PONTO DO BEM

PONTO DO BEM
PETROLÂNDIA-PE

MIX POINT

MIX POINT
Avenida José Gomes de Avelar, centro de Petrolândia, "O Melhor da Cidade"

sábado, 20 de julho de 2019

Estudo revela que 80% de diabéticos podem ter doenças cardiovasculares

Arquivo/Agência Brasil

Um estudo realizado pelo EndoDebate em parceria com a Revista Saúde, mostrou que 80% das pessoas com diabetes tipo 2 apresentam indícios de comprometimento cardiovascular. Mais da metade (52%) indicam pelo menos dois destes sintomas: tontura, dores no peito e nas pernas, falta de ar e palpitações.

Intitulado “Quando o Diabetes Toca o Coração”, o estudo foi lançado em junho pelo laboratório Novo Nordisk e divulgado nesta semana. A pesquisa entrevistou 1.439 pessoas com e sem diabetes tipo 2, com idade entre 47 e 55 anos.

O levantamento mostrou que 64% dos diabéticos não seguem rigorosamente o tratamento e apenas 48% dos pacientes consideram a doença muito grave. O diabetes aparece atrás do câncer (92%), do acidente vascular cerebral (79%), do infarto (75%), do mal de Alzheimer (74%), da insuficiência renal (70%) e da insuficiência cardíaca (56%).

“A atenção ao coração é um dos grandes desafios no segmento do paciente com diabetes. Temos objetivos desafiadores no século 21 que vão além do controle da glicose no sangue, fundamental para o tratamento do diabetes tipo 2. Tudo isso passa também por reduzir o peso e o risco de hipoglicemia e umentar a segurança do ponto de vista cardiovascular”, disse o médico endocrinologista e fundador do EndoDebate, evento que ocorre até hoje (20) na capital paulista, Carlos Eduardo Barra Couri.

Desconhecimento

Sobre a primeira palavra lembrada ao pensarem em problemas do coração, 662 entrevistados mencionaram infarto; 159 disseram morte; 39, hipertensão; 25, AVC. O diabetes ficou em último. Entre os diabéticos, 61% disseram acreditar que a doença está entre os fatores de risco para problemas cardiovasculares, contra 42% entre os não diabéticos. Nos dois grupos, a pressão alta aparece em primeiro lugar, seguida do colesterol e dos triglicérides altos.

Para 60% das pessoas com diabetes tipo 2, o médico transmitiu informações insatisfatórias ou nem mencionou as questões relacionadas ao coração na última consulta para controlar o diabetes. Embora 62% desses pacientes tenham sido diagnosticados há pelo menos cinco anos, 90% dizem ainda sentirem falta de mais informações durante o tratamento.

“O tempo é determinante. É muita informação que o médico tem que passar. Eu acredito que há uma mistura de falta de informação e desconhecimento de como abordar direito esse paciente. Como falar em um tom acolhedor humano e ao mesmo tempo incisivo, informativo? Muitos médicos não sabem como fazer isso”, comenta Couri.

Percepção limitada

Apesar da gravidade da doença, a pesquisa também revelou uma percepção limitada sobre os riscos do diabetes tipo 2. Ao todo, 64% das pessoas com diabetes entrevistadas não seguem o tratamento à risca. “A adesão ao tratamento começa quando o médico abre a porta do consultório, quando o médico levanta para atender o paciente, quando o paciente tem uma consulta digna, quando o médico ouve o paciente. Adesão é muito mais do que explicar como toma o remédio, é acolher o paciente e ser humano na consulta”, explica Couri.

Segundo o laboratório parceiro da pesquisa, 13 milhões de pessoas vivem com o diabetes tipo 1 ou tipo 2 no Brasil. Desse total, estima-se que 90% tenham diabetes tipo 2, no qual o pâncreas produz a insulina insuficiente ou não age de forma adequada para diminuir a glicemia. Ele é mais comum em adultos com obesidade e em pessoas com histórico familiar de diabetes tipo 2. Quase metade das pessoas com diabetes tipo 2 não sabem ter a doença. Além disso, duas a cada três mortes de pessoas com diabetes são ocasionadas por doenças cardiovasculares.

Por Agência Brasil
20 de jul de 2019

sexta-feira, 19 de julho de 2019

O PSOL de Petrolândia – PE emite nota sobre a interdição do açougue público no município




NOTA


Solidariedade aos trabalhadores do Mercado Público Municipal de Petrolândia.
O Partido Socialismo e Liberdade – PSOL/Petrolândia vem, por meio desta, prestar solidariedade aos trabalhadores do Mercado Público Municipal, que estão sem poder vender suas mercadorias, em especial no Açougue.


São muitos os ataques no cotidiano que esses trabalhadores vêm sofrendo: condições de trabalho precárias; falta de infraestrutura; descumprimento, por parte do governo municipal das manutenções e obras necessárias; além do calunioso ato para rebaixar os trabalhadores, citando o companheiro Pedro Pescador (mesmo de forma indireta) como promovedor de desperdício de alimentos e tentativa de desconstrução dos objetivos da FPI, que ao denunciar as falhas e responsabilidades do poder público municipal que não tem cumprido com seu papel nas políticas públicas locais. Foram esses ataques que causam tão fortes impactos nos produtores.

Em resposta ao problema estabelecido, o governo municipal perpetua seu caráter elitista, alinhado com uma política de deturpação do entendimento da realidade. Tanto que não cumpriram o que foi acordado em reunião no dia 17 (quarta-feira) no Centro Cultural de organizar para o próximo dia (18), posterior a reunião de organizar a limpeza e possibilitar o funcionamento do Açougue para a feira livre da sexta-feira (19) garantindo aos trabalhadores a venda de seus produtos. e assim não há como conquistar a fidelidade.

Assim, o governo municipal causa prejuízo aos marchantes e pescadores a ponto de causar difamação gratuita ao agente da Comissão Pastoral dos Pescadores. Além disso, o investimento de tempo numa campanha difamatória, exibida em nota da Prefeitura de Petrolândia e, portanto disseminando mentiras sobre as justas reivindicações  dos pescadores tradicionais, tentando colocar a população contra o movimento da classe trabalhadora.

A truculência institucionalizada neste governo de tem reverberado na sociedade civil. Amanhã amanheceremos com a impossibilidade de venda e compra de carnes e peixes. 
Não oferecendo outra saída para a situação dos trabalhadores e seus produtos frutos de muito trabalho e suor.

Basta da cultura de depreciar os trabalhadores! Em períodos como estes que percebemos quem está do lado da justiça, são estes trabalhadores que sempre sofrem os piores ataques. Isso significa que o que está sendo gestado é a ausência de diálogo dentro de um modelo de ação que foge completamente de nossa democracia, ainda jovem, frágil e incompleta.

É preciso romper com essas crises. Apoiamos o livre direito de manifestação e apoiamos os trabalhadores em nome dos seus direitos.

Pelo futuro próspero de nossa cidade e das novas gerações!

PSOL, Petrolândia - PE.


Blog Sertão News Petrolândia
Sexta-feira, 19 de Jul de 2019

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Nota da Prefeitura de Petrolândia - PE sobre a interdição do açougue municipal.

Foto: Alexandre Sertão


O município de Petrolândia esclarece que a interdição do açougue municipal resultante da ação de órgãos que compõem a Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia do São Francisco em Pernambuco-PE, tem a finalidade de corrigir práticas inadequadas de acondicionamento, higiene e manipulação de alimentos por parte dos comerciantes, tendo a grande maioria inclusive sido anteriormente orientados e notificados pela vigilância sanitária municipal.

Em reunião na noite dessa quarta-feira mediada pela equipe da FPI e com a participação dos comerciantes e representes da Prefeitura ficou esclarecido que o município apresentou os detalhes da reforma do mercado público (já com ordem de serviço), as condições para a atualização cadastral e o pagamento de débitos em atraso dos empreendedores com até 80% de desconto. Nesse sentido a primeira atitude de quem quer resolver é reconhecer que existem falhas e não querer entrar num jogo de transferir responsabilidades e, sim,  juntos, fazer o que precisa ser feito para que na próxima semana se tenha um açougue público que atenda com mais qualidade os consumidores.

É de lamentar a atitude de um pequeno grupo liderado pelo agente da Pastoral da Pesca em jogar peixes nos logradouros públicos desrespeitando a lei, as autoridades e promovendo o desperdício de alimentos, bem como, sua postura de tentar a desconstrução dos objetivos da FPI.

Tranquilizamos todos, pois a gestão municipal e os comerciantes estão unidos e empenhados em reabrir com muito mais qualidade o açougue na próxima semana.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Petrolândia
Foto: Alexandre Sertão 
18 de jul de 2019

Observação:  O açougue municipal localiza-se no Centro Comercial Abel Henrique de Sousa, na Avenida dos Três Poderes, centro de Petrolândia

As imagens a seguir, não são de responsabilidade da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Petrolândia, a qual, nos enviou a nota. São de total responsabilidade da redação do Sertão News Petrolândia. Colocamos para que o nosso leitor tenha mais informações do que aconteceu na tarde de ontem (quarta-feira, 17 de jul de 2019) 

Protesto em frente a prefeitura (fotos do whatsapp) 







quarta-feira, 17 de julho de 2019

FP!/PE em Petrolândia - PE: “A chegada da FPI/PE ajuda os municípios a quebrar paradigmas da gestão pública”, avalia prefeita de Petrolândia



Cobrar adequações aos agentes públicos e privados cujas atuações têm repercussão no meio ambiente não é o único papel da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia do São Francisco em Pernambuco (FPI/PE). O caráter educativo e o contato próximo com diversos órgãos públicos também fazem a diferença para os municípios, como atestou a prefeita de Petrolândia, Janielma Souza, em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (17/07).

A gestora salientou que desde o início da FPI/PE o município vem recebendo pedidos de licenciamentos e alvarás de estabelecimentos que estão buscando se regularizar perante o poder público, o que tem sido positivo para reforçar o trabalho do município. Em seguida, ela entregou à coordenação da FPI/PE um ofício solicitando o apoio dos órgãos participantes para obter a liberação de R$ 14 milhões referentes às obras de ampliação da rede de saneamento de Petrolândia. Os recursos já haviam sido provisionados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), mas foram retidos por causa de contingenciamentos do Governo Federal.
“Essa obra de saneamento é muito importante porque nos permitirá ter 100% de cobertura, evitando o despejo de esgoto no Rio São Francisco. É uma obra que vai trazer ganhos diretos para o meio ambiente, como a proteção do rio, e indiretos para toda a cidade, já que nós queremos desenvolver o turismo em Petrolândia e, para isso, precisamos contar com o Rio São Francisco despoluído”, relatou Janielma Souza.
O promotor de Justiça André Felipe Menezes, um dos coordenadores da operação, se comprometeu a avaliar o pedido da Prefeitura de Petrolândia e ressaltou que a FPI/PE traz para os gestores municipais uma oportunidade de ter acesso a vários órgãos ambientais ao mesmo tempo, destravando processos de licenciamento e regularização.
“A FPI/PE não veio para a região com o intuito de prejudicar a atividade econômica; pelo contrário nós queremos regularizar a agricultura, o extrativismo e a piscicultura, para que sigam gerando empregos na região em conformidade com a legislação ambiental”, afirmou o promotor de Justiça.
Além da questão do saneamento, a reunião entre a Prefeitura de Petrolândia e a FPI/PE abordou pontos como a gestão dos resíduos sólidos, em especial a situação do aterro sanitário da cidade, que está próximo de sua capacidade máxima e passa por processo de licenciamento para ser ampliado. André Felipe Menezes questionou a gestora sobre tratativas com os municípios a respeito de uma possível parceria, a fim de que essa unidade possa receber o lixo das demais cidades em troca de uma contrapartida pelo passivo ambiental. A prefeita afirmou que Petrolândia já iniciou um trabalho voltado para melhorar a reciclagem dos resíduos que são coletados no município, mas ainda não houve avanços em relação à pactuação com os municípios vizinhos.

Por MP-PE
Via Blog Petrolândia Notícias 
17 de jul de 2019

Em vídeo adolescente Assassino confessa o Crime: "Matei para ficar feliz, agora estou", diz adolescente acusado de matar jovem




A equipe da Rede Meio Norte, com o repórter Ivan Lima, conversou com exclusividade com o adolescente apreendido acusado de matar o jovem Italo Rodrigues do Nascimento Sousa, de 18 anos, na manhã de ontem (16/07), dentro de uma residência no bairro Teresina Sul, na zona Sul de Teresina.

De acordo com o delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, o adolescente apreendido confessou ter amarrado e cortado o pescoço da vítima. Os dois estudaram juntos.

"Foi eu que amarrei ele para ficar mais fácil, foi sem motivo, foi só para o meu prazer, a gente mata para ficar feliz, não tinha ódio dele, nem motivo mas agora estou feliz", disse o suspeito. 

O menor declarou ainda que ia praticar mais assassinatos. "Tinha várias pessoas na minha mira, todo mundo, quem tiver oportunidade. Ele era uma vítima que estava em pausa, eu nem falava muito com ele não, ele que me chamava no WhatsApp, a gente tem que fazer com que a pessoa se sinta a vontade no laço amoroso, já tinha conquistado ele faz tempo. Ele que me levou para o local do crime, ele me chamou para ir lá e ficou com 'viadagem', falei para ele os requisitos e ele aceitou. Os requisitos era amarrar ele, vendar os olhos dele e ele deixou. Primeiro eu fiquei conversando um pouco com ele sobre a vida, trabalhos estudos, depois eu matei", afirmou o adolescente sem demonstrar qualquer tipo de arrependimento. 

VEJA VÍDEO COM A CONFISSÃO DO ASSASSINO E AMEAÇA AO REPÓRTER 



“Ele é muito claro no sentido que, segundo ele, é uma compulsão por matar, uma curiosidade, ele alega que foi o primeiro, mas esse desejo dele de matar já vinha acontecendo há muito tempo”, relatou Danúbio Dias.

Delegado Danúbio Dias
Jovem assassinado: Italo Rodrigues do Nascimento Sousa


Da redação de Bom Dia Meio Norte 
Blog SNP, 17 de jul de 2019




Homem atacado por onça-pintada é salvo por 5 cachorros em MS


De acordo com os bombeiros, vítima foi verificar a origem de um mau cheiro na mata quando foi atacado pela onça, que protegia sua caça. ONG diz que onça protegia a caça e que presença de cães pode tê-la tornado agressiva.

Por Flávio Dias, G1 MS — Campo Grande
Blog SNP, 17 de jul de 2019


Homem é salvo por cães ao ser atacado por onça em fazenda de Porto Murtinho (MS). — Foto: Diego Ruíz

Um homem de 58 anos foi salvo por 5 cachorros de estimação ao ser atacado por uma onça-pintada em uma fazenda de Porto Murtinho, a 440 km de Campo Grande.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ataque foi no último domingo (14/07) e a vítima precisou de atendimento médico por conta dos ferimentos. Conforme a ocorrência, o homem levou uma mordida e um tapa do animal na região das costas, o que causou vários arranhões.

Segundo o relatado pelo homem à corporação, ele foi verificar a origem de um mau cheiro em uma mata acompanhado de seus cães. Ao chegar ao local, constatou que tratava-se de um animal morto e neste momento, foi atacado pela onça. Os cães começaram a latir, assustaram-na e ela fugiu.

Segundo o coronel Queiroz da Polícia Militar Ambiental (PMA), em duas outras ocasiões, funcionários de uma fazenda foram verificar mau cheiro e foram atacados por onças também, porque especialmente a onça-pintada costuma defender seu alimento:

"Ela mata a presa, depois fica se alimentando e vigiando essa carne. Essa é uma das formas em que ela pode atacar o ser humano, porque a onça-pintada não encara um ser humano adulto como uma presa, ela tende a se afastar, mas para defender seu alimento ou seus filhotes ela pode atacar", explica.

O presidente da Organização Não-Governamental (ONG) Panthera, Leonardo Avelino, explica que a onça pode ter interpretado a presença dos 5 cães como uma "concorrência" alimentar para a caça que protegia: "As onças costumam ficar agressivas com a proximidade de cães, a razão do ataque pode ter sido justamente a presença deles", afirma.

De acordo com os bombeiros, o homem foi levado para o hospital da cidade. Ele foi atendido e liberado no mesmo dia. O G1 tentou contato com a vítima, mas até a publicação desta reportagem as ligações não foram atendidas.

Dois homens morrem ao tentar tirar selfie em cachoeira de Minas

Ismael Elias Maia e Victor Kennedy Almeida Afonso Pena se aproximaram da beirada de um penhasco quando um deles escorregou

Leonardo Augusto, especial para o Estadão
Blog SNP, 17 de jul de 2019

Cachoeira da Farofa. Os corpos do operador de empilhadeira Ismael Elias Maia, de 26 anos, e do técnico administrativo Victor Kennedy Almeida Afonso Pena, de 29, foram resgatados pelos bombeiros Foto: Corpo de Bombeiros

BELO HORIZONTE - Duas pessoas morreram no domingo, 14/07, após tentativa de tirar uma selfie em uma cachoeira na Serra do Cipó,  em Santana do Riacho, a 120 quilômetros de Belo Horizonte. Os mortos são o operador de empilhadeira Ismael Elias Maia, de 26 anos, e o técnico administrativo Victor Kennedy Almeida Afonso Pena, de 29.

Segundo relato de testemunhas aos bombeiros, os dois estavam na parte alta da Cachoeira da Farofa e se aproximaram da beirada do penhasco para tirar a selfie. Um escorregou e caiu no poço da queda d'água. O colega pulou atrás, para tentar salvá-lo - os dois se afogaram.

O resgate dos corpos teve início e foi concluído nesta segunda-feira, 15. Com muitas cachoeiras, a Serra do Cipó registra grande movimento de banhistas sobretudo nos fins de semana e períodos de férias.

Com muitas cachoeiras, a Serra do Cipó registra grande movimento de banhistas sobretudo nos fins de semana e períodos de férias Foto: Corpo de Bombeiros

Outra morte em cachoeira de Minas Gerais em tentativa de selfie

Em 23 de setembro, Minas Gerais registrou outra morte por tentativa de selfie em queda d'água. A adolescente Taynara Claudino Ferreira estava com parentes na Cachoeira do Fabinho, em Santa Margarida, na Zona da Mata. Ao deixar o local, a moça disse que faria mais uma foto. Ela se posicionou sobre uma pedra, escorregou, bateu a cabeça, caiu no poço e ficou submersa. Os parentes chamaram resgate, mas a moça foi retirada já morta.

Homem compra caixa de sabão em pó em mercado e encontra cocaína

De acordo com a PM, ao menos 82 quilos da droga estavam escondidos dentro de 30 caixas do produto

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo
Blog SNP, 17 de julho de 2019




SÃO PAULO - Um homem comprou nesta segunda-feira, 15/07, uma caixa de sabão em um mercadinho no bairro de Ermelino Matarazzo, zona leste de São Paulo, e quando foi lavar a roupa encontrou cocaína no pacote.

De acordo com a Polícia Militar, o homem levou a caixa de sabão para delegacia e os policiais constataram que era pasta base da droga.

Após a denúncia, policiais militares se dirigiram ao mercado, localizado na Rua Serra de Itaqueri, e flagraram homens descarregando de um veículo Hilux mais caixas de sabão em pó com a droga.

Depois de uma perseguição, os criminosos só pararam quando bateram em outro veículo. Quatro pessoas foram detidas, entre elas o dono do estabelecimento.
Segundo a PM, ao menos 82 quilos de cocaína estavam escondidos dentro de 30 caixas de sabão em pó. A ocorrência foi registrada no 62º DP, em Ermelino Matarazzo.
Em nota, a Química Amparo informou que claramente ocorreu a violação de embalagens de produtos para fins ilícitos. "A empresa ressalta que repudia veementemente tal atitude e se coloca à disposição das autoridades caso necessário."



NOTA - FPI/PE repudia ameaças à atuação dos agentes comunitários de saúde e de endemias de Petrolândia



A Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia do São Francisco em Pernambuco (FPI/PE) vem a público demonstrar seu apoio aos agentes comunitários de saúde e de endemias da cidade de Petrolândia, que foram ameaçados por moradores que alegaram uma suposta ligação desses servidores com o trabalho de fiscalização e apreensão de animais em residências. Em razão do ocorrido, os agentes comunitários optaram por se resguardar, não realizando seu trabalho nesta quarta-feira (17/08).

A FPI/PE é uma operação coordenada que conta com a participação de mais de 20 órgãos públicos e entidades não-governamentais, contando com um trabalho de inteligência prévio à deflagração das ações. Tal trabalho é realizado sem a participação de pessoas da região, a fim de não frustrar o levantamento dos alvos. Não há relação entre o trabalho desempenhado pelos órgãos estaduais e federais que integram a operação e o poder público municipal, que também é fiscalizado pelas equipes.

O trabalho dos agentes comunitários é essencial para a promoção da saúde de toda a população de Petrolândia, uma vez que tais profissionais atuam fiscalizando focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti e realizando ações de atenção básica à saúde.

A paralisação desse trabalho, por qualquer motivo, é prejudicial para os próprios moradores e, por esse motivo, a FPI/PE faz um apelo para que todos continuem permitindo o acesso dos agentes comunitários de saúde e endemias às suas casas, em respeito ao importante trabalho que esses servidores públicos desempenham.

FPI/PE

Do Blog de Assis Ramalho 
17 de jul de 2019

Festa em Petrolândia - PE: IV Festa do Produtor Rural será realizada no dia 27 de Julho de 2019, Agrovila 01, Bloco 04 (Mandantes)


A COECIM (comissão organizadora de eventos culturais do Icó Mandantes) convida a você agricultor e toda a comunidade local e circunvizinha para abrilhantar o nosso evento que será realizado no dia 27 DE JULHO na Quadra Poliesportiva da Agrovila 01 bloco 04 - Mandantes

É a IV Festa do Produtor Rural que esse ano trás uma abordagem sobre o Projeto Icó Mandantes “Entre Avanços e Retrocessos”, mas sempre na perspectiva de expansão e produção de diversas culturas. 

Programação 
Na ocasião haverá desfile da Garota COECIM 2019, Sorteios para os produtores; Roda de conversa sobre o projeto e a situação atual; Leilão com frutos da terra; apresentação cultural; exposição de fotografias e banda para animar a noite
Contamos com a presença de todos para enaltecer esse evento. 

Realização: COECIM
Apoio: Prefeitura Municipal de Petrolândia/pe, produtores rurais e comerciantes.


Solicitação da Organização

Aos Produtores do Projeto Icó- Mandantes:

A COECIM solicita aos produtores do Projeto, a doação de frutos da terra para o Leilão da IV Festa do Produtor Rural.

Para as doações entrar em contato com os membros da comissão.

Solicitamos: 

Abóbora
Tomate
Cebola
Amendoim
Goiaba
Manga
Melão
Uva
Jerimum
Feijão verde
Pimentão
Coentro
Batata
Macaxeira
Caju
Limão
Laranja
Melancia

Informações: COECIM 




Em pleno funcionamento 'Ativos Cobranças' trás Soluções em Recuperação de Crédito para Petrolândia e região

A Ativos Cobranças trás soluções em recuperação de crédito para Petrolândia e região.


A empresa foi criada com o objetivo de prestar serviços de cobranças; tendo também serviços com adaptação extrajurídica, contando com o nosso próprio departamento de apoio judicial para suporte quando se fizer necessário. 
Lembrando que a Ativos Cobrança é uma empresa que busca soluções simples e objetivas para a sua recuperação de crédito.
Contamos com uma equipe preparada, treinada e bem orientada para seus clientes com educação e excelência.

Contrate-nos!

(87)9.9972-0954
Instagram: @ativoscobrancas


terça-feira, 16 de julho de 2019

Potencial Turístico de Petrolândia, localizada no Sertão de Itaparica, é mostrado pela Prefeitura Municipal na 20ª ExpoSerra e anunciou a 5ª edição da ExpoSertão no município





A Prefeitura marcou presença na 20ª Exposerra - Feira da Indústria, Comércio e Serviços de Serra Talhada, com estande para divulgar o potencial turístico do município e anunciar a 5ª edição da Feira de Negócios e Empreendedorismo de Petrolândia - ExpoSertão, que acontecerá de 28 de Novembro a 01 de Dezembro de 2019.




Por Assessoria de Comunicação Prefeitura de Petrolândia
16 de jul de 2019



Aplicativo FaceApp pode abrir porta para abusos com dados dos usuários

Para especialistas, app compartilha informações sem consentimento

Por Agência Brasil 
16 de jul de 2019


Reprodução FACE App/Direitos Reservados

Nos últimos dias, imagens de pessoas em versões mais velhas delas mesmas viraram a nova febre das redes sociais no país. O responsável por isso foi o aplicativo Faceapp, ferramenta para edição e aplicação de filtros a imagens, como a simulação das faces em idades mais avançadas ou em outros gêneros. Contudo, seu funcionamento e suas normas internas podem abrir espaço para abusos no uso e compartilhamento dos dados de seus usuários.

O FaceApp está disponível nas lojas de aplicativos Play Store (para o sistema operacional Android) e Apple Store (para o sistema operacional iOS). Na loja Play Store no Brasil estava listado em julho como o principal aplicativo na categoria gratuitos. Com nota 4,5 de 5, no momento da publicação desta reportagem, o app chegava perto de 1 milhão de downloads.

O programa é anunciado como uma ferramenta para melhorar fotos e criar simulações por meio de filtros. Nos modelos de edição há possibilidades de mudar cores do cabelo, aplicar maquiagem ou estilos de barba e bigode, entre outros. O sistema de inteligência artificial do app informa que pode encontrar “o melhor estilo para você”.

Política de privacidade

A política de privacidade do app traz informações sobre quais dados são coletados e quais são os usos possíveis. Segundo o documento, são acessados as suas fotos e “outros materiais” quando você posta. Quais outros materiais? O documento não detalha. A empresa adota serviços de análise de dados (analytics) de terceiros para “medir as tendências de consumo do serviço”. O que isso significa? Não fica claro.

OBSERVAÇÃO 
“Essas ferramentas coletam informação enviada pelo seu aparelho ou por nosso serviço, incluindo as páginas que você acessa, add-ons e outras informações que nos auxiliam a melhorar o serviço”, diz o documento. São utilizados também mecanismos de rastreamento como cookies, pixels e beacons (que enviam dados sobre a navegação para a empresa e parceiros dela).

As informações “de log” também são enviadas, como quando o indivíduo visita um site ou baixa algo deste. A empresa também insere mecanismos para identificar que tipo de dispositivo você está usando, se um smartphone, tablet ou computador de mesa. Podem ser veiculados anúncios por anunciantes parceiros ou instalados cookies dessas firmas.

Por meio dessas tecnologias a sua navegação passa a ser totalmente rastreada. Segundo a empresa, contudo, esse volume de informação é reunido sem que a pessoa seja identificada. “Nós coletamos e usamos essa informação de análise de forma que não pode ser razoavelmente usado para identificar algum usuário particular”, informa o app.

As políticas de privacidade afirmam que a informação não é vendida ou comercializada, mas listam para quem a informação reunida pode ser compartilhada para as empresas do grupo que controla o Faceapp, que também poderão utilizá-las para melhorar os seus serviços. Também terão acesso empresas atuando na oferta do serviços, que segundo o documento, o farão sob “termos de confidencialidade razoáveis”. O que são termos razoáveis? O usuário não tem como saber.

'Meu Cordel, é Nosso!': No Meu Pedaço de Chão Vivo Contente (Reflexão) poetisa Ivone Santos


REFLEXÃO

No meu pedaço de chão
Vivo contente
         
Sou! Sem Terra sim, senhor!
Não nego essa verdade
O cidadão da cidade
Que por mim sente pavor
Se achando superior
Escarnece da pobreza
Mas essa sua avareza
Lhe faz caminhar a esmo
Nosso fim será o mesmo
Disso, sim tenho certeza.
              
Você com sua riqueza
Pensa ser melhor que eu
Isso, é só orgulho seu
Me desculpe a franqueza
Eu lhe digo com firmeza
Minha língua não emperra
O contato com a terra
Só me causa alegria
E o dom da poesia
É minha arma de guerra.
               
Todo ser humano erra
Ninguém aqui é perfeito
Então não bote defeito
Nem fique fazendo guerra
A matéria se encerra
Tudo vira podridão
E num pequeno caixão
A carne vira carniça
E quem vive de cobiça
Não é diferente, não.
            
No meu pedaço de chão
Vivo contente, feliz!
O meu ser não se maldiz
Porque não tenho ambição
Respeito o meu irmão
Pois é assim que se faz
Pra quem quer viver em paz
Sem arranjar confusão
Vivendo em união
Sem botar ninguém pra trás.

Ivone Santos
Petrolândia-PE, 11/07/2019

Arquivo no Blog SNP, 16 de jul de 2019



segunda-feira, 15 de julho de 2019

Prefeitura Municipal de Petrolândia PE publica uma 'Nota' de esclarecimento relacionado a um vídeo que circula nas redes sociais acusando o Governo Municipal de suposto crime ambiental


NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito do vídeo desrespeitoso que circula nas redes sociais acusando o Governo Municipal de suposto crime ambiental, a Prefeitura de Petrolândia esclarece: 

O investimento para as melhorias necessárias do sistema é estimado em mais de R$ 21 milhões e, no dia 16/07/2012, foi firmado contrato entre a Codevasf e a empresa MRM Construtora Ltda para execução da obra. Entretanto, por problemas burocráticos o contrato foi reincidido. 

A realização da obra está a cargo da CODEVASF tendo sido inclusive anunciada pelo então Presidente Avelino Neiva em ato em Petrolina-PE no dia 05/08/2018 em autorização para o processo licitatório.

Em 29/01/2019 foi aberto novo processo licitatório RDC Eletrônico nº 40/2018 pela Codevasf tendo como vencedora a empresa Soma Engenharia Civil no valor de quase 15 milhões de reais (R$ 14.997.241,25). 

A Prefeitura de Petrolândia informa ainda que esse recurso é oriundo da contrapartida social do Ministério da Integração Nacional e está vinculado à liberação de licença ambiental da transposição do Rio São Francisco, ou seja, é obrigação legal que já deveria ter sido cumprida, tendo ensejado Inquérito Civil e Recomendação do Ministério Público Federal que entre outros pontos, versa o Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável de água e saneamento para todos. 

Esclarecemos que o matadouro público municipal está em reforma e o seu sistema de esgotamento sanitário é independente do sistema urbano, tendo lagoa de tratamento própria..

Em relação aos posseiros, a prefeitura reitera que já tem conhecimento e que está sendo feito um trabalho para resolver permanentemente essa questão. 

A gestão municipal tem buscado por todos os meios legais disponíveis a agilização da obra, que apesar de não ser de responsabilidade do município, é de suma importância para os munícipes. A Prefeitura, inclusive atendendo solicitação de técnicos da Codevasf, fez a limpeza e negociou a retirada de posseiros que ocupavam ilegalmente o entorno das lagoas para que a obra seja realizada.

Entretanto, Petrolândia é um dos municípios ribeirinhos do Rio São Francisco com o sistema de esgotamento mais eficiente e queremos chegar a 0% de contaminação, contudo para que isso aconteça, é necessário o esforço conjunto dos entes federativos e da sociedade.
Por fim, de forma transparente está disponível na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos a Nota Técnica da Codevasf, informações do processo licitatório e demais documentos aqui citados referentes às providências necessárias para que tenhamos cada vez mais um sistema de esgotamento sanitário eficiente e ecologicamente corretos.

Se você tem alguma solicitação, denúncia, reclamação, sugestão ou elogio, entre em contato, de forma legal, com a Ouvidoria de Petrolândia! Pela internet, no site da prefeitura, por telefone: (87) 3851-1156 ou ainda de forma presencial, na sala de ouvidoria da Prefeitura.


Fonte: Secretaria Municipal de Serviços Urbanos 
14 de jul de 2019

Ministério Público faz pente-fino nas contas eleitorais de Flávio Bolsonaro


O Ministério Público do Rio faz um pente-fino nas contas eleitorais do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para saber se o dinheiro arrecadado por Fabrício Queiroz com outros assessores do antigo gabinete dele na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) irrigou campanhas políticas do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro. 

Por Estadão
Ricardo Brandt, enviado especial no Rio
Via UOL
15/07/2019

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)
Imagem: REUTERS/Sergio Moraes
Doações recebidas diretamente e via partidos e despesas contratadas, como de gráficas, pessoal e locação de veículos, são investigadas desde o fim de março pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) no âmbito do inquérito que apura supostos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa por meio do desvio de salário de assessores no gabinete de Flávio na Alerj.

Eleito deputado estadual em 2002, Flávio ocupou cadeira na Alerj até dezembro de 2018. No período, disputou seis eleições ao cargo no Estado, uma a prefeito do Rio, em 2016, e a vaga ao Senado no ano passado. Além do uso eleitoral, investigadores analisam em sigilo possível enriquecimento ilícito dos envolvidos e prática de agiotagem, entre outros, com os recursos arrecadados por Queiroz. 

O foco do Ministério Público são as campanhas de Flávio, mas o aprofundamento das análises alcança indiretamente contas eleitorais do PSL do Rio, do PP e do PSC - partidos pelos quais disputou os pleitos - e se aproxima da estrutura política da família Bolsonaro, incluindo a do presidente.

Suspeito de ser o operador do esquema conhecido como "rachadinha", Queiroz trabalhou no gabinete de Flávio na Alerj de 2007 a 2018 e atuou em quatro eleições nesse período. Ao longo de 2016, ano em que Flávio disputou a prefeitura do Rio, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta bancária, com uma série de saques e depósitos fracionados considerados atípicos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). 

domingo, 14 de julho de 2019

Coveiro é morto a tiros dentro de cemitério em Petrolândia, no Sertão de PE


Um homem foi encontrado morto na manhã deste domingo (14/07), no município de Petrolândia - PE, localizado no interior do estado. 

Henrique Antônio Sobrinho, 53 anos, foi encontrado com perfurações de tiros, dentro do Cemitério Municipal. Segundo informações, Henrique era coveiro e trabalhava no local.

O corpo de Henrique foi encontrado dentro do cemitério por colegas de trabalho. Segundo a polícia, o coveiro tinha passagem pela polícia pelo crime de homicídio em São José do Belmonte-PE (sua terra natal). 

A cerca de dois anos o coveiro prestava serviços no cemitério de Petrolândia. A Polícia Militar esteve no local, e realizou os primeiros procedimentos relacionado ao caso.





A Polícia Civil investiga o crime. 



Por Blog Petrolândia Notícias
14 de Jul de 2019

sábado, 13 de julho de 2019

Previdência: confira principais pontos aprovados em primeiro turno

Deputados alteraram quatro pontos da proposta em plenário

Por Wellton Máximo
Fonte:Agência Brasil
13 de Jul de 2019

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Aprovada na sexta-feira (12/07) à noite pelo Plenário da Câmara dos Deputados, a reforma da Previdência voltou para a comissão especial para ter a redação final votada em segundo turno. Depois de quatro dias horas de debates, os deputados aprovaram quatro emendas e destaques e rejeitaram oito. Mais oito alterações foram retiradas da pauta ou deixaram de ser votadas porque ficaram prejudicadas durante a tramitação.
A primeira emenda aprovada melhorou o cálculo de pensões por morte para viúvos ou viúvas de baixa renda e antecipou o aumento da aposentadoria de mulheres da iniciativa privada. Resultado de acordo com a bancada feminina, a emenda teve aprovação maçica, por 344 votos a 132.
Também fruto de acordo entre os partidos do governo, do centrão e da oposição, a segunda emenda aprovada suavizou as regras para a aposentadoria de policiais que servem à União. A emenda também tinha acordo entre governo e oposição para ser aprovada.
A categoria, que engloba policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais legislativos, policiais civis do Distrito Federal e agentes penitenciários e socioeducativos federais, terá uma regra mais branda de transição, pode aposentar-se aos 53 anos (homens) e 52 anos (mulheres), desde que cumpram o pedágio de 100% sobre o tempo que falta para se aposentar.
Os deputados aprovaram outros dois destaques. Um mantém em 15 anos o tempo de contribuição para os trabalhadores do sexo masculino do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Os homens, no entanto, só conquistarão direito à aposentadoria integral com 40 anos de contribuição, contra 35 anos de contribuição das mulheres.
O último destaque aprovado reduziu a idade mínima de aposentadoria de professores para 55 anos (homens) e 52 anos (mulheres). Também fruto de um acordo partidário, o destaque estabelece que a redução só valerá para quem cumprir 100% do pedágio sobre o tempo que falta para aposentar-se pelas regras atuais.
O texto alterado pelos deputados segue para a comissão especial, onde precisa ter a redação final aprovada em segundo turno. De lá, volta para o Plenário, para ser votado a partir de 6 de agosto também em segundo turno. Nessa etapa, só podem ser apresentadas emendas supressivas, que retiram pontos do texto.

Confira como está a reforma da Previdência após a aprovação em primeiro turno

Trabalhador urbano

  • Proposta do governo: idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens após o período de transição, com tempo mínimo de contribuição de 25 anos para ambos os sexos, 10 anos no serviço público e cinco anos no cargo.
  • Comissão especial: idades mínimas mantidas, com tempo de contribuição de 20 anos para homens e 15 anos para as mulheres.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: idades mínimas mantidas, com tempo mínimo de contribuição de 15 anos para homens e mulheres.

Servidor público federal

  • Proposta do governo: idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens após o período de transição, com tempo mínimo de contribuição de 25 anos para ambos os sexos.
  • Primeira versão do relatório: idades mínimas e parâmetros de aposentadorias regulamentados por lei complementar a partir da promulgação da refoma.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: idades mínimas de aposentadorias para o serviço público federal continuarão fixadas na Constituição, com demais parâmetros definidos por lei complementar a partir da promulgação da reforma.

Regra de transição

  • Proposta do governo: no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), que abrange os trabalhadores do setor privado, a proposta de emenda à Constituição (PEC) prevê três regras de transição para o setor privado: sistema de pontos por tempo de contribuição e por idade, aposentadoria por tempo de contribuição para quem tem pelo menos 35 anos de contribuição (homens) e 30 anos (mulheres) e pedágio de 50% sobre o tempo faltante pelas regras atuais, desde que restem menos de dois anos para a aposentadoria.

    Para o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), dos servidores públicos, o texto estipula um sistema de pontuação que permitiria a aposentadoria a partir dos 61 anos para homens e 56 anos para mulheres. A partir de 2022, as idades mínimas subiriam para 62 anos (homens) e 57 anos (mulheres). Nesse caso, no entanto, os servidores receberiam um valor mais baixo. Os trabalhadores públicos que entraram até 2003 precisariam trabalhar até 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) para terem direito à integralidade (último salário da ativa) e paridade (mesmos reajustes salariais dos ativos).
  • Proposta aprovada em primeiro turno: o texto acrescentou uma regra de transição que valerá tanto para o serviço público como para a iniciativa privada. Os trabalhadores a mais de dois anos da aposentadoria terão um pedágio de 100% sobre o tempo faltante para ter direito ao benefício, desde que tenham 60 anos (homens) e 57 anos (mulheres) e 35 anos de contribuição (homens) e 30 anos de contribuição (mulheres). No caso dos servidores públicos que entraram antes de 2003, o pedágio dará direito à integralidade e à paridade.

Gatilho na idade mínima

  • Proposta do governo: Constituição definiria um gatilho automático que elevaria as idades mínimas de quatro em quatro anos conforme o aumento da expectativa de vida.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: relator retirou o mecanismo de ajuste. Novas alterações das idades mínimas terão de exigir mudança na Constituição.

Aposentadoria rural

  • Proposta do governo: idade mínima de 60 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, com 20 anos de tempo de contribuição para ambos os sexos.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: tema retirado na comissão especial. Mantidas as regras atuais, com 55 anos para mulheres e 60 anos para homens, incluindo garimpeiros e pescadores artesanais. Apenas o tempo mínimo de contribuição para homens sobe para 20 anos, com a manutenção de 15 anos para mulheres.

Professores

  • Proposta do governo: idade mínima de 60 anos de idade para a aposentadoria de homens e mulheres, com 30 anos de tempo de contribuição.
  • Primeira versão do relatório: idade mínima de 57 anos para mulheres e 60 anos para homens, com definição de novos critérios por lei complementar. Regra vale para professores do ensino infantil, fundamental e médio.
  • Comissão especial: professoras terão integralidade (aposentadoria com último salário da ativa) e paridade (mesmos reajustes que trabalhadores da ativa) aos 57 anos. Professores só terão esses direitos a partir dos 60 anos, com pedágio de 100% sobre o tempo que falta para aposentar-se. Destaque que retiraria os professores da reforma foi rejeitado.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: idade mínima de aposentadoria reduzida para 55 anos (homens) e 52 anos (mulheres), com cumprimento do pedágio de 100%. Benefício vale para professores federais, da iniciativa privada e dos municípios sem regime próprio de Previdência. Destaque aprovado após acordo entre governo e oposição.

Capitalização

  • Proposta do governo: Constituição viria com autorização para lei complementar que instituirá o regime de capitalização.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: tema retirado antes da divulgação da primeira versão do relatório na comissão especial.

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

  • Proposta do governo: idosos de baixa renda receberiam R$ 400 a partir dos 60 anos, alcançando um salário mínimo somente a partir dos 70.
  • Primeira versão do relatório: proposta retirada, com manutenção de um salário mínimo para idosos pobres a partir dos 65 anos.
  • Proposta aprovada em primeiro turno: inclusão de medida para combater fraudesno BPC, com especificação na Constituição de renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo a partir dos 65 anos para ter direito ao benefício.