo de José Pimentel será levado para o Cemitério de Santo Amaro, também na região central do Recife. No local, será realizada uma cerimônia ecumênica em homenagem ao ator, a partir das 10h, celebrada pelo padre João Carlos e pelo babalorixá Jorge Arruda. A celebração é aberta ao público. O enterro está previsto para as 11h.

Repercussão

Em nota, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, lamentou o falecimento. "Um homem cuja história de vida se confunde com a história da dramaturgia pernambucana, principalmente nos espetáculos da Paixão de Cristo do Recife e de Nova Jerusalém. Deixo aqui registradas minhas condolências aos familiares e amigos", disse.

Também por meio de nota, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, lamentou a morte do ator. "Pernambuco perde um dos seus maiores artistas com a morte de José Pimentel, um verdadeiro ícone do nosso estado, dono de uma enorme capacidade de trabalho, de entusiasmo e de paixão por tudo a que se dedicava. Pimentel merece todas as nossas homenagens", disse no texto.

José Pimentel interpretou Jesus por 40 anos na Paixão de Cristo (Foto: Reprodução/TV Globo)

"Tenho a honra de, como governador, reconhecer sua imensa contribuição à nossa cultura, ao conceder a Pimentel o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco. Minha solidariedade e meus sentimentos aos seus familiares, amigos e admiradores", complementou Câmara na nota.

Em nota conjunta, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e a Secretaria de Cultura do estado se pronunciaram sobre a morte do artista.

"As culturas pernambucana e brasileira sofreram hoje uma grande perda, mas o exemplo de persistência e devoção às artes de José Pimentel segue inspirando a todos nós, que aqui continuamos lutando pela consolidação de políticas culturais que honrem sua luta e reverenciem o seu legado", escreveram Márcia Souto, presidente da Fudarpe, e Marcelino Granja, titular da pasta de cultura.

História


Jornalista Alexandre Farias anda com ajuda da família

Vídeo divulgado nas redes mostra a recuperação surpreendente do ex-apresentador de tv, que foi baleado na cabeça há um ano em Caruaru

Por: Diário de Pernambuco
14/08/2018

Alexandre Farias está se recuperando na casa do pai, em Jaboatão. Foto: Reproducao/facebook - Alexandre Farias

Quase um ano após sofrer uma tentativa de assalto e ser baleado em Caruaru, no Agreste, o ex-apresentador de televisão Alexandre Farias, 40 anos, passa por uma recuperação quase milagrosa. Atingido com tiro na cabeça, o jornalista ficou internado por oito meses no Hospital Esperança, no Recife. Esta semana, em vídeo divulgado nas redes sociais, ele aparece andando com a ajuda de parentes e amigos. Desde o fim de maio, o jornalista recebeu alta hospital e está na casa do pai, em Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes.  

Embora bastante magro, Alexandre consegue caminhar. Segundo a família, ele continua fazendo tratamentos. É acompanhado por fisioterapeutas, fonoaudiólogos, além de médicos. Em março, quando ainda estava hospitalizado, o jornalista foi submetido a uma cirurgia para a colocação de uma prótese craniana. O procedimento ocorreu como esperado pelos médicos.

Alexandre é ex-apresentador do telejornal ABTV 2ª edição, afiliada da Rede Globo, a TV Asa Branca, em Caruaru, no Agreste. Ele foi vítima de uma bala perdida na noite de 16 setembro, no bairro Alto do Moura, em Caruaru. O jornalista ia para casa, quando foi atingido por um disparo na cabeça. Segundo a Polícia Militar, assaltantes estavam em um carro roubado quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem foi atingida. Alexandre Farias foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferido para Hospital Unimed, também em Caruaru. Depois, foi tranferido para o Recife. 

Um dos suspeitos de participar do tiroteio que atingiu Alexandre "era integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) do Rio Grande do Norte", de acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil de Pernambuco. O criminoso tinha 34 anos e foi morto durante um confronto com a polícia. No total, quatro suspeitos foram presos.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

A Prefeitura de Petrolândia-PE, as Associações e a equipe do ITERPE, avaliaram todo trabalho realizado durante a semana sobre os assentamentos Miguel Arraes, Januário Moreira e Vila Nova

Prefeitura de Petrolândia participa de reunião com assentados, Iterp e Sindicato para avaliação dos trabalhos da semana e definição da continuidade do processo de regularização das terras.


Na manhã dessa sexta-feira (10.08) as equipes do ITERPE, Prefeitura e Associações reuniram-se na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia para avaliação dos trabalhos executados durante a semana e explicar todo o processo necessário para que os assentados tenham as parcelas tituladas em seus nomes.

A equipe do ITERPE agradeceu a parceria da Prefeitura e das Associações e destacou a necessidade da continuidade da parceria, pois outros trabalhos serão necessários e, para tanto, a definição de parceria entre INCRA, ITERPE e PREFEITURA é fundamental. 

De pronto o Secretário Municipal de Agricultura Rogério Viana,  que falou em nome da Prefeita Jane Souza destacou "o compromisso da gestora em relação aos assentamentos e de várias ações já em andamento como a perfuração/ instalação de poços artesianos e a formação de uma equipe multidisciplinar contando com assistente social, agrônoma, turismóloga e veterinário para apoiar sobre tudo as ações produtivas vocacionais dos assentamentos"

Dirigindo-se especialmente aos presidentes das associações, ao ITERPE e ao Secretário de Finanças Fernando Leme, o Secretário Rogério Viana disse: "Mesmo o município atravessando a pior crise dos últimos 30 anos, a Prefeita Jane tem Deus no coração e o amor nas atitudes; sendo firme, presente e determinada, em levar os gabinetes de seu grupo político nas comunidades, para que estes sintam e sonhem juntos com os moradores por dias melhores e, assim, sejam mais efetivos em ajudar, a tornar os sonhos em realidade".
Em destaque na imagem, a Direita: Elita Ramalho 

O momento mais emocionante da reunião foi quando a líder do assentamento Miguel Arraes e ex-Vereadora Elita Ramalho em lágrimas disse: "As palavras do Secretário traduzem fielmente o sentimento dela em relação a Prefeita Jane Souza e a esse momento tão esperado".







Por redação do Blog Sertão News Petrolândia 
Informações/Fotos: Secretaria Municipal de Agricultura 

Despesas do Judiciário crescem acima do teto em 12 meses

Limitado a 3%, aumento de gastos já é superior a 4%, diz especialista


Se for confirmado pelo Congresso Nacional, o aumento de 16,38% no salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), previsto para o ano que vem e aprovado nesta quarta-feira (8) pelos próprios magistrados, deve dificultar ainda mais o  cumprimento da regra constitucional do teto de gastos nos próximos anos. A projeção é da economista Vilma da Conceição Pinto, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). 

"Os gastos do Poder Judiciário, em 2017, cresceram 7,5%, em termos nominais, enquanto o teto previa [limite de] 7,2%. Em 2018, no acumulado dos últimos 12 meses, as despesas já cresceram 4,1%, enquanto o teto para este ano é de 3%. No modo agregado, o Poder Judiciário não está cumprindo o teto", diz a especialista. A estimativa ainda não leva em consideração os efeitos do reajuste salarial, que só será válido a partir do ano que vem, mas projeções preliminares indicam que o "efeito cascata" do aumento de salário dos ministros do STF, cuja remuneração corresponde ao teto do funcionalismo público, será de R$ 717 milhões apenas nas despesas do Poder Judiciário federal. Somando os demais poderes da União e os impactos nos estados, a conta final pode chegar a R$ 4 bilhões por ano. 

Teto dos gastos

Ao longo dos três primeiros anos de vigência da Emenda Constitucional 95, aprovada em 2016, o Poder Executivo poderá compensar o crescimento de gastos dos demais poderes, no cálculo geral, mas, após esse período, a compensação não poderá ser mais feita. "Essa compensação tem um limite, depois vamos ter que conviver com o resultado muito acima do teto", afirma a pesquisadora. Para Vilma da Conceição Pinto, em tempos de inflação reduzida, em cerca de 3%, um aumento salarial de dois dígitos levanta também "questões morais".    

Para o ministro Ricardo Lewandovski, um dos sete integrantes do STF que votaram a favor do reajuste, a medida corrige a defasagem dos salários no Judiciário. Ele chegou a citar o trabalho da Justiça na recuperação de recursos públicos desviados para justificar o aumento.

Despesas com pessoal

Mortes no Brasil: O país bate novo recorde e tem maior nº de assassinatos da história com 7 mortes por hora em 2017; estupros aumentam 8%


De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 63.880 mortes violentas. Mortes provocadas por policiais aumentaram 20% e número de policiais mortos diminuiu 4,9%.

Por Cíntia Acayaba e Paula Paiva Paulo, G1 SP

Número de mortes violentas bate recorde em 2017
Brasil ultrapassou marca de 63 mil mortos
Mortes violentas58.55958.55958.38358.38361.61961.61963.88063.8802014201520162017010k20k30k40k50k60k70k

2017
ano 63.880
Fonte: Anuário da Segurança Pública


Brasil registrou 63.880 mortes violentas em 2017, o maior número de homicídios da história, de acordo com dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública na manhã desta quinta-feira (9). Sete pessoas foram assassinadas por hora no ano passado, aumento de 2,9% em relação a 2016. Os estupros aumentaram 8,4% de um ano para o outro.

O Rio Grande do Norte registrou a maior taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes: 68, seguido por Acre (63,9) e Ceará (59,1). As menores taxas estão em São Paulo (10,7), seguida de Santa Catarina (16,5) e Distrito Federal (18,2).

As capitais com as maiores taxas são Rio Branco (AC), com 83,7 por 100 mil habitantes, Fortaleza (CE), com 77,3, e Belém (PA), com 67,5.

Brasil registra mais de sete mortes violentas por hora em 2017


O 12º Anuário de Segurança Pública compila dados das polícias de todos os estados do país e é utilizado como dado oficial, já que o governo federal ainda não tem uma base de informações nacional. Em julho, o Sistema Único da Segurança Pública (Susp) foi criado e, entre outras coisas, prevê a criação de um sistema de dados unificado entre as forças policiais e entre os estados, semelhante ao Datasus (do Sistema Único de Saúde).



"O crescimento da violência no país tem duas direções. Uma são as novas dinâmicas do crime organizado, agora, a outra, é a insistência da política pública de várias esferas e poderes, de continuar fazendo mais do mesmo"", diz o diretor do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima.


Violência policial

A letalidade das polícias nos estados brasileiros aumentou 20% em relação a 2016: 5.144 pessoas foram mortas em decorrência de intervenções de policiais civis e militares. Isso representa 14 mortos por policiais por dia.

"O modelo com o qual o país está optando por enfrentar o problema da segurança pública é um modelo que tem feito várias vítimas e quando você opta pelo confronto você gera resultados que são devastadores e a começar também pelo que é a soma de todos os nossos erros que é o sistema prisional", diz Renato.

O número de policiais mortos diminuiu 4,9% em relação a 2016: 367 policiais civis e militares foram vítimas de homicídio em 2017 contra 386 em 2016.



Feminicídio

O fórum também contabilizou o número de mulheres vítimas de homicídio no ano passado: 4.539 (aumento de 6,1% em relação a 2016). Desse total, 1.133 foram vítimas de feminicídio.